Martha Washington

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Martha Washington
1.ª Primeira-dama dos Estados Unidos
Período 30 de abril de 1789
até 4 de março de 1797
Presidente George Washington
Sucessor Abigail Adams
Dados pessoais
Nascimento 13 de junho de 1731
Virgínia, Estados Unidos
Morte 22 de maio de 1802 (70 anos)
Virgínia, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Cônjuge Daniel Parke Custis (c. 1750; v. 1757)
George Washington (c. 1759; v. 1799)
Filhos 4
Assinatura Assinatura de Martha Washington

Martha Dandridge Custis Washington (Virgínia, 13 de junho de 1731Virgínia, 22 de maio de 1802)[1] foi a esposa de George Washington, o primeiro presidente dos Estados Unidos. Embora o título não tenha sido cunhado até depois de sua morte, Martha Washington serviu como a primeira primeira-dama dos Estados Unidos. Durante sua vida, ela era frequentemente chamada de "Lady Washington".[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Casou-se com Daniel Parke Custis, com quem teve quatro filhos, e ficou viúva aos 25 anos. Dois dos filhos de Custis sobreviveram até a idade adulta. Ela trouxe sua vasta riqueza para seu casamento com Washington, o que lhe permitiu comprar terras para adicionar aos seus bens pessoais. Ela também trouxe quase 1000 escravos de contradote para seu uso durante sua vida. Eles e seus descendentes voltaram à propriedade de seu primeiro marido após a morte dela e foram herdados por seus herdeiros.[3] Ela e Washington não tiveram filhos juntos, mas criaram seus dois filhos sobreviventes com o seu primeiro marido, incluindo o filho John "Jacky" Parke Custis. Eles também ajudaram as famílias extensas.

Primeira-dama dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Após a guerra, Martha não apoiou totalmente o fato de Washington concordar em ser presidente dos recém-formados Estados Unidos.[4] Uma vez que ela assumiu a função de primeira-dama (um termo que mais tarde foi usado), ela organizou muitos assuntos de estado em Nova York e Filadélfia durante seus anos como capitais temporárias. A socialização ficou conhecida como "o Tribunal Republicano".[5][6] Em julho de 1790, o artista John Trumbull deu-lhe um retrato de corpo inteiro do general George Washington como presente. Foi exibido em sua casa em Mount Vernon, na Nova Sala.[7]

Referências

  1. Cary, Wilson Miles (July 1896). Tyler, Lyon G. (ed.). "The Dandridges of Virginia". The William and Mary Quarterly. Omohundro Institute of Early American History and Culture. 5 (1): 33.
  2. Figueroa, Acton (1 January 2003). Washington. World Almanac Library. p. 10. ISBN 978-0-8368-5162-5.
  3. Dunbar, Erica Armstrong (16 de fevereiro de 2015). «Opinion | George Washington, Slave Catcher». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  4. «The First, First Lady». George Washington's Mount Vernon (em inglês). Consultado em 22 de maio de 2020 
  5. Griswold, Rufus W. (Rufus Wilmot) (1856). The Republican court : or, American society in the days of Washington. [S.l.]: New York : D. Appleton and Co. 
  6. David S. Shields and Fredrika J. Teute. "The Republican Court and the Historiography of a Women's Domain in the Public Sphere." Journal of the Early Republic 35#2 (2015): 169–183. online summary abstract.
  7. «Painting by Washington's Aide de Camp Now on View at Mount Vernon». George Washington's Mount Vernon (em inglês). Consultado em 22 de maio de 2020 
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Martha Washington

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.