Marianne Stokes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marianne Stokes
Auto-retrato, possivelmente de 1927
Nascimento 19 de janeiro de 1855
Graz, Estíria, Áustria
Morte 13 de agosto de 1927 (72 anos)
Londres, Inglaterra, Reino Unido
Nacionalidade austríaca
Prémios Medalha de Prata (1882) da Academia Colarossi
Medalha de Ouro na Feira Mundial de Chicago (1893)
Área Pintura
Formação Academia de Desenho de Graz, Academia Colarossi

Marianne Stokes, nascida Marianne Preindlsberger (Graz, 19 de janeiro de 1855Londres, 13 de agosto de 1927) foi uma famosa pintora austríaca. Marianne é considerada uma das grandes artistas do período vitoriano na Inglaterra, tendo oscilado em diversos movimentos artísticos[1]. Mudou-se para Londres depois de seu casamento com o também pintor, Adrian Scott Stokes (1854–1935), que conheceu em Pont-Aven[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marianne nasceu em Graz, capital do estado austríaco da Estíria, em 1855. Por volta de 1870 estudou na Academia de Desenho de Graz e em 1874 foi para Munique, onde estudou com diversos pintores de renome da época, como Wilhelm Lindenschmit, Gabriel von Hackl e Otto Seitz. Seu talento foi reconhecido logo cedo e em Munique ela ganhou uma bolsa de estudos para estudar na França, devido à sua primeira pintura, Muttergluck. Em 1880, já em Paris, ela trabalhou com Pascal Dagnan-Bouveret (1852–1929) e Gustave Courtois (1853–1923). Passava a maior parte de seus dias pintando as paisagens rurais do país e as ruas parisienses e assim como muitos pintores da época, ela foi influenciada pelo pintor rústico Jules Bastien-Lepage. É visível sua influência em várias pinturas de Marianne em cenas rurais, medievais e bíblicas[1]. Por volta dessa época, ela conheceu a pintora finlandesa Helene Schjerfbeck, de quem ficou amiga e com quem visitou Pont-Aven em 1883[1][2][3]. Foi em Pont-Aven que ela conheceu o pintor Adrian Scott Stokes, casando-se com ele no ano seguinte em Graz e depois passando vários meses em Capri[3].

Vilhelmine Bramsen, Beatrice Diderichsen e Marianne Stokes (de frente) em Skagen. Desenho de Peder Severin Krøyer, 14 de agosto de 1886

Exibiu seus trabalhos pela primeira vez em uma exposição na Royal Academy, em 1885. Em seguida na Galeria Grosvenor e na New Gallery, em Londres. Nesta época ela já utilizava seu nome de casada[1]. Na companhia do marido, ela passou os verões de 1885 e 1886 em Skagen, bem ao norte da Dinamarca, onde uma academia de artistas se tornaria famosa e chamada de Pintores de Skagen. O casal fez amizade com o casal de pintores, Michael e Anna Ancher. O casal Stokes também visitou a Irlanda no mesmo ano[1][3].

Em 1900, exibiu junto do marido na Fine Art Society e o casal se estabeleceu em seguida em St Ives, na Cornualha, onde Marianne se tornou membro da Newlyn School. O casal não teve filhos e assim puderam viajar constantemente, onde visitaram o Tirol, a Hungria, em 1905 e a região das Montanhas Tatra, entre a Eslováquia e a Polônia. O casal gerou vários rascunhos e quadros das vilas de Važec, Mengusovce e Ždiar, um retrato bastante preciso da vida rural da região[1][3].

Em 1908, ajudou a fazer banners e desenhos para a Passeata Sufragista de até o Royal Albert Hall[3].

Estilo[editar | editar código-fonte]

Marianne inicialmente pintava a óleo, inspirada pelo movimento Pré-Rafaelita e por temas medievais, como se poder ver em quadros como Aucassin e Nicolette. Em seguida, ela utilizou têmpera e gesso, compondo pinturas que pareciam afrescos[1]. Em suas viagens pelas áreas rurais da Europa, o naturalismo esteve muito presente em sua arte[3].

Morte[editar | editar código-fonte]

Marianne faleceu em Londres, em 13 de agosto de 1927, aos 72 anos[1][3].

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h Evans, Magdalen (2009). With Utmost Fidelity: The painting lives of Marianne and Adrian Stokes. São Paulo: Sansom. p. 256. ISBN 978-1904537854 
  2. a b Penzance Museum and Gallery (ed.). «Marianne Stokes». Penzance Museum and Gallery. Consultado em 7 de setembro de 2017 
  3. a b c d e f g Eclectic Light (ed.). «Into the Light: Marianne Stokes, a major woman artist». Eclectic Light Company. Consultado em 7 de setembro de 2017 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marianne Stokes