Martíni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Martini (vermute).
Martíni
Uma taça de martíni, servida com uma azeitona
Tipo Coquetel
Origem Itália
Sabor Gim
Relacionada(s) Vermute

O martíni,[1][2] é um coquetel feito com gim e vermute seco, mexidos com gelo e coado em uma taça cocktail sem gelo. A sua finalização e decoração tradicional é um "twist" de casca de limão-siciliano, ou com azeitonas verdes. O coquetel gibson é uma "leve" variação do martíni guarnecido com cebolinha em conserva.

Preparo[editar | editar código-fonte]

Existem diversas variações. A proporção incluindo o Dry Martini, que é feito com uma proporção de seis partes de gim para uma de vermute.[3]

O martíni serviu de inspiração para a criação do vesper, coquetel favorito de James Bond, personagem principal dos famosos livros de espionagem de Ian Fleming. A receita do vesper, como descrito pelo próprio Bond no livro de estreia da série, Cassino Royale, pede três partes de Gordon's, uma de vodca e meia de Kina Lillet, batido com gelo e servido em uma taça de champanhe, finalizado com casca de limão-siciliano.

Na novela "Por Amor", da Rede Globo, a personagem Branca Letícia de Barros Mota, era uma consumidora assídua do dry martini.

Referências

  1. Dicionário Caldas Aulete. http://www.aulete.com.br/martini
  2. Volp: Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. http://www.academia.org.br/nossa-lingua/busca-no-vocabulario
  3. Dry Martini - IBA World
Ícone de esboço Este artigo sobre bebidas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.