Massimo Maccarone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Massimo Maccarone
Massimo Maccarone.jpg
Informações pessoais
Nome completo Massimo Maccarone
Data de nasc. 6 de setembro de 1979 (38 anos)
Local de nasc. Galliate,  Itália
Altura 1.80 m
Informações profissionais
Clube atual Brisbane Roar
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
1996–1998 Milan
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998–2000
1998
1998–1999
1999
1999–2000
2000–2002
2002–2007
2004–2005
2005
2007–2010
2010–2011
2011–2014
2012–2014
2014–2017
2017–
Milan
Modena (emp.)
Prato (emp.)
Varese (emp.)
Prato
Empoli
Middlesbrough
Parma (emp.)
Siena (emp.)
Siena
Palermo
Sampdoria
Empoli (emp.)
Empoli
Brisbane Roar
0000 000(0)
0000 000(0)
0021 000(4)
0003 000(0)
0028 00(20)
0068 00(36)
0080 00(24)
0007 000(4)
0017 000(7)
0113 00(40)
0018 000(2)
0038 000(6)
0099 00(38)
0098 00(29)
0018 000(7)
Seleção nacional
1995
1995–1996
1998–1999
2000–2002
2002
Flag of Italy.svg Itália Sub-15
Flag of Italy.svg Itália Sub-16
Flag of Italy.svg Itália Sub-20
Flag of Italy.svg Itália Sub-21
Flag of Italy.svg Itália
00002 000(1)
00004 000(1)
00006 000(6)
00015 00(11)
00002 000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 30 de janeiro de 2018.


Massimo Maccarone (Galliate, 6 de setembro de 1979) é um futebolista italiano que atua como atacante. Atualmente, defende o Brisbane Roar.

Maccarone tornou-se conhecido, principalmente, em março de 2002, quando foi o primeiro jogador da Serie B convocado para a Seleção Italiana, após mais de vinte anos. Também é conhecido como Big Mac.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicio[editar | editar código-fonte]

Maccarone iniciou sua trajetória no futebol aos dezesseis anos, no Milan. Sem chances no elenco, foi emprestado ao Prato e, posteriormente ao Varese. Tendo se destacado mais no primeiro, acabou retornando como co-propriedade, permanecendo durante uma temporada, tendo marcado vinte vezes em vinte e oito partidas.

Empoli[editar | editar código-fonte]

Recebeu uma proposta para se transferir para o Empoli, onde conseguiu manter o nível de atuações da temporada no Prato. Esteve presente no Campeonato Europeu Sub-21 de 2002, onde foi artilheiro com três gols, ganhando projeção internacional e, logo, propostas de diversos clubes. Maccarone aceitou uma proposta de treze milhões de euros do Middlesbrough.

Boro[editar | editar código-fonte]

De início, Maccarone foi importante no elenco do Boro, mas após duas temporadas, foi emprestado ao Parma e, sem muitas oportunidades, repassado ao Siena. Retornou ao término da temporada e, passou a ser reserva da equipe, mas sendo decisivo nas partidas da Copa da UEFA, onde seu time chegou nas finais, mas ficando com o vice. Maccarone foi muito elogiado por seus companheiros.[2]

Na temporada seguinte, ficou apenas meia temporada, quando foi liberado para assinar com o Siena. Na clube, teve participações importantes, sendo o principal nome da equipe no período que permaneceu, mas não conseguindo evitar o rebaixamento do clube para a Serie B. Após ficar livre do Siena, acertou um contrato de três temporadas com o Palermo.[3] Porém, não demonstrando o mesmo desempenho de sua passagem pelo Siena, foi liberado para se transferir em 24 de janeiro de 2011 à Sampdoria.[4] No entanto, não teve o mesmo desempenho em sua passagem, e, após completar um ano na equipe, se transferiu por empréstimo para o Empoli.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.