Mascotes olímpicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Olympic flag.svg
Símbolos olímpicos
Carta
Lema
Bandeira
Chama
Hino
Mascotes

As mascotes olímpicas são personagens (geralmente animais nativos) que representam a cultura do país anfitrião dos Jogos Olímpicos. Desde os Jogos Olímpicos de Inverno de 1968, em Grenoble, toda edição dos Jogos possui pelo menos uma mascote.

A mascote mais conhecida dos Jogos Olímpicos foi o urso Misha, dos Jogos Olímpicos de Verão de 1980, em Moscou. Misha foi usado extensivamente durante as cerimônias de abertura e encerramento, virou desenho animado e apareceu em diversos produtos. Atualmente, uma boa parte do merchandising dos Jogos é voltado para o uso das mascotes, focando principalmente o público jovem.

Lista de mascotes[editar | editar código-fonte]

Edição Mascote Espécie Designer Significado
Grenoble 1968 Schuss Esquiador Mme Lafargue (mascote não-oficial)
Munique 1972 Waldi Cachorro Dachshund Otl Aicher Representa os atributos dos atletas: resistência, tenacidade e agilidade.
Innsbruck 1976 Schneemann Boneco de neve Representou os "Jogos da Simplicidade"
Montreal 1976 Amik Castor Um dos símbolos nacionais do Canadá
Lake Placid 1980 Roni Racum Donald Moss Sua face representa os chapéus e os óculos usados pelos competidores.
Moscou 1980 Misha Urso Victor Chizhikov Símbolo nacional da União Soviética.
Sarajevo 1984 Vučko Lobo Joze Trobec Simboliza o desejo dos humanos de ser amigos dos animais.
Los Angeles 1984 Sam Águia Robert Moore (The Walt Disney Company) Símbolo dos EUA.
Calgary 1988 Hidy e Howdy Dois ursos polares Sheila Scott Representam a hospitalidade do oeste canadense
Seul 1988 Hodori Tigre Hyun Kim Animal comum nas lendas sul-coreanas.
Albertville 1992 Magique Estrela de gelo Philippe Mairesse Substituiu a cabra "Chamois";
Barcelona 1992 Cobi Um Pastor Catalão estilizado Javier Mariscal
Lillehammer 1994 Haakon e Kristin Duas crianças norueguesas Ambas vestem roupas tradicionais.
Atlanta 1996 Izzy Figura abstrata John Ryan Seu nome deriva de "Whatizit?" ("O que é isso?", em inglês), por que nem os criadores sabem o que ele significa.
Nagano 1998 Sukki, Nokki, Lekki e Tsukki Quatro corujas Uma para cada ano entre dois Jogos Olímpicos.
Sydney 2000 Olly, Syd e Millie Kookaburra, Ornitorrinco e Equidna Matthew Hatton Olly representa o espírito de generosidade, Syd o meio-ambiente e a energia do povo da Austrália e Millie o novo milênio.
Salt Lake City 2002 Powder, Copper e Coal Lebre americana, Coiote e Urso-negro Landor/Publicis Representam o Lema Olímpico: "Citius, Altius, Fortius"
Atenas 2004 Athena e Phevos Bonecos antigos Spyros Gogos Duas crianças estilizadas como bonecos da Grécia Antiga.
Turim 2006 Neve e Gliz Bola de neve e cubo de gelo Pedro Albuquerque Gentileza, elegância e vivacidade.
Pequim 2008 Fuwa Peixe, panda gigante, Chama Olímpica, chiru e andorinha Han Meilin Seus nomes formam a frase "Beijing huan ying ni", que significa "Pequim dá as boas-vindas a você".
Vancouver 2010 Miga, Quatchi e Sumi Híbidro de urso e orca, sasquatch e urso-negro Vicki Wong e Michael Murphy Mistura de animais da fauna da Colúmbia Britânica e criaturas mitológicas.
Londres 2012 Wenlock e Mandeville Gota de aço com câmera para os olhos. Batizado com o nome da aldeia de Much Wenlock e Stoke Mandeville, berço dos Jogos Paraolímpicos.
Sóchi 2014 Bely Mishka, Snow Leopard e Zaika Urso-polar, leopardo-das-neves e lebre Silvia Petrova, Vadim Pak e Oleg Serdechny Animais da fauna russa escolhidos através de votação popular.
Rio de Janeiro 2016 Vinícius e Tom Híbrido de felino, macaco e ave; híbrido de plantas e árvores brasileiras Birdo Produções Explora a diversidade da fauna e flora brasileiras.
Pyeongchang 2018 Soohorang e Bandabi Soohorang é um tigre branco e Bandabi é um urso. Os tigres brancos são considerados o protetor da Coreia e o urso é o animal que representa a província de Gangwon (a província onde Pyeongchang fica) e simboliza a força de vontade e coragem.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]