Marlee Matlin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marlee Matlin
Marlee em 2014.
Nome completo Marlee Beth Matlin
Nascimento 24 de agosto de 1965 (52 anos)
Morton Grove, Illinois, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz
Cônjuge Kevin Grandalski (1993 -presente)
Oscares da Academia
Melhor Atriz Principal
1986 - Children of a Lesser God
Globos de Ouro
Melhor Atriz (Drama)
1986 - Children of a Lesser God
IMDb: (inglês)

Marlee Beth Matlin (Morton Grove, 24 de agosto de 1965) é uma atriz norte-americana. É surda desde os seus 18 meses de idade, sendo membra da Associação Nacional dos Surdos (National Association of the Deaf). É a única atriz surda a ganhar o Óscar para melhor atriz num papel principal, tendo conquistado o prêmio por sua atuação em Children of a Lesser God. Com seu trabalho no cinema e na televisão ganhou um Globo de ouro e teve quatro nomeações ao Emmy.

Mesmo surda, Matlin adquiriu a habilidade da fala e já emprestou sua voz para a série animada Family Guy.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Matlin perdeu a audição quando ainda era bebê (aos 18 meses de vida) devida à doença exantema súbito. Ela perdeu primeiro a audição do ouvido direito e 80% do ouvido esquerdo.

Ela fez seu primeiro trabalho quando possuía sete anos, como Dorothy numa versão para o teatro da peça O maravilhoso mágico de Oz e continuou a aparecer no mesmo grupo de teatro.

Seu primeiro trabalho no cinema foi em 1986 no filme Children of a Lesser God - Os Filhos do Silêncio - pelo qual ganhou o globo de ouro de melhor atriz dramática e o Oscar de melhor atriz (aos 20 anos, a mais jovem a ganhar o prêmio), ao contracenar com o seu marido na época, o ator William Hurt. Marlee Matlin, que interpretou este papel na língua de sinais americana, foi a primeira e, ainda hoje, única atriz a vencer o Oscar por uma atuação numa língua de sinais. Além de Matlin, apenas uma única atriz concorreu ao Oscar por uma atuação numa língua de sinais; a japonesa Rinko Kikuchi indicada como Melhor Atriz Coadjuvante em 2007, ao atuar na língua de sinais japonesa no filme Babel.[2] Em seu discurso de aceitação do Oscar, Matlin optou por utilizar a língua de sinais americana. Entretanto, no ano seguinte, quando anunciou os indicados ao Oscar de Melhor Ator, ela falou em inglês.

Trabalhou também em séries de televisão como, Reasonable Doubts (1991 – 1993) e pelo qual foi indicada ao Emmy Award, Picket Fences. Ela trabalhou regularmente na série durante a última temporada.

Ela trabalhou também em The West Wing e Blue's Clues. Outros trabalhos na televisão incluem: Seinfeld, Desperate Housewives, e Law & Order: Special Victims Unit. Foi indicada para o Primetime Emmy Award no ano de 2004.

Marlee trabalh também com várias organizações não-governamentais, incluindo: Children Affected by AIDS Foundation, Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation, Starlight Children's Foundation e também a cruz vermelha.

Matlin casou com o oficial Kevin Grandalski em 29 de agosto de 1993. Eles tem 4 filhos: Sarah Rose, Brandon, Tyler, e Isabelle Jane.

Em 2002, publicou seu primeiro romance, Deaf Child Crossing.

Em 2004, ela estrelou o controverso filme What the Bleep Do We Know como Amanda.

Trabalhou na série americana The L Word e interpreta uma contraditória artista plástica chamada Jodi. Sua personagem se relaciona com Bette (Jennifer Beals), decana da universidade onde ela trabalha. Matlin entrou na quarta temporada da série.

Atualmente interpreta Melody Bledsoe, que é surda, na série americana Switched at Birth.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Marlee Matlin on 'Family Guy' gag: 'Lighten up, people'» (em inglês). EW.com. 9 de novembro de 2009. Consultado em 17 de março de 2018. 
  2. «Persons nominated for foreign language (non-english) performances» (PDF) (em inglês). Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 17 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
Precedido por
Geraldine Page
por The Trip to Bountiful
Oscar de melhor atriz
1986
por Children of a Lesser God
Sucedido por
Cher
por Moonstruck