Mark Dismore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mark Dismore
Informações pessoais
Nome completo Mark Dismore
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 12 de outubro de 1956 (62 anos)
Registros na IndyCar Series
Temporadas 1996-2002
Equipes 4 (Menard, PDM, Kelley e Sam Schmidt)
Corridas 58
Títulos 0(3° em 1999)
Vitórias 1
Pódios 4
Pontos 1.074
Pole positions 4
Primeira corrida Estados Unidos Indy 500, 1996
Primeira vitória Estados Unidos GP do Texas, 1999
Última vitória Estados Unidos GP do Texas, 1999
Última corrida Estados Unidos GP de Michigan, 2002
Registros na Champ Car
Temporadas 1989, 1991-1992
Equipes 2 (Mann Motorsports e Arciero Racing)
Corridas 6 (3 largadas)
Títulos 0 (39° em 1991)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP de Mid-Ohio, 1989
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 1992
(não-classificado)

Mark Dismore (Greenfield, 12 de outubro de 1956) é um ex-automobilista dos Estados Unidos, conhecido por sua passagem pela IRL (atual IndyCar Series) entre 1996 e 2002.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Campeão da Fórmula Pacific em 1990, Dismore alcançaria destaque nas 24 Horas de Daytona de 1993, quando em parceria com Dan Gurney, venceria a prova de longa duração. Pela então unificada CART, disputou seis provas (largaria em três); uma em 1989, quatro em 1991 (não se classificou para a Indy 500 devido a um grave acidente) e as 500 Milhas de Indianápolis de 1992, onde não se classificou.

Entre 1992 e 1995, competiu na Fórmula Toyota Atlantic, mas seu desempenho não foi suficiente para promover seu retorno à CART em 1996.

IRL[editar | editar código-fonte]

Ainda em 1996, Dismore disputou a primeira de suas 58 provas na IRL - novamente as 500 Milhas de Indianápolis, sendo que esta foi a primeira participação dele na corrida, onde terminou em décimo-nono lugar, pilotando pela Menard.

Na temporada seguinte, foram mais duas provas pela mesma escuderia até ele se mudar para a Kelley Racing, onde ficaria até 2001 e conseguiria seus quatro pódios, quatro voltas mais rápidas e sua única vitória na categoria, no GP do Texas de 2001, quando Dismore já tinha 44 anos.

Em 2002, assinou com a Sam Schmidt, somente para correr a Indy 500. A partir da etapa de Pikes Peak, confirmou seu retorno à Menard para as últimas provas da temporada. Após terminar o GP de Michigan em décimo-nono lugar, Dismore anunciou sua aposentadoria.

F1 chequered flag.svg Este artigo sobre um(a) automobilista, integrado ao Projeto Automobilismo, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.