Marysia Portinari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Marysia Portinari Greggio (Araçatuba, 14 de março de 1937) é uma pintora, desenhista, gravadora e escultora brasileira.

Fez o curso de desenho e pintura com Waldemar da Costa e de história da arte com Flávio Mota no Museu de Arte de São Paulo. Ao mesmo tempo deu sequência a seu aprendizado com o tio Candido Portinari no Rio de Janeiro, na década de 50.

Participou de inúmeras exposições coletivas e individuais no Brasil e no exterior: Portugal, Espanha, França, Itália, Estados Unidos, México e Argentina.

Principais exposições[editar | editar código-fonte]

Individuais[editar | editar código-fonte]

  • 1962 - Salvador - MAM/BA, curadoria de Pietro Maria Bardi
  • 1962 - Ribeirão Preto – apresentação de Malba Tahan
  • 1964 - São Paulo - Galeria Seta
  • 1965 - Washington D.C. (Estados Unidos) no USIS
  • 1965 - Cidade do México (México)
  • 1966 - São Paulo - Galeria Brasileira de Arte
  • 1976 - São Paulo - Retrospectiva, na Galeria Alberto Bonfiglioli
  • 1978 - São Paulo - Documenta Galeria de Arte
  • 1978 - Santos - Galeria Stella Maris
  • 1988 - São Paulo - Galeria de Arte Portal
  • 1989 - São Paulo - Galeria Solarium
  • 1989 - São Paulo - Galeria Selearte
  • 1989 - São Paulo – Galeria EspaçoArte
  • 1990 - São Paulo - Museu Banespa
  • 1991 - São Paulo - Sede do Banco Crefisul
  • 1992 - São Paulo - Museu Banespa
  • 1994 - São Paulo - Renot Galeria de Arte
  • 1995 - Banco Real
  • 2000 - Arts de France - "Poupées Habillables"
  • 2000 - Espace Jemmapes em Paris
  • 1996 – Londrina – Galeria Bahiarte
  • 2000 – Arts de France
  • 2002 – Natal – Museu Palácio do Governo
  • 2008 – São Paulo – Espaço Cultural Santander – “E o circo chegou” curadoria Antonio Carlos Abdalla
  • 2008 – São Paulo – MuBE – curadoria de Jacob Klintowitz
  • 2011 - Brasilia - Espaço Cultural Zumbi dos Palmares - Camara Federal - "Retalhos de fantasias" - curadoria Afrisio Vieira Lima Filho

Coletivas[editar | editar código-fonte]

  • 1957 - São Paulo - Coletiva com Volpi, Rebolo, Clóvis Graciano, Pancetti e outros, na Galeria Prestes Maia
  • 1958 - São Paulo - Salão do Retrato Moderno
  • 1961 - São Paulo - Coletiva com De Fiori, Guignard, Tarsila e Segall, na Casa do Artista Plástico
  • 1962 - São Paulo - Salão Paulista de Arte Moderna - premiada
  • 1973 - São Paulo - Coletiva, na Galeria Azulão
  • 1986 - São Paulo - Coletiva, no CCSP
  • 1987 - Curitiba - Coletiva, na Galeria Ufizzi
  • 1989 - São Paulo - Galeria Atrium
  • 1995 - São Paulo - Projeto Arte Atual Brasil, no Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte
  • 2004 – São Paulo – Comemoração 450 anos, organizada por Radha Abramo, Sesc Pompéia.

Homenagens, títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 1963 - São Paulo - Ganha título de Melhor Pintor do Ano pela TV Excelsior
  • 1970 - São Paulo - Recebe Medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo
  • 1971 - São Paulo - Ganha título de Melhor Pintor do Ano pela Associação de Imprensa de São Paulo.
  • 1974 – É eleita presidente do Clubinho – Clube dos Artistas e Amigos da Arte
  • 1988 – É homenageada pela AMA (Associação dos amigos dos autistas) que inaugura a “Escola Marysia Portinari” em sua sede de Parelheiros em São Paulo

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • MARYSIA: vinte anos de pintura, óleos de 1957 e 1976. Apresentação de Octavio Ianni e Paulo Dantas. São Paulo: Galeria de Arte *Alberto Bonfiglioli, 1976.
  • MARYSIA. Marysia Portinari. Sao Paulo: Museu Banespa, 1990. 1 il. p.b., foto.
  • MARYSIA. Marysia Portinari: recent works 1988-1992. São Paulo: Museu Banespa, 1992. , il. p&b.
  • MARYSIA. Marysia Portinari. São Paulo: Renot, 1994. , il. color.
  • LOUZADA, Júlio. Artes plásticas: seu mercado, seus leilões. São Paulo: J. Louzada, 1984-.
  • MARYSIA: vinte anos de pintura, óleos de 1957 e 1976. Apresentação de Octavio Ianni e Paulo Dantas. São Paulo: Galeria de Arte Alberto Bonfiglioli, 1976.
  • ITAÚ CULTURAL – Enciclopédia de Artes Visuais
  • KLINTOWITZ, Jacob - "Marysia Portinari - invenção da memória" - São Paulo, 2008, Ed. Instituto Olga Kos.
  • LIMA FILHO, Afrisio Vieira - "Retalhos de fantasias" - apresentação Renato Magalhães Gouvea - Espaço Cultural Zumbi dos Palmares - Camara Federal, Brasilia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]