Mariano Escoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o abade de Regensburgo, veja Mariano Escoto de Regensburgo.
Mariano Escoto
Nascimento 1028
República da Irlanda
Morte 22 de dezembro de 1082 (54 anos)
Mainz
Cidadania República da Irlanda
Ocupação historiador, escritor

Mariano Escoto (em latim: Marianus Scotus; 10281082 ou 22 de dezembro de 1083 (55 anos)) foi um monge irlandês e cronista do século XI e membro da missão hiberno-escocesa[1], batizado Máel Brigte (em irlandês moderno: Maelbhríde - "Servo de [Santa] Brígida").

Vida[editar | editar código-fonte]

Mariano foi educado por um tal Tigernach e, depois de tornar-se monge em 1052[2], cruzou o Canal da Mancha em direção do continente em 1056 e passou a viver na Abadia de São Martinho, em Colônia, e na Abadia de Fulda. Mudou-se depois para Mogúncia (Mainz), onde morreu em 22 de dezembro de 1082 ou 1083[3] e foi enterrado na Catedral de Mogúncia.

Mariano escreveu uma crônica ("Chronicon"), que se propõe ser uma história universal da criação do mundo até 1082[4]. A crônica de Mariano ficou muito famosa durante a Idade Média e, na Inglaterra, foi extensivamente utilizada por João de Worcester e outros escritores medievais[5]. Impresso pela primeira vez em Basileia, em 1559, foi editada depois com uma introdução por Georg Waitz para a coleção "Monumenta Germaniae Historica. Scriptores" (Bd. v).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. New Catholic Encyclopedia: Mab-Mor - Page 163 2003
  2. Wikisource-logo.svg "Marianus Scotus" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês). Em domínio público.
  3.  Kingsford, Charles Lethbridge (1893). «Marianus Scotus». In: Lee, Sidney. Dictionary of National Biography. 36. Londres: Smith, Elder & Co 
  4. Leonard E. Boyle Medieval Latin Palaeography: A Bibliographical Introduction 1984 - Page 97 "the chronicle of Marianus Scotus of Mainz"
  5. Naomi Reed Kline Maps of Medieval Thought: The Hereford Paradigm 2001 Page 221

Ligações externas[editar | editar código-fonte]