Marsilea azorica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaMarsilea
Marsilea hirsuta.
Marsilea hirsuta.
Estado de conservação
invasora
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Monilophyta
Classe: Polypodiopsida
Ordem: Salviniales
Família: Marsileaceae
Género: Marsilea
Espécie: M. hirsuta
Nome binomial
Marsilea hirsuta
R.Br.
Sinónimos
  • Marsilea quadrifolia auct., non L.;
  • Marsilea strigosa auct., non Willd

Marsilea azorica Launert & J.Paiva é uma espécie de pteridófito da família das Marsileaceae considerada endémica nos Açores. Infelizmente, a espécie, protegida pela Convenção de Berna e pela Directiva Habitats tinha sido erradamente identificada: trata-se afinal de Marsilea hirsuta R.Br., uma espécie invasora de origem australiana, que terá sido introduzida acidentalmente nas ilhas[1].

Descrição[editar | editar código-fonte]

Conhecida como trevo-de-quatro-folhas é um pequeno feto herbáceo, de pouco mais de 15 cm de altura[2], laxamente cespitosa. As suas características morfológicas aproximam-na da espécie australiana Marsilea drummondii A.Braun

O rizoma é robusto, com 0,40 a 1,25 mm de diâmetro e com entrenós de 4 a 35 mm de comprimento, não ramificado, quase glabro excepto nos nós, onde é ligeiramente viloso. Os pecíolos são glabros na sua parte terminal, com 2,5 a 12,0 cm de comprimento, delgados, cilíndricos e obtusamente angulosos. As folha são peltadas, esparsamente pilosas na página inferior, quadri-lobadas, com folíolos obdeltóides com 8-17 x 6–17 mm. Os folíolos apresentam as margens externas convexas e inteiras, cor verde-vivo quando juvenis, verde-azeitona quando envelhecidos ou quando expostos à secura. Os esporocarpos são elípticos, com 3,8-4,5 x 2,9-3,3 mm, dispostos em grupos de 2-3 na base dos pecíolos, com pedículos fortes e recurvados, com comprimento que pode ser o dobro da base do esporocarpo. Cada esporocarpo apresenta 6-8 soros de ambos os lados[3].

Notas

  1. From European priority species to invasive weed: Marsilea azorica is a misidentified alien, Schaefer et al., Syst. Bot. 2011
  2. Iconographia Selecta Florae Azorica, Coimbra, 1980.
  3. Edmund Launert, J. Paiva in "Marsilea azorica" in Iconographia Selecta Florae Azoricae, Fasc. II, pp. 159-163. Coimbra, 1983.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Edmund Launert & Paiva, Iconogr. Selecta Fl. Azor. 2: 159 (1983)
  • Schaefer, H. et al., From European priority species to invasive weed: Marsilea azorica is a misidentified alien. Systematic Botany 36: 845-853 (2011), doi: http://dx.doi.org/10.1600/036364411X604868
  • Tutin, T. G. et al., Flora europaea, 2.ª ed. (1993)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Marsilea azorica