Massa solar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Massa solar é uma unidade de medida de massa, igual à massa do Sol, usada em Astronomia para representar a massa de estrelas, galáxias e corpos de grandes dimensões. Seu valor e símbolo são:

A massa solar vale 333000 vezes a massa da Terra.

Mede-se a massa solar através da aplicação da terceira lei de Kepler, segundo a qual:

onde e representam a massa de um planeta e da estrela ao redor da qual ele orbita, respectivamente, é o período orbital do planeta, é a distância média do planeta à estrela e é a constante gravitacional.

No sistema solar, todos os planetas possuem massa muito menor do que a massa do Sol. Desta forma, podemos simplificar a terceira lei de Kepler:

.

Usando os valores de e para cada planeta do sistema solar, pode-se calcular com razoável precisão a massa solar.

Possíveis incertezas no valor de tornam o cálculo da massa solar igualmente impreciso.

Valores típicos[editar | editar código-fonte]

  • Estrelas: 0,08 a cerca de 150
  • Aglomerados estelares: a
  • Galáxia:

Miscelânea[editar | editar código-fonte]

  • Em julho de 2010, uma pesquisa publicada no Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, anunciou a descoberta da estrela mais massiva jamais observada: RMC 136a1. Sua massa é aproximadamente 265 . Anteriormente esse título pertencia a LBV 1806-20. Outras estrelas são objeto de anúncios congêneres, de tempos em tempos. Não existe consenso ainda, entre os astrônomos, sobre qual estrela merece esse título.
  • Dentre as estrelas visíveis a olho nu, η Carinae costuma ser considerada a mais massiva ().