Mario Furley Schmidt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mario Schmidt)
Ir para: navegação, pesquisa
Mário Furley Schmidt
Nascimento 1959
Niterói, RJ
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Escritor, Professor
Influências
Gênero literário História
Magnum opus Nova História Crítica
Escola/tradição Marxismo.
Principais críticos Ali Kamel

Mário Furley Schmidt (Niterói, 1959) é um conhecido professor, escritor e enxadrista brasileiro. É considerado o autor que mais vendeu livros de História do país (Sua coleção, Nova História Crítica vendeu mais de 10 milhões de exemplares).[1] [2] A obra foi recomendada pelo Ministério da Educação.[3] Posteriormente, no ano de 2007, o livro foi rejeitado pelo Ministério da Educação, sob a alegação de que contém erros conceituais, falhas de informação e incoerência metodológica.[4] A obra também foi objeto de uma polêmica com o jornalista Ali Kamel que a denunciou como voltada a propaganda ideológica do comunismo.[5] [6] O livro teria sido reprovado pelo MEC cinco meses antes da reportagem, embora até então constasse em sua lista de livros recomendados pelo ministério em sua publicação Guia do Livro Didático.[7]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primogênito de dois filhos, filho de um engenheiro alemão e uma professora francesa, viveu os primeiros anos no bairro de São Francisco, Niterói no estado do Rio de Janeiro. Desde cedo, dedicou-se ao enxadrismo sendo frequentes as suas visitas ao Clube de Xadrez de Niterói. Tem rating registrado na FEXERJ.[8] [9] Concluiu o ensino médio no Colégio Salesiano Santa Rosa. Em 1977 ingressou na Escola de Engenharia da UFRJ, onde foi colega de alguns dos integrantes da Turma do Casseta & Planeta, como Marcelo Madureira, Beto Silva e Helio de la Peña. Não concluiu o curso. Em 1984, também na UFRJ, ingressou no curso de Filosofia, onde foi aprovado em 1º lugar. Mais uma vez abandonou as aulas, três anos depois, sem se formar. Foi professor de cursos pré-vestibulares em Niterói.

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O mistério do professor Schimidt. Revistaepoca.globo.com.
  2. Editorial JBOnline. Jbonline.terra.com.br.
  3. Diário Oficial da União - Edição Número 73 (PDF). Portal.mec.gov.br.
  4. O Globo Online, 19.09.2007:. Reportagem de O Globo. O Globo.
  5. Uma entrevista com Ali Kamel. Veja. Página visitada em 14 de junho de 2010.
  6. Entrevista com Ali Kamel (em português). Cogito. Página visitada em 17 de junho de 2009.
  7. Guia do Livro Didático de 2008 chega às escolas a partir deste mês. Cbl.org.br.
  8. RELAÇÃO DE RATING E REGISTRO DA FEXERJ POR ORDEM ALFABÉTICA DOS ATLETAS. Fexerj.com.br.
  9. Rating fexerj. Fexerj.com.br.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SCHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica - 5ª série. São Paulo: Nova Geração, 1999. 272 p. ISBN 85-8544-668-4
  • SCHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica - 6ª série. São Paulo: Nova Geração, 1999. ISBN 85-8544-670-6
  • SCHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica - 7ª série. São Paulo: Nova Geração, 1999. ISBN 85-8544-672-2
  • SCHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica - 8ª série. São Paulo: Nova Geração, 2001. ISBN 85-8544-674-9
  • SCHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica - Ensino Médio - Volume Único. São Paulo: Nova Geração, 2005. 840 p. ISBN 85-7678-029-1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.