Master Control Program

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

MCP, iniciais de Master Control Program, ou "programa mestre de Controle", era Sistema Operacional (no Brasil) ou Sistema Operativo (em Portugal) dos mainframes da empresa Burroughs Corporation, que depois passou a se chamar Unisys.

Era o programa responsável pelo controle operacional de equipamentos de grande porte das Series B6000 da Burroughs e depois dos maiores computadores da Série A, seguidos do NX da Unisys.

Ícone de esboço Este artigo sobre Software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Em 1963, a Burroughs lançou o computador B-5000 com sistema operacional Master Control Program (MCP), que oferecia multiprogramação, memória virtual som segmentação e multiprocessamento assimétrico, além de ser o primeiro sistema a ser desenvolvido em uma linguagem de alto nível. No mesmo ano, a Control Data Corporation anunciou o lançamento do primeiro supercomputador, o CDC 6600, projetado por Seymour Cray.[1]

  1. Machado, Maia, Francis Berenger, Luis Paulo. Arquitetura de Sistemas Operacionais 5° Edição. [S.l.: s.n.], 2013. ISBN 978-85-216-2210-9