Marisa Prado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marisa Prado
Marisa Prado, em cena de Tico-tico no Fubá (1952)
Nome completo Olga Costenaro
Outros nomes Marissa Prado
Nascimento 26 de dezembro de 1930
Araçatuba, SP
Nacionalidade brasileiro(a)
Morte 12 de fevereiro de 1982 (51 anos)
Cairo, Egito
Ocupação atriz
Cônjuge Fernando de Barros
Charies Gabriel de Chedid
Outros prêmios
Prêmio Saci (1951)

Melhor atriz, por Terra É sempre Terra[1]

IMDb: (inglês)

Olga Costenaro, mais conhecida como Marisa Prado (Araçatuba, 26 de dezembro de 1930Cairo, 12 de fevereiro de 1982) foi uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ainda criança muda-se com a família para São Bernardo do Campo e emprega-se na Companhia Cinematográfica Vera Cruz assim que ela se instala na cidade.

Começa na Vera Cruz como montadora de filmes, mas, muito bela, chama a atenção de Abílio Pereira de Almeida, que faz um teste com ela e aprova sua participação no filme "Tico-tico no fubá", no qual faz sua estreia no cinema no papel de Durvalina, ao lado de Anselmo Duarte e Tônia Carrero.

Rapidamente se torna uma das principais atrizes da Companhia e brilha nos filmes "Terra é sempre terra", "O cangaceiro" e "Candinho".

Foi casada com o cineasta e produtor Fernando de Barros, com o embaixador cubano em Paris no final da década de 1950 e com o milionário libanês Charles Gabriel de Chedid.[1]

Viveu e filmou na Espanha e na França. Morreu no Egito, em circunstâncias que não foram bem esclarecidas em fevereiro de 1982. Segundo seu marido libanês, ela atravessava uma forte depressão.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1963 No temas a la ley Flora
Plaza de oriente María Luisa
Aquí está tu enamorado
1962 Los secretos del sexo débil
1961 ¡Que padre tan padre!
As Pupilas do Senhor Reitor Margarida
1960 Mundo, demonio y carne
Una chica de Chicago
Nada menos que un arkángel
El traje de oro
1959 María de la O
La rebelión de los adolescentes
Vida sin risas
1956 Tarde de toros Isabel
1955 Orgullo Laura
1954 Candinho Filoca
1953 O Cangaceiro Olívia
1952 Tico-Tico no Fubá Durvalina
1951 Terra É sempre Terra Lina

Referências

  1. a b «Marisa Prado». Meu Cinema Brasileiro. Consultado em 4 de setembro de 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.