Markus Babbel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Markus Babbel
Markus Babbel, em 2011.
Informações pessoais
Data de nasc. 8 de setembro de 1972 (45 anos)
Local de nasc. Munique, Alemanha Ocidental
Altura 1,90 m
Informações profissionais
Equipa atual Suíça Luzern
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1991–1992
1992–1994
1994–2000
2000–2003
2003–2004
2004–2007
Alemanha Bayern München
Alemanha Hamburgo
Alemanha Bayern München
Inglaterra Liverpool
Inglaterra Blackburn Rovers (emp.)
Alemanha Stuttgart
00012 000(0)
00060 000(1)
00170 000(9)
00042 000(3)
00025 000(3)
00046 000(2)
Seleção nacional
1991
1992–1993
1995–2000
Bandeira da Alemanha Alemanha Sub-20
Bandeira da Alemanha Alemanha Sub-21
Bandeira da Alemanha Alemanha
00002 000(0)
00012 000(0)
00051 000(1)
Times/Equipas que treinou
2007–2008
2008–2009
2010–2011
2012
2014–
Alemanha Stuttgart (assistente)
Alemanha Stuttgart
Alemanha Hertha Berlin
Alemanha Hoffenheim
Suíça Luzern

Markus Babbel (Munique, 8 de Setembro de 1972) é um treinador e ex-futebolista alemão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Babbel iniciou a carreira em 1991, no Bayern München, disputando apenas doze partidas com a camisa do clube bávaro em sua temporada de estreia. Atuouo também no Hamburgo SV durante duas temporadas. Foi no Hamburgo que ele marcou seu primeiro gol. Entretanto, sua imaturidade era determinante para que ele não alcançasse sua primeira convocação para a Seleção Alemã de Futebol. Em 1994, Markus retorna ao Bayern.

Primeira convocação[editar | editar código-fonte]

Em 1995, Babbel recebia a notícia de que seria convocado pela primeira vez para a Nationaleif. Sua primeira participação em torneios foi a Eurocopa 1996, sendo o titular na defesa. A Alemanha foi campeã após bater a República Tcheca na prorrogação. Foi o único título de Babbel com a camisa branca da Nationaleif. Ele jogaria ainda a Copa do Mundo de 1998, mas acabaria amargando a reserva, e a Eurocopa 2000, sem muito alarde. Este foi seu último torneio defendendo a Alemanha, e Markus, chateado com a reserva, deixou a equipe.

Descenso[editar | editar código-fonte]

Babbel, após o fracasso na Euro 2000, foi contratado pelo Liverpool. Ele ficaria no time da terra dos Beatles até 2003, chegando a ser empresatado ao Blackburn Rovers após três temporadas defendendo o Liverpool, sendo que, ao chegar neste time, ele estava recuperado da Síndrome de Guillain-Barré, uma doença que afeta o sistema nervoso periférico da pessoa.

Volta à Alemanha[editar | editar código-fonte]

Mesmo tendo feito uma boa temporada com o Blackburn, Babbel decidiu voltar para à Alemanha, e assinou contrato com o Stuttgart, clube que defendeu até o fim da sua carreira, em 2007. Babbel conquistou em sua última temporada como profissional seu quarto título nacional, apesar de ter disputado apenas duas partidas durante a campanha.

Carreira de treinador[editar | editar código-fonte]

Após abandonar a carreira dentro do campo, Markus partia para uma nova missão: ser treinador. Seu primeiro clube foi justamente o Stuttgart, que havia demitido o treinador anterior, Armin Veh, e que estava na zona de rebaixamento. Babbel foi chamado para "apagar o incêndio" no time, e a atitude dos dirigentes em manter o ex-zagueiro no comando técnico (após a demissão de Veh, Babbel trabalhava como interino) deu resultados: da zona de rebaixamento, os Die Roten pularam para a terceira posição, ganhando direito de disputar a Liga Europa da UEFA. Após uma série de oito jogos sem vitória e doze pontos em quinze partidas na Fußball-Bundesliga 2009/2010 foi substituído pelo treinador suíço Christian Gross, em dezembro de 2009.[1]

Tendo ficado durante quase seis meses sem assinar com nenhum clube desde sua saída do Stuttgart, recebeu uma proposta para comandar o Hertha Berlin, na segunda divisão. Babbel chegou para substitur Friedhelm Funkel, que não teve o contrato renovado após o rebaixamento. O contrato tem duração de uma temporada, e caso conquiste o acesso à primeira divisão, será renovado automaticamente. [2]. em janeiro de 2012, foi anunciado como novo comandante do Hoffenheim[3].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Bayern Munique
Liverpool
Stuttgart
Alemanha

Referências

  1. www.spiegel.de, 06/12/2009: Schweizer Gross wird Babbel-Nachfolger, acessado em 8 de dezembro de 2009
  2. «Markus Babbel é novo técnico do Hertha Berlim». Consultado em 29 de maio de 2010 
  3. Veja. «Hoffenheim confirma Markus Babbel como novo treinador». Consultado em 10 de fevereiro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]