Marissa Mayer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Março de 2019).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.


Marissa Mayer
Marissa Mayer em 2014
Nascimento 30 de maio de 1975 (43 anos)
Wausau
Nacionalidade Estadunidense
Fortuna $300 Milhões USD[1]
Cônjuge Zachary Bogue (2009–presente)[2]
Ocupação Co-fundadora Lumi Labs

Marissa Ann Mayer (Wausau, 30 de maio de 1975) é uma cientista da computação estadunidense graduada pela Universidade de Stanford, executiva de tecnologia da informação e co-fundadora do Lumi Labs.

Foi vice-presidente de serviços geográficos e locais do Google.[3] Em 16 de julho de 2012, Mayer foi nomeada presidente e diretora executiva (CEO) do Yahoo!.[4] Foi anunciado em Janeiro de 2017 que ela renunciaria ao conselho da empresa com a venda da operação do Yahoo! para a Verizon Communications[5] por $4.8 bilhões de dólares[6]. Ela não integrou a nova companhia, agora chamada Verizon Media (antiga Oath), e anunciou sua renúncia em 13 de Junho de 2017[6][7].

Infância e Educação[editar | editar código-fonte]

Nascida em Wausau, Winconsin, é a filha mais velha[8] de Margaret Mayer, professora de arte de descendência finlandesa, e Michael Mayer, engenheiro ambiental.[8][9][10] Seu avô, Clem Mayer, teve poliomielite aos 7 anos de idade e foi prefeito de Jackson, Wisconsin por 32 anos.[11][12] Mais tarde, ela se descreveu como como tendo sido "dolorosamente tímida" durante a infância e a adolescência.[13] Desde muito nova teve interesse em matemática e ciências.[14]

Cursou o ensino médio em Wausau West High School, onde obteve excelentes notas em química, cálculo, biologia e física.[15] Participou de várias atividades extracurriculares, tornando-se presidente do Clube de Espanhol, tesoureira do Key Club, capitã do time de debate e capitã do pom-pom squad.[13] O time de debate que participava venceu o campeonato estadual de Wisconsin. Após graduar-se no ensino médio em 1993, foi selecionada por Tommy Thompson, o então Governador de Wisconsin, para ser uma das duas delegadas para representar o estado no Nacional Youth Science Camp in West Virginia.[16]

Ingressou na Universidade de Stanford[13] pretendendo se tornar neurocirurgiã pediátrica[17] mas trocou o curso de neurociência pediátrica para sistemas simbólicos[18], que combinava filosofia, psicologia cognitiva, linguística e ciência da computação. Em Stanford, ela dançou O Quebra-Nozes com o ballet universitário, foi membro do debate parlamentar, realizou trabalho voluntário em hospitais infantis e ajudou a levar educação em ciência da computação para escolas nas Bermudas.[19] Durante o primeiro ano, ela ministrou uma aula em sistemas simbólicos, com supervisão de Eric S. Roberts. A aula foi tão elogiada pelos estudantes que Roberts a convidou para ministrar outra aula durante o verão.[13] Mayer formou-se com honras no bacharelado em sistemas simbólicos em 1997[18][19] e mestrado em ciência da computação em 1999.[20] Tanto na graduação como no mestrado, seu campo de pesquisa foi inteligência artificial. Para sua tese de graduação, ela desenvolveu um software de recomendação de viagens que aconselhava os usuários em linguagem humana que soava natural.[17] Em 2009, o Instituto de Tecnologia de Illinois concedeu a Mayer um doutorado honoris causa em reconhecimento ao seu trabalho no campo de pesquisa.[21]

Fez estágio na SRI Internacional em Menlo Park, na Califórnia, e Ubilab, laboratório de pesquisa da UBS em Zurique, Suíça.[18] Marissa detém várias patentes em inteligência artificial de design de interface.[22][23]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Google[editar | editar código-fonte]

Após graduar-se em Stanford, Mayer recebeu 14 propostas de emprego[18], incluindo um trabalho de professora na Carnegia Mellon University[19] e de consultora na McKinsey & Company.[13] Em 1999, com 24 anos, ela começou trabalhar na empresa Google, sendo a vigésima funcionária da empresa, onde esteve presente nos desenvolvimento de algumas de suas ferramentas mais importantes como - Google Imagens, Google News, Google Maps, Google Books e o Gmail.

Lumi Labs[editar | editar código-fonte]

Após sair do Yahoo! em 2017, Mayer iniciou a startup Lumi Labs com o antigo colega Enrique Muñoz Torres. A companhia é sediada em Palo Alto e é focada em inteligência artificial e mídio de consumidor.[24]

Conselhos[editar | editar código-fonte]

Além de participar dos conselhos de administração do Walmart e Jawbone, Mayer também participa de vários conselhos sem fins lucrativos, como o Cooper-Hewitt, o National Design Museum, o New York City Ballet, o San Francisco Ballet e o San Francisco Museum of Modern Art.[25][26][27][28]

Reconhecimento pela Mídia[editar | editar código-fonte]

Foi nomeada pela lista anual da revista Fortune de 50 Mulheres Mais Poderosas em Negócios na América em 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014 nas posições 50, 44, 42, 38, 14, 8 e 16, respectivamente.[29] Em 2008, aos 33 anos, ela era a mulher mais nova já listada.

Foi nomeada uma das Mulheres do Ano pela revista Glamour em 2009.[30]

Foi listada como uma das 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo na revista Forbes em 2012, 2013 e 2014, nas posições 20, 32 e 18, respectivamente.

Em Setembro de 2013, Mayer tornou-se a primeira CEO de uma empresa Fortune 500 a ser apresentada na Vogue (revista).[8]

Em 2013 ela também foi nomeada na time 100, tornando-se a primeira mulher listada como número um na lista anual das 40 principais estrelas de negócios com menos de 40 anos da revista Fortune.[31] Nesse mesmo ano ela fez história na revista Fortune como a única pessoa a aparecer nas três listas anuais durante o mesmo ano: Businessperson of the Year (No. 10), Most Powerful Women (at No. 8), e 40 Under 40 (No. 1).

Em 24 de Dezembro de 2015, ela foi listada pela revista britânica Richtopia na 14º posição na lista de 500 CEOs Mais Influentes.[32]

Em Março de 2016, Fortune a listou como uma das líderes mais decepcionantes do mundo.[33]

Em 2017, apareceu na Lista de CEOs mulheres das 500 companhias Fortune.[34]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Mayer casou-se com o advogado e investidor Zachary Bogue em 12 de dezembro de 2009.[35][36][37] No dia que o Yahoo! anunciou o noivado, Mayer revelou que estava grávida.[38][39] Ela deu à luz a Macallister em 30 de setembro de 2012.[40] Em 10 de dezembro de 2015, Melissa anunciou o nascimento de gêmeas idênticas, Marielle e Sylvana.[41]

Referências

  1. The real reason Marissa Mayer left Google: She had to
  2. Vogue: The Bride Wore Snowflakes
  3. At Google, Mayer Takes a New Job
  4. Sorkin, Andrew Ross (16 de julho de 2012). Google’s Marissa Mayer Becomes Yahoo’s Chief. (em inglês) The New York Times.
  5. Lopez, Napier (10 de janeiro de 2017). «Yahoo renamed 'Altaba' as CEO Marissa Mayer resigns from board». The Next Web (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  6. a b Weinberger, Matt. «The rise and fall of Marissa Mayer, from the once-beloved CEO of Yahoo to a $4.48 billion sale to Verizon». Business Insider. Consultado em 9 de março de 2019 
  7. Monica, Paul R. La (13 de junho de 2017). «Marissa Mayer leaves Yahoo with nearly $260 million». CNNMoney. Consultado em 9 de março de 2019 
  8. a b c «Yahoo's Marissa Mayer: Hail to the Chief - Magazine». web.archive.org. 23 de agosto de 2013. Consultado em 9 de março de 2019 
  9. «Qué Pasa - Debate tu futuro...Ahora!». web.archive.org. 31 de outubro de 2012. Consultado em 9 de março de 2019 
  10. Lopez, Napier (10 de janeiro de 2017). «Yahoo renamed 'Altaba' as CEO Marissa Mayer resigns from board». The Next Web (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  11. «Managing Google's Idea Factory» (em inglês). 3 de outubro de 2005 
  12. «Marissa Mayer: From Finland to Yahoo!». MyHeritage Blog. 18 de julho de 2012. Consultado em 9 de março de 2019 
  13. a b c d e «Marissa Mayer Biography - Business Insider». web.archive.org. 25 de agosto de 2013. Consultado em 9 de março de 2019 
  14. «Marissa Mayer». Biography (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  15. McLean, Bethany. «Is Marissa Mayer Helping Yahoo—or Hurting the Struggling Tech Giant?». The Hive (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  16. «Wang attends National Youth Science Camp | Starkville Daily News». web.archive.org. 20 de julho de 2012. Consultado em 9 de março de 2019 
  17. a b Perry, Tekla S. (30 de março de 2012). «Marissa Mayer: Google's Chic Geek». IEEE Spectrum: Technology, Engineering, and Science News (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  18. a b c d «Google's Marissa Mayer: How I got ahead». Fortune (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  19. a b c «From the Archives: Google's Marissa Mayer in Vogue». Vogue (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  20. Staff, The Daily News (19 de julho de 2012). «Marissa Mayer '97 becomes CEO of Yahoo». The Stanford Daily (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  21. «Google VP Marissa Mayer to Address 2009 IIT Graduates | Illinois Institute of Technology». web.iit.edu. Consultado em 9 de março de 2019 
  22. CNN, By John D. Sutter. «Know Yahoo's Marissa Mayer in 11 facts». CNN. Consultado em 9 de março de 2019 
  23. «Yahoo! Appoints Marissa Mayer Chief Executive Officer». www.businesswire.com (em inglês). 16 de julho de 2012. Consultado em 9 de março de 2019 
  24. «Former Yahoo CEO Marissa Mayer Creates Tech Startup Incubator» (em inglês). 8 de março de 2019 
  25. Blagdon, Jeff (25 de abril de 2013). «Yahoo's Marissa Mayer joins Jawbone board». The Verge. Consultado em 9 de março de 2019 
  26. Savitz, Eric. «Wal-Mart Names Google's Marissa Mayer To Its Board». Forbes (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  27. «New Yahoo boss could make $70m» (em inglês). 19 de julho de 2012 
  28. «Wal-Mart Nominates Google's Marissa Mayer to Board» (em inglês). 8 de março de 2019 
  29. «Most Powerful Women in Business 2012». CNNMoney. Consultado em 9 de março de 2019 
  30. «Marissa Mayer Chosen As A Glamour Magazine Woman Of The Year». TechCrunch (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  31. www.thewrap.com https://www.thewrap.com/fortunes-40-under-40-twitter-tops-facebook/. Consultado em 9 de março de 2019  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  32. «Top 500 Most Influential CEOs Powerlist 2016». RICHTOPIA (em inglês). 24 de dezembro de 2015. Consultado em 9 de março de 2019 
  33. «The World's 19 Most Disappointing Leaders». Fortune (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  34. Hinchliffe, Emma. «More women than ever lead Fortune 500 companies this year — but it's still not that many». Mashable (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  35. «Can Marissa Mayer Really Have It All?». The Cut (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  36. Bigelow, Catherine (23 de dezembro de 2009). «Google Employee No. 20 gets hitched». SFGate. Consultado em 9 de março de 2019 
  37. «PHOTOS: Zack Bogue- Yahoo CEO Marissa Mayer's Husband (bio, Wiki)». WAGCENTER.COM (em inglês). 12 de setembro de 2013. Consultado em 9 de março de 2019 
  38. Miller, Claire Cain (17 de julho de 2012). «Yahoo Chief's Challenge? Corner Office, New Baby». Bits Blog (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  39. «Google's Marissa Mayer is Yahoo CEO, says she's pregnant - Times of India». The Times of India. Consultado em 9 de março de 2019 
  40. Carlson, Nicholas. «Marissa Mayer Had A Baby Boy!». Business Insider. Consultado em 9 de março de 2019 
  41. «Yahoo CEO Mayer gives birth to identical twin girls». Reuters (em inglês). 10 de dezembro de 2015 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons