Marinho de Sousa Lobo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marinho de Sousa Lobo
Nascimento 11 de junho de 1887
Morte 21 de fevereiro de 1959 (71 anos)
Cidadania Brasil
Alma mater Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
Ocupação político

Marinho de Sousa Lobo (Campo Alegre, 11 de junho de 1887Joinville, 21 de fevereiro de 1959)[1] foi um advogado e político brasileiro.

Filho de Pedro José de Sousa Lobo e de Adelaide Flora Caldeira de Andrada Lobo. Casou com América de Oliveira Batista Lobo, filha de Abdon Baptista.

Bacharel em direito pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1911.

Foi superintendente municipal de Joinville, cargo atualmente correspondente a prefeito municipal, entre 1922 e 1926.

Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 12ª legislatura (1925 — 1927) e na 13ª legislatura (1928 — 1930).[2]

Foi desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, empossado em 5 de outubro de 1935.

Referências

  1. Marinho Parísio de Sousa Lobo
  2. Marinho de Sousa Lobo, Memória Política de Santa Catarina, em memoriapolitica.alesc.sc.gov.br

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Piazza, Walter: Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1985.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Abdon Baptista
Prefeito de Joinville
1922 — 1926
Sucedido por
Ulisses Gérson Alves da Costa


Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.