Martín Tovar y Tovar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Martín Tovar y Tovar
Tovar y Tovar, por Toro (1878).
Nome completo Martín Tovar y Tovar
Nascimento 10 de fevereiro de 1827
Caracas, Venezuela
Morte 17 de dezembro de 1902 (75 anos)
Caracas, Venezuela
Nacionalidade Venezuela Venezuelana
Ocupação Pintor
Magnum opus Batalha de Carabobo (1887)

Martín Tovar y Tovar (Caracas, 10 de fevereiro de 1827 - Caracas, 17 de dezembro de 1902) foi um pintor venezuelano do século XIX.

Tovar y Tovar retratou em suas obras o cenário político da América do Sul durante as Guerras de Independência, dando destaque às cenas de batalhas. Sua magnum opus é a cena da Batalha de Carabobo, que ocorreu em 1821, seis anos antes de seu nascimento.

Foi requisitado pelo presidente Antonio Guzmán Blanco para retratar alguns dos grandes Libertadores; pinturas que tornaram-se símbolo da autoridade latino-americana nos séculos seguintes. Sua obra é de grande valor histórico e cultural para a América Latina.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.