Mariano Escoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o abade de Regensburgo, veja Mariano Escoto de Regensburgo.

Mariano Escoto (em latim: Marianus Scotus; 10281082 ou 22 de dezembro de 1083 (55 anos)) foi um monge irlandês e cronista do século XI e membro da missão hiberno-escocesa[1], batizado Máel Brigte (em irlandês moderno: Maelbhríde - "Servo de [Santa] Brígida").

Vida[editar | editar código-fonte]

Mariano foi educado por um tal Tigernach e, depois de tornar-se monge em 1052[2], cruzou o Canal da Mancha em direção do continente em 1056 e passou a viver na Abadia de São Martinho, em Colônia, e na Abadia de Fulda. Mudou-se depois para Mogúncia (Mainz), onde morreu em 22 de dezembro de 1082 ou 1083[3] e foi enterrado na Catedral de Mogúncia.

Mariano escreveu uma crônica ("Chronicon"), que se propõe ser uma história universal da criação do mundo até 1082[4]. A crônica de Mariano ficou muito famosa durante a Idade Média e, na Inglaterra, foi extensivamente utilizada por João de Worcester e outros escritores medievais[5]. Impresso pela primeira vez em Basileia, em 1559, foi editada depois com uma introdução por Georg Waitz para a coleção "Monumenta Germaniae Historica. Scriptores" (Bd. v).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. New Catholic Encyclopedia: Mab-Mor - Page 163 2003
  2. Wikisource-logo.svg "Marianus Scotus" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês)., uma publicação agora em domínio público
  3.  Kingsford, Charles Lethbridge (1893). «Marianus Scotus». In: Lee, Sidney. Dictionary of National Biography. 36. Londres: Smith, Elder & Co 
  4. Leonard E. Boyle Medieval Latin Palaeography: A Bibliographical Introduction 1984 - Page 97 "the chronicle of Marianus Scotus of Mainz"
  5. Naomi Reed Kline Maps of Medieval Thought: The Hereford Paradigm 2001 Page 221

Ligações externas[editar | editar código-fonte]