Marita Koch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marita Koch
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade 200 metros, 400 metros
Nascimento 18 de fevereiro de 1957 (60 anos)
Wismar
Nacionalidade Alemanha alemã
Compleição Peso: 62 kg Altura: 1,71 m
Marita Koch vencendo uma prova de 200 m, à frente de Marlies Göhr, em 1984.

Marita Koch (Wismar, 18 de fevereiro de 1957) é uma antiga atleta da Alemanha Oriental, especialista em provas de velocidade. Notabilizou-se, para além dos títulos que alcançou, pelo número de recordes do mundo que estabeleceu: dezesseis em provas disputadas ao ar livre e catorze em provas de pista coberta.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Koch começou a ser notada internacionalmente em 1976, mas uma lesão impediu-a de estar presente nos Jogos Olímpicos de Montreal. Logo no ano seguinte arrebatou o seu primeiro recorde mundial, quando correu em 51,8 segundos os 400 metros em pista coberta, em Milão. No espaço de um mês, bateu por mais duas vezes esse recorde.

Em 1979 tornou-se na primeira mulher a correr os 200 metros em menos de 22 segundos, ao fazer 21,71 segundos em Karl-Marx-Stadt, marca que se aguentaria por mais nove anos como recorde do mundo. Três semanas antes dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, Koch igualava aquela marca numa prova realizada em Potsdam. Contudo, o boicote dos países de leste impediu-a de estar presente, mais uma vez, numas olimpíadas. A sua última participação foi nos Jogos de Moscovo onde conquistou a medalha de ouro nos 400 metros individuais e na estafeta de 4 x 400 metros.

Na vertente do atletismo indoor, Koch alcnçou inúmeras vitórias (muitas delas em competição directa com a sua compatriota Marlies Göhr) e logrou obter vários recordes do mundo entre 1980 e 1985. Pelo meio, consagrou-se na primeira edição do Campeonato Mundial de Atletismo de 1983, em Helsínquia, onde obteve 3 medalhas de ouro e uma de prata.

Koch estabeleceu o corrente recorde mundial dos 400 metros, em 47.60 segundos, um tempo considerado como bastante difícil de bater, mesmo para as actuais melhores atletas. Este feito foi conseguido no dia 6 de outubro de 1985, no Bruce Stadium, em Camberra (Austrália), no decorrer da 4ª edição da Taça do Mundo de Atletismo.

Integrada na equipa da RDA também bateu vários recordes do mundo na estafeta 4 x 400 metros. Ainda hoje é detentora do recorde europeu dos 200 metros.

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Os extraordinários sucessos alcançados por Koch levantaram suspeitas de que poderiam ter acontecido com a ajuda de esteróides anabolizantes. Depois da queda o Muro de Berlim, foram revelados diversos estudos realizados por cientistas que trabalhavam para os programas de pesquisa e desenvolvimento do atletismo na República Democrática Alemã. Um desses documentos relata as dosagens e os calendários de administração de esteróides a atletas da RDA, incluindo Marita Koch.

Embora Koch nunca tenha admitido publicamente a sua dopagem, há quem pense que a descoberta daqueles documentos deveria implicar a anulação o seu recorde mundial de 400 metros e das marcas que obeteve na primeira metade da década de 1980.[1]

Recordes do mundo obtidos[editar | editar código-fonte]

Prova Tempo (seg) Data Local
200 m 22,06 28.05.1978 Erfurt
200 m 22,02 03.06.1979 Leipzig
200 m 21,71 10.06.1979 Karl-Marx-Stad
200 m 21,71 21.07.1984 Potsdam
400 m 49,19 02.07.1978 Leipzig
400 m 49,03 19.08.1978 Potsdam
400 m 48,94 31.08.1978 Praga
400 m 48,89 29.07.1979 Potsdam
400 m 48,60 04.08.1979 Turim
400 m 48,16 08.09.1982 Atenas
400 m 47,60 06.10.1985 Camberra
4 x 100 m estafeta 42,10 10.06.1979 Karl-Marx-Stad
4 x 100 m estafeta 41,53 31.07.1983 Berlim
4 x 400 m estafeta 3.19,04 11.09.1982 Atenas
4 x 400 m estafeta 3.15,92 03.06.1984 Erfurt
4 x 400 m estafeta 3.15.17 01.10.1988 Seoul

Recordes pessoais[editar | editar código-fonte]

Marita Koch em Berlim, 1986.
Outdoor
Prova Tempo Data Local
100 m 10,83 s 08.06.1983 Berlim
200 m (ER) 21,71 s 10.06.1979 Karl-Marx-Stadt
400 m (WR) 47,60 s 06.10.1985 Camberra
Indoor
Prova Tempo Data Local
50 m 6,11 s 02.02.1985 Grenoble
60 m 7,04 s 16.02.1985 Senftenberg
100 m 11,15 s 12.01.1980 Berlim
200 m 22,39 s 05.03.1983 Budapeste

Referências

  1. T. J. Queen (2004). Tainted legacy steroid cloud hangs over Flo-Jo, golden age of women's track and field. Daily News (4-7-2004). Acedido em 18-4-2009.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]