Marvel Studios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras acepções, veja Marvel (desambiguação).
Marvel Studios 2016 logo.svg
Tipo Subsidiária
Fundação 1993
Fundador(es) Avi Arad
Sede Burbank, CA
 Estados Unidos
Proprietário(s) Marvel Entertainment
Presidente Kevin Feige
Vice-presidente Louis D'Esposito
Produtos Filmes
Holding The Walt Disney Company
Faturamento Aumento US$ 10,4 bilhões (2016)
Antecessora(s) Marvel Productions
Website oficial marvel.com/movies

Marvel Studios (originalmente conhecida como Marvel Films entre 1993-1996) é um estúdio de cinema norte-americano pertencente a Marvel Entertainment, e sendo parte do conglomerado The Walt Disney Company. Marvel Studios trabalha em conjunto com a Walt Disney Studios para distribuição e marketing. [1]

Dedicado à produção de filmes baseados em personagens da Marvel Comics, o estúdio criou a franquia de mídia Universo Cinematográfico Marvel. Outras franquias de personagens da Marvel, como X-Men e Homem Aranha, estão licenciadas pela 20th Century Fox e Sony Pictures, respectivamente. Os filmes da Marvel Studios são atualmente distribuídos pela Walt Disney Studios Motion Pictures; Paramount Pictures de 2008 a 2011; Universal Pictures para Incrível Hulk; e Columbia Pictures para Spider-Man: Homecoming programado para ser lançado em 7 de julho de 2017.[2]

A Marvel Studios já lançou 14 filmes desde 2008 dentro do Universo Cinematográfico Marvel, de Homem de Ferro (2008) a Doutor Estranho (2016). Todos esses filmes compartilham continuidade uns com os outros, juntamente com os "One-Shots" produzidos pelo estúdio e as séries de televisão produzidas pela Marvel Television.

Direitos de adaptação[editar | editar código-fonte]

Para escapar de uma crise financeira, a Marvel Comics, vendeu os direitos de seus produtos para serem adaptados ao cinema. O primeiro filme realizado pela Marvel Studios (em parceria com a New Line Cinema) foi Blade, baseado no caçador de vampiros de mesmo nome. O filme foi dirigido por Stephen Norrington e estrelado por Wesley Snipes no papel de Blade. Foi lançado em 21 de agosto de 1998, arrecadando US$ 70.087.718 nos Estados Unidos e US$ 131.183.530 em todo o mundo, com um orçamento de US$ 45 milhões. Em 1999, durante uma crise financeira da empresa, a Marvel vendeu os direitos de adaptação do Homem-Aranha para a Sony. Blade foi seguido por X-Men - O Filme, que foi dirigido por Bryan Singer e foi lançado em 14 de julho de 2000. O primeiro filme dos mutantes arrecadou US$ 157.299.717, nos Estados Unidos e US$ 296.250.053 em todo o mundo, para um orçamento de US$ 75 milhões. [3] Os dois filmes, Blade e X-Men, demonstraram que filmes de sucesso poderiam ser feitos a partir de super-heróis das histórias em quadrinhos.

O próximo filme de sucesso licenciado pela Marvel Studios, foi Homem-Aranha produzido pela Sony Pictures Entertainment e distribuído pela Columbia Pictures. Dirigido por Sam Raimi e estrelado por Tobey Maguire, o filme foi lançado em 03 de maio de 2002, arrecadando US$ 403.706.375 nos Estados Unidos e US$ 821.708.551 em todo o mundo.[4]  O sucesso do filme Homem-Aranha levou o estúdio a produzir mais duas sequências antes de reiniciar a franquia. Homem-Aranha 2 foi lançado no dia 30 de junho de 2004, fazendo US$ 373.585.825 de bilheteria nos Estados Unidos e US$ 783.766.341 em todo o mundo[5], enquanto que Homem-Aranha 3 foi lançado em 4 de maio de 2007, conseguindo faturar US$ 336.530.303 nos Estados Unidos e US$ 890.871.626 ao redor do mundo.

O sucesso dos primeiros filmes foi essencial para a produção de X-Men 2 (2003), Demolidor - O Homem sem Medo (2003), Quarteto Fantástico (2005), Elektra (2005), X-Men - O Confronto Final (2006), Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado (2007), X-Men Origens - Wolverine (2009), X-Men - Primeira Classe (2011), Wolverine - Imortal (2013), X-Men - Dias de Um Futuro Esquecido (2014), Quarteto Fantástico (2015) e Deadpool (2016), pela 20th Century Fox; Hulk (2003) pela Universal Studios; O Justiceiro (2004), O Homem-Coisa: A Natureza do Medo (2005) e Justiceiro - Em Zona de Guerra (2008) pela Lionsgate Entertainment; Blade II (2002) e Blade - Trinity (2004), pela New Line Cinema; além de Homem-Aranha 2 (2004), Homem-Aranha 3 (2007), Motoqueiro Fantasma (2007), Motoqueiro Fantasma 2 - Espírito de Vingança (2012), O Espetacular Homem Aranha (2012) e O Espetacular Homem Aranha 2 - A Ameaça de Electro (2014), pela Columbia Pictures. Estes filmes não fazem parte do Universo Cinematográfico Marvel.

Depois de ser comprada pela Disney, a Marvel começou a recuperar os direitos sobre personagens que haviam sido licenciados a outros estúdios desde o final da década de 1990, começando com Blade da New Line Cinema.[6] Em agosto de 2012 a 20th Century Fox foi obrigada a devolver os direitos do super-herói Demolidor e seus personagens relacionados, pois o contrato exigia que a Fox desse início à produção de um novo filme até o final de 2012.[7] Em 2 de maio de 2013, Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios, confirmou em uma entrevista que os direitos do Motoqueiro Fantasma, do Luke Cage e do Justiceiro tinha sidos revertidos para a Marvel, vindos da Sony e da Lionsgate Entertainment, respectivamente. Em 2015, um acordo entre Marvel e Sony foi anunciado, sendo que a partir de 2016, com o lançamento de Capitão América: Guerra Civil, e a respectiva participação do Homem-Aranha neste filme, novos filmes da série do herói passarão a ser parte do Universo Cinematográfico Marvel e terão a co-produção da Marvel Studios, Este acordo é válido apenas para o cinema e prevê que a Sony além de continuar sendo dona de todos os direitos do herói e toda e qualquer palavra final relacionada a ele no cinema, tem controle criativo e financiará, distribuirá e produzirá os futuros filmes do Homem-Aranha e seus possíveis spin-offs. Em Maio de 2016, o chefe de redação da Marvel Studios Joe Quesada revelou que os direitos do príncipe submarino Namor foram revertidos de volta a Marvel, anteriormente pertencendo a Universal.

Os únicos direitos que ainda restam em outros estúdios são os das franquias X-Men e Quarteto Fantástico, pertencentes à 20th Century Fox, o já citado Homem-Aranha, pertencente à Sony e de distribuição dos filmes-solo do Hulk, pertencente a Universal Pictures[8] Erro de citação: Elemento de fecho </ref> em falta para o elemento <ref> Em 18 de outubro de 2013, a Disney comprou os direitos de distribuição dos filmes Homem de Ferro (2008), Homem de Ferro 2 (2010), Thor (2011), Capitão América - O Primeiro Vingador (2011), Os Vingadores (2012) e Homem de Ferro 3 (2013) da Paramount Pictures por isso os filmes conterem o logotipo da Paramount . A exceção foi O Incrível Hulk (2008), cujo direito de distribuição ainda pertence à Universal Pictures.

Ligaçoes externas[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.thewrap.com/movies/article/disney-chooses-alan-horn-new-studio-chief-42241/. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. «Sony Pictures Entertainment Brings Marvel Studios Into The Amazing World Of Spider-Man» (em inglês). Marvel. 9 de fevereiro de 2015 
  3. http://boxofficemojo.com/movies/?id=xmen.htm. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. http://boxofficemojo.com/movies/?id=spiderman.htm. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. http://boxofficemojo.com/movies/?id=spiderman2.htm. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. http://www.hollywoodreporter.com/heat-vision/daredevil-marvel-fox-comic-adaptation-sequel-361982. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  7. http://www.deadline.com/2013/04/toldja-daredevil-rights-revert-from-fox-to-disney/. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  8. http://screenrant.com/marvel-comics-movies-characters-carl-6766/. Consultado em 9 de agosto de 2014  Em falta ou vazio |título= (ajuda)