Mariano di Ser Austerio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mariano di Ser Austerio
Nascimento 1470
Perúgia
Morte 1530 (60 anos)
Ocupação pintor

Mariano di Ser Austerio (ou Eusterio), já chamado Mariano da Perugia, (Perúgia, ca. 1470 - idem, ca. 1530) foi um pintor italiano, discípulo e colaborador de Pietro Perugino, especializado na produção de frontais de retábulo (predelas).

São poucas as referências à sua vida e sua obra, ainda que Giorgio Vasari o registre em sua célebre Vite, obra que inaugura o gênero da historiografia artística.[1] Seu estilo é intensamente influenciado pela estética do mestre Perugino, embora suas obras denotem um acabamento flagrantemente mais modesto, segundo Bardi.[2]

Seu corpus de obras é bastante reduzido: são de sua autoria o afresco da Crucificação (hoje transferido para tela) e a Sant'Ana com a Virgem da Misericórdia, ambos na Galleria dell'Umbria, em Perúgia, além do Sepultamento de Cristo, no Museu de Belas Artes de Caen e uma Virgem com o Menino e Dois Anjos, em coleção particular.

A Mariano também é atribuída a execução parcial da Natividade, no Louvre, em colaboração com Lo Spagna. Em 1923, Gnoli chegou a lhe atribuir a Ressurreição Kinnaird,[3] retirando a atribuição pouco tempo depois.[4] Bernard Berenson retomou a hipótese,[2] atualmente abandonada. A tela é hoje majoritariamente tida como autógrafa de Rafael.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lanzi, Luigi. «Storia pittorica della Italia» (PDF). Fondazione Memofonte. Consultado em 10 de janeiro de 2009 
  2. a b Bardi, 1978.
  3. Gnoli, 1921.
  4. Gnoli, 1923.
  5. Barone, 1998.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bardi, Pietro Maria (1978). Museu de Arte de São Paulo. Série Enciclopédia dos Museus. XI 2ª ed. São Paulo: Cia. Melhoramentos. 28 páginas 
  • Barone, Juliana & Marques, Luiz. Raffaello Sanzio. In: Marques, Luiz (org.) Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand: Arte italiana. São Paulo: Prêmio, 1998. 62-67 p.
  • Gnoli, Umberto. Mariano di Ser Austerio. BA, XV, setembro, 1921.
  • Gnoli, Umberto (1923). Pittori i miniatori nell'Umbria. Spoleto: Edizioni d'Arte