Massaranduba (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Massaranduba
"Massara"
Bandeira de Massaranduba
Brasão de Massaranduba
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 7 de maio de 1965 (52 anos)
Gentílico maçarandubense[1] ou massarandubense[2][3]
Prefeito(a) Paulo Fracinette de Oliveira[4] (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Massaranduba
Localização de Massaranduba na Paraíba
Massaranduba está localizado em: Brasil
Massaranduba
Localização de Massaranduba no Brasil
07° 12' 00" S 35° 47' 20" O07° 12' 00" S 35° 47' 20" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Agreste Paraibano IBGE/2008 [5]
Microrregião Campina Grande IBGE/2008 [5]
Região metropolitana Campina Grande
Municípios limítrofes Alagoa Grande, Alagoa Nova, Lagoa Seca, Matinhas, Campina Grande, Serra Redonda, Ingá, Riachão do Bacamarte.
Distância até a capital 136 km
Características geográficas
Área 205,956 km² [6]
População 12 902 hab. (PB: 67º) –  estimativa populacional - IBGE/2011[7]
Densidade 62,64 hab./km²
Altitude 541 m
Clima tropical chuvoso com verão seco As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,561 baixo PNUD/2000 [8]
PIB R$ 48 755,863 mil (PB: 65º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 3 797,19 IBGE/2008[9]
Página oficial

Massaranduba[nota 1] é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. Sua população em 2011 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 12.994 habitantes,[7] distribuídos em 206 km² de área.

História[editar | editar código-fonte]

Nos anos de 1918, existia um local onde hoje se encontra edificada a cidade de Massaranduba, uma grande árvore do mesmo nome, em cuja sombra foi construída uma barraquinha para a venda de bebidas e lanches, aos viajantes que por ali passavam. Era de propriedade de Antônio Gomes. O segundo a se estabelecer foi, José Benício de Araújo que construiu uma casa e um mercado, vindo depois Manoel Firmino, João Soares da Luz, e José Caetano de Araújo.[11]

Embora a emancipação política seja datada de 1965, desde o final do Século XIX, a atual zona rural da cidade era habitada por pequenas comunidades Estas datas têm a ver com a origem da sede do município, contudo, desde o final do século XIX alguns distritos rurais eram assistidos religiosamente pelo pároco da Igreja Católica de Serra Redonda.

A vila teve o ápice de seu crescimento populacional em 1906, com a grande seca que afetou o nordeste brasileiro ocorreu um movimento migratório, atraídos pela disponibilidade de água na região. O Olho D´água do Matias, localizado próximo à atual zona urbana do município, favoreceu a alocação de novos moradores.

O crescimento populacional se tornou mais notório com o desenvolvimento cultura do sisal e do algodão que atraiu investimentos e mão de obra o que deu a até então pequena vila o status de povoado. A população imigrante à época o até então, distrito de Campina Grande tinha origem principalmente dos municípios de Serra Redonda, Matinhas, Alagoa Nova, Alagoa Grande, Juarez Távora e Ingá.

A população do distrito de Campina Grande foi beneficiada com a instalação da Escola Municipal Suzete Dias Correia na época do governo do prefeito Plínio Lemos e do Mercado Público Municipal na época do governo do prefeito Severino Bezerra Cabral.

O desenvolvimento da região do atual município de Massaranduba foi a motivação para que as famílias lá instaladas, notadamente as que possuíam mais influência política, como as famílias Ribeiro, Zeca, Machado, Araújo que posteriormente fizeram parte do governo do município, pleitearam junto às autoridade políticas estaduais o aclame para a emancipação.[12]

Em divisões territorias datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937, figura no município de Campina Grande o distrito de Massaranduba. Pelo decreto lei estadual nº 520, de 31 de dezembro de 1943, o distrito passou a ser grafado Massarandiba. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito já grafado Massarandiba, figura no município de Campina Grande. Em divisão datada de 1 de Julho de 1960, o distrito aparece grafado novamente Massaranduba e permanece no município de Campina Grande. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1963. Elevado à categoria de município com a denominação de Massaranduba, pela lei estadual nº 3308, de 7 de maio de 1965[13], desmembrado de Campina Grande. Sede no antigo distrito de Massaranduba. Constituído do distrito sede. Instalado e, 14 de maio de 1965. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. [14]

Emancipação política[editar | editar código-fonte]

Com o desenvolvimento do povoado de Massaranduba formando um grande progresso local, surgiu em 1965 a ideia de emancipá-la politicamente. Isso se deu através da lei estadual nº 3308 de 7 de maio de 1965[15], que desmembrou o então distrito de Massaranduba de Campina Grande elevando-o a categoria de município formado pelo distrito sede, contando com os distritos de Santa Terezinha, Cachoeira do Gama e Mulungu.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Maçaranduba, variação de maçarandiba[16], é um termo de origem tupi (mosarandiýua)[17].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Massaranduba encontra-se localizada na Microrregião de Campina Grande. Seu crescimento populacional é de 0,86% anual. A cidade pólo de sua região é Campina Grande cuja distância entre ambas é de 16 km.

Clima[editar | editar código-fonte]

Apresentando um clima tropical com chuvas irregulares durante todo ano segundo o Ministério da Integração Nacional[18] e temperatura média de 28°C. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Sua precipitação pluviométrica anual é de 1.200 mm. O período de chuvas tem início no mês de março prolongando-se até o final de agosto. Os meses mais quentes são: Dezembro, Janeiro e Fevereiro, e os mais frios são de Maio a Setembro.

Economia[editar | editar código-fonte]

O ramo agropecuário é a principal fonte de renda do município,

Segundo dados do IBGE[19], de 2015, o município possui:

Número de empresas atuantes 62 unidades
Número de unidades locais 63 unidades
Pessoal ocupado assalariado 851 Pessoas
Pessoal ocupado total 922 Pessoas
Salário médio mensal 1,7 Salários mínimos
Salários e outras remunerações 14.654 mil Reais

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Saneamento básico[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 1985 foi inaugurado o açude de Massaranduba, com capacidade de acumulação em torno de 1000000 (um milhão) de m³, com extensão de barragem em 1,44 m, de altura máxima de 25,60m, largura do sangradouro de 20.000m, revanche de 2.0m, obra concretizada pela Secretaria Estadual de Recursos Hídricos, no Governo Estadual de Wilson Leite Braga, e no Governo Municipal do prefeito Manoel Rogério Silva, através do Projeto Canaã.

Atualmente a cidade é saneada pela CAGEPA (Companhia de Água e Esgotos da Paraíba), sendo acrescentados ao sistema de distribuição de cisternas caseiras e pipas d’água pela zona rural e urbana.

Educação[editar | editar código-fonte]

Mesmo antes de sua emancipação política, Massaranduba tinha o setor educacional com o Grupo Escolar Suzete Dias Correia, fundado pelo Prefeito Plínio Lemos, várias escolas rurais foram pagas pelo município de Campina Grande. Em 1972 foi fundado o Ginásio Comercial pelo então prefeito da época João Machado da Nóbrega. Também funcionava um núcleo rural com escola Doméstica, dando assistência às mulheres da Zona Urbana e Rural, e a Cooperativa Agrícola.

Em 12 de março de 1980 surgiu a Escola Estadual de 1º Grau Maria Zéca de Souza, criada pela Administração Estadual do então governador do Estado, Tarcisio de Miranda Burity, funcionando com alunos de 5ª a 8ª série. Sendo bem recebida pelo Governo Municipal, Câmara de Vereadores e toda população local.

Em julho de 1998 foi implantado o Programa de Alfabetização Solidária em parceria MEC/UFPB/PREFEITURA, onde são atendidos cerca de 500 jovens, nas Zonas Urbana e Rural.[20]

Saúde[editar | editar código-fonte]

Em 1975 foi construído o Hospital de Massaranduba e entrou em funcionamento no dia 17 de junho de 1976.

No dia 13 de dezembro de 1979 foi inaugurado o Posto Médico desta cidade funcionando como ambulatório e setor de odontologia.

Hoje o município conta com postos de saúdes espalhados por todas as comunidades e, com o NASF (Núcleo de apoio à saúde da Família), com o CEO (Centro Especializado de Odontologia). Conta também com diversos agentes de saúde - que auxiliam as famílias de baixa renda -,agentes de vigilância Sanitária e agentes de combates a endemias.

Hino Oficial[editar | editar código-fonte]

Composto pelo maestro Roniere Leite Soares no dia 07 de julho de 2011,[21] cuja partitura está sob o registro ISMN 979-0-9017206-3-3.[22]

Hino Oficial da Cidade de Massaranduba
Canto 1 Estribilho Canto 2

Eis os frutos na Mão
Que dão nome ao torrão
Espalhados em Massaranduba
Sob os galhos e folhas, num chão
Que Deus cultiva, irriga e aduba.

Logo após se faz del(e)s sementes
Germinadas em troncos humanos
Que ascendem como expoentes
Muito além dos planaltos serranos!

Eis-los como bons filhos no mundo,
Aguados por águas matrizes...
Sempre voltam ao fecundo
Solo que lhes deu raízes.

Eis-la de pedra e cal -
Firme terra natal,
Berço de muitas proles fiéis...
Território limite no qual
Plantou-se mui bênçãos aos nossos pés.

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitura[editar | editar código-fonte]

O primeiro prefeito de Massaranduba foi escolhido por nomeação. O Sr. José Machado da Nóbrega governou durante o período de 1965 a 1966 e ao fim do seu mandato os demais prefeitos foram eleitos pelo voto direto:[23]

Nome início do mandato fim do mandato
1 José Machado da Nóbrega 1965 1966
2 José Augusto Ribeiro 1967 1970
3 João Machado da Nóbrega 1970 1973
4 Geraldo M. da Nóbrega 1973 1976
5 José Roberto de Souza 1977 1982
6 Manoel Rogério da Silva 1983 1988
7 José Roberto de Souza 1989 1992
8 Roberto Sabino de Souza 1993 1996
9 João Ribeiro 1996 2000
10 Antônio Mendonça Coutinho Filho 1 de janeiro de 2001 31 de dezembro de 2004
11 Antônio Mendonça Coutinho Filho 1 de janeiro de 2005 31 de dezembro de 2008
12 Paulo Fracinette de Oliveira 1 de janeiro de 2009 31 de dezembro de 2012
13 Joana Darc Queiroga Mendonça Coutinho 1 de janeiro de 2013 31 de dezembro de 2016
14 Paulo Fracinette de Oliveira 1 de janeiro de 2017 atualidade

Câmara de Vereadores[editar | editar código-fonte]

Brasão da Câmara Municipal de Massaranduba

A Câmara Municipal, nominada Casa Edson da Silva Meira, foi fundada no dia 15 de novembro de 1966[24] e, atualmente, conta com 9 (nove) vereadores. [25]

Nome Partido Cargos[26]
Aderson Gomes da Cruz PMDB
Edilma da Silva Guedes PSD
Elias Angelino dos Santos PSDB Presidente
Erinalda de Souza Monteiro PP 1ª secretária
José Gilberto dos Santos PMDB Vice-presidente
José Valdir Pereira da Silva PSL 2° secretário
José Vanderlei Lourenço SD
José Wilson Vieira das Mercês PMDB
Lenilton Barboza de Lima PSD

Religião[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz de Massaranduba

Além da Igreja Católica existem na cidade diversos Templos Cristãos Protestantes e prática de religiões afro-brasileiras, como a umbanda e o candomblé.

Igreja Católica Apostólica Romana[editar | editar código-fonte]

A primeira missa em Massaranduba foi celebrada na casa do Sr. Zuza Benício, nessa época a religião que predominava era o catolicismo, não existindo igrejas.

Na década de 1950 foi construída a Igreja Matriz de Santa Teresinha (padroeira de Massaranduba).

A Paróquia de Santa Teresinha atualmente é composta por 22 comunidades, sendo 6 na zona urbana e todas as demais na zona rural da cidade.

Comunidade Local Patrocínio
Matriz Centro Santa Teresinha
Alto da Bela Vista Nossa Senhora Aparecida
Baixada Nossa Senhora das Graças
Doze Nossa Senhora de Fátima
Sítio Chã do Bálsamo Nossa Senhora Aparecida
Sítio Nicolândia São Francisco de Assis
Vila Nicolândia Santo Expedito
Vila Padre André Santo André
Capela
Sítio Aningas São Sebastião
Sítio Barreto Santo Antônio
Sítio Cachoeira do Gama São Miguel
Sítio Cachoeira de Pedra d'Água Santa Luzia
Sítio Cafula Nossa Senhora da Conceição
Sítio Embiras São João Batista
Sítio Gameleira Nossa Senhora de Lourdes
Sítio Gravatá Santa Ana
Sítio Jacu Santo Antônio
Sítio Mulungu São José
Sítio Salgadão São Sebastião
Sítio São Miguel São Miguel
Sítio Tigre São Pedro
Sítio Várzea Grande Sagrado Coração de Jesus

Esporte[editar | editar código-fonte]

O esporte em Massaranduba caracteriza-se principalmente pela prática do futsal. Realizado nos Ginásios de Esportes presentes na cidade, que ao todos são 2. Essa atividade é praticada principalmente por alunos da rede municipal e estadual de ensino. E times amadores se reúnem uma vez por ano na disputa do prêmio do campeonato denominado de "Copão da Independência".

Outra atividade esportiva praticada na Zona Rural do Município é o Futebol de Areia. Praticado na quadra de esportes do Sítio Nicolândia, frequentada por pessoas de todas as idades de dentro e fora da comunidade.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Em 2002 foi criado o Forró Massa, e que em dois anos ficaria conhecido como, o maior São João fora de época da Paraíba, atraindo pessoas de vários lugares para Massaranduba numa festa que dura três noites e que tem atrações conhecidas em todo o Brasil. A partir de 2009 o Forró Massa passou a se chamar Forró Mais.

Outros eventos são o Moto Massa, a partir de 2009 renomeado de Moto Mais, evento realizado todos os anos na cidade,que reúne praticantes do motocross. Outro evento importante é a Festa da Padroeira Santa Teresinha que atrai centenas de fiéis e, é realizada todos os anos no mês de outubro.

Notas

  1. Segundo as normas ortográficas em vigor, o nome deste município deveria ser grafado Maçaranduba, com ç, pois é de origem indígena (do tupi, "pau escorregadio"[10])

Referências

  1. «Acordo Ortográfico de 1943». Portal da Língua Portuguesa. Consultado em 5 de julho de 2016. 42. Os topônimos de tradição histórica secular não sofrem alteração alguma na sua grafia, quando já esteja consagrada pelo consenso diuturno dos brasileiros. Sirva de exemplo o topônimo "Bahia", que conservará esta forma quando se aplicar em referência ao Estado e à cidade que têm esse nome. Observação. - Os compostos e derivados desses topônimos obedecerão às normas gerais do vocabulário comum. 
  2. http://www.aulete.com.br/Massarandubense Dicionário Aulete
  3. http://estraviz.org/massarandubense Dicionário Estraviz
  4. Portal Eleições 2016. «Resultado das Eleições: Massaranduba-PB». Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  5. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  7. a b «Estimativa Populacional 2011». Estimativa Populacional 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2011. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  8. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  9. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  10. Infopedia
  11. IBGE cidades@ Massaranduba-PB
  12. Ricardo de Araújo Agra e outros. «História». Consultado em 07 de novembro de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. IBGE Cidades@ Paraíba-Massaranduba-História
  14. IBGE História Massaranduba Paraíba - PB
  15. IBGE Cidades@ Paraíba-Massaranduba-História
  16. Dicionário Michaelis
  17. Dicionário Michaelis
  18. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro» 
  19. IBGE. «Estatísticas do Cadastro Central de Empresas, 2015» 
  20. Ricardo de Araújo Agra e outros. «Educação». Consultado em 07 de novembro de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  21. Prefeitura Municipal de Massaranduba. «Hino Oficial da Cidade de Massaranduba – Estado da Paraíba». Consultado em 17 de outubro de 2017 
  22. Prefeitura Municipal de Massaranduba. «Hino da Cidade de Massaranduba - PB - Brasil». Consultado em 17 de outubro de 2017 
  23. Ricardo de Araújo Agra e outros. «Quadro político sucessório». Consultado em 18 de outubro de 2017 
  24. Câmara de Vereadores de Massaranduba. «Nossa história». Consultado em 18 de outubro de 2017 
  25. Tribunal Regional Eleitoral-PB. «Resultado das Eleições 2016». Consultado em 18 de outubro de 2017 
  26. Jefferson Santos. «NOVATO NO LEGISLATIVO E AGORA PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, ELIAS ANGELINO PRETENDE FAZER UMA GESTÃO TRANSPARENTE». Consultado em 27 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]