Matões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Matões
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Matões
Bandeira
Hino
Gentílico matoense
Localização
Localização de Matões no Maranhão
Localização de Matões no Maranhão
Matões está localizado em: Brasil
Matões
Localização de Matões no Brasil
Mapa de Matões
Coordenadas 5° 31' 08" S 43° 11' 56" O
País Brasil
Unidade federativa Maranhão
Distância até a capital 464 km
História
Fundação 30 de dezembro de 1952 (69 anos)
Administração
Prefeito(a) Ferdinando Araújo Coutinho (DEM, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 1 858,007 km²
População total (IBGE/2020[2]) 33 943 hab.
Densidade 18,3 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,567 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 65 768,699 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 2 257,46
Sítio matoes.ma.gov.br (Prefeitura)

Matões é um município brasileiro do estado do Maranhão. Sua população baseada na estimativa de 2019 do IBGE era de 33. 782 habitantes.

História e Geografia[editar | editar código-fonte]

Os jesuítas, partindo de Aldeias Altas, hoje Caxias, penetraram rumo ao sertão maranhense, seguidos por ocupantes de várias sesmarias. Iniciou-se, então, o desbravamento do território, cabendo a parte principal ao sertanista Manoel José de Assunção que se fixando no sitio São José, pertencente à gleba Atoleiro, deu início à povoação. Com a passagem obrigatória dos colonizadores de Gurguéia, oriundos de Jerumenha-PI, bem como daqueles que vinham dos sertões de Pastos Bons, a povoação teve sua sensível melhoria, pois o trânsito contínuo de viajantes possibilitou uma razoável atividade comercial.

Formação administrativa

Distrito criado com a denominação de São José dos Matões, pela lei provincial nº 13, de 08- 05-1835. Elevado à categoria de Vila com a denominação de São José dos Matões, pela lei nº 616, de 06-07-1863. Sede na antiga vila de São José dos Matões. Constituído do distrito sede. Pela lei provincial nº 698, de 02-06-1864, transfere a sede da vila de São José dos Matões para a povoação de São José de Cajazeiras. Pela lei provincial nº 880, de 04-06-1870, a sede volta para a povoação de São José dos Matões. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 820, de 30-12-1943, o município de São José dos Matões passou a denominar-se simplesmente Matões. Por Ato das Disposições Constitucionais Transitórias do Estado de 28-07-1947, o município Matões chamar-se Parnarama mudança de sede e Matões rebaixado à condição de distrito. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, Matões figura como distrito de Parnarama. Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Matões, pela lei estadual nº 849, de 30-12-1952, desmembrado de Parnarama. Sede no atual distrito de Matões. Constituído do distrito sede. Instalado em. Não temos data de instalação. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Mudanças de sede

São José dos Matões para a povoação de São José de Cajazeiras, transferida, pela lei provincial nº 698, de 02-06-1864. São José de Cajazeiras para São José dos Matões, transferida pela lei provincial nº 880, de 04-06- 1870.

Alteração toponímica municipal

São José dos Matões para Matões, alterado pelo decreto-lei estadual nº 820, de 30-12-1943.

RESUMO DA HISTÓRIA

A cidade, antigo distrito, vila (1835) e município com a denominação São José dos Matões (mais tarde somente Matões), passou a denominar-se Parnarama a partir de 28 de julho de 1947 e foi rebaixado para distrito. Em 30 de dezembro de 1952 Matões foi elevado novamente à categoria de município.[5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado na mesorregião Leste Maranhense na microrregião dos cocais, , Matões integra com os municípios de Timon, Caxias, Parnarama, Buriti Bravo/ MA e Nazaria e Teresina/ PI. Possui uma área de 1 858,007 quilômetros quadrados. Dista de São Luís, a capital do estado, 514 quilômetros, ligada a esta pela MA 040, MA 226, MA 034. Dentre os 217 municípios maranhense Matões é um dos cinquenta mais populosos do Maranhão.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2019 a população total do município era de 33 782 habitantes. Um pouco mais da metade da população vive na zona rural do município, onde trabalha na produção agrícola que mantém a economia local, especialmente a produção de arroz. Entre os minérios, existem a areia, a pedra seixo.

Para se chegar à cidade, vindo de Teresina, tem que atravessar o Rio Parnaíba de Balsa ou Pontão, passando então para a cidade de Parnarama e então percorre mais 23 km de estrada asfaltada, totalizando (108 km). Outra forma seria saindo de Timon por duas vias: entroncamento da Br 226 -Timon a Presidente Dutra- via Santa Luzia(111 km) ou MA 040 Beira rio- via Barra da ininga (81 km), ambas por estrada de piçarra estação seca e atoleiro na chuvosa. Outra forma é vindo de Caxias por estrada asfaltada percorrendo pela MA 034 e 226 percorrendo (103 km).

População ordeira e hospitaleira e berço de importante nomes da literatura, política e educação.

Alguns Bairros de Matões: Alto Seriema, Centro, Lagoa, Mangueira, Alto Alegre, Oiteiro da Cruz, Matadouro, Santa Helena, Taioba, Rubelândia.

Alguns povoados de Matões: Santa Luzia, Barra da Ininga, União, Atoleiro, Santo Antônio, Novo Estado, Galos, Mucambo do Ferro, Mandacaru, Centro do Diamante, Pedreiras, Quilombo, Marinheiro e Sítio.

Economia, Cultura e Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Economia

Agricultura

Já na Agricultura, podemos destacar o arroz, a soja, o milho entre outros de subsistência e no setor de serviços a maior parte da renda.

Extrativismo vegetal

No extrativismo vegetal destacam-se as madeiras de lei, pau d'arco, cedro, aroeira, candeia, jatobá, sucupira, andiroba e bacuri, usadas na fabricação de móveis, construções e artesanatos. Já no extrativismo animal, as espécies são variadas, sendo que algumas estão em extinção: veado, paca, cutia, peba, tatu, guariba, macaco, capivara e porco-do-mato. Entre as aves em extinção destacam-se a seriema, a ema, o jacu e o curió.

Renda bancária

Hoje Matões possui dois estabelecimentos bancários. Agencia do Banco do Brasil e Posto de Atendimento Bancário do Bradesco , além de uma casa Lotérica e vários terminais "Caixa Aqui", " Correspondente Bradesco", "Banco do Brasil".

Turismo

Ainda destaca-se, como fonte econômica, o turismo no balneário Lagoa do Rosendo ( Lagoa do Rubens), Balneário Catitu no leito do Rio Parnaíba e Lagoa da Cana Brava. No verão, após o esvaziamento da cheia, precisamente no mês de Agosto esses pontos são propícios para o banho.

Durante o período Junino a principal atração é o Arraial Luar do Sertão que já chega ao 24.º Encontro de Folguedos de Matões, com destaque para o concurso de quadrilhas Municipais , sendo os grupos de quadrilhas Fogaréu Junino, Raio de Luz e Rei do Kangaço os principais representantes local. O Arraial fica localizado no centro da cidade na praça Lula Pereira.

Outra tradição são os festejo do Divino Espírito Santo é uma das festas mais tradicionais do município de Matões, existindo há mais de 170 anos e reúne anualmente um grande número de fiéis. Como forma de incentivar o turismo na cidade e geração de renda, a prefeitura de Matões criou o Matões Fest, dentro do festejo no ano de 2003, onde já ultrapassa a 15° edição, onde conta com a presença de grandes bandas do circuito estadual e nacional.; além de movimentar o comércio local, através de Pousadas, Hotéis, Lojas locais.

Cultura

Hino

Durante a gestão do Prefeito Ferdinando Coutinho , mais precisamente no ano de 2019 , Matões passou a ter oficialmente o seu HINO . Na Ocasião os Vereadores Antonio Maria ( Tote ) e Igleses Brandão apresentaram o projeto de Lei que dispunha sobre a Oficialização do HINO DE MATÕES que fora feito por dois filhos da Terra obedecendo todos os critérios necessários para que de fato a obra pudesse ser indicada e aceita como o hino Oficial da Cidade ! Após analise criteriosa de todos os vereadores , o projeto foi aprovado por unanimidade e mandado para o então prefeito Sancionar.


Dos autores do Hino de Matões


MARIA DO ROSÁRIO LUZ SILVA

MANOEL DE JESUS LUZ SILVA ( Manoelzinho)


Maria do Rosário Luz Silva, brasileira, casada, mãe de dois filhos, nascida em 12 (doze) de Janeiro de 1955 (mil novecentos e cinquenta e cinco) natural da cidade de Nossa Senhora dos Remédios PI, filha de Antônio da luz Sobrinho e Ana Luz da Silva. Foi uma personalidade matoense multifuncional para o nosso município chegando a atuar como professora, enfermeira, secretária de gabinete na gestão do Sr. Rubens Pereira, vendedora, costureira etc. Bastante conhecida por sua versatilidade e carisma, tinha também o dom da poesia, característica que a fez bastante conhecida no nosso município. Evangélica membra da Igreja Assembleia de Deus em Matões, foi a autora da letra campeã do concurso para a escolha do hino de Matões no ano de 1993, sendo a sua obra a mais aclamada pelo público e pelos jurados do evento. Dona de uma reputação inquestionável contribuiu de forma significativa com o nosso município, falecida em 13 de janeiro de 2019, partiu deixando, ao passo que uma grande lacuna, um grande legado pautado na decência, moral e empatia.

Manoel de Jesus Luz, brasileiro, casado, nascido em 20 de fevereiro de 1983, natural de Teresina PI, Filho de Maria do Rosário Luz Silva e José Raimundo da Silva, graduado em letras Português / Inglês, pela faculdade IESM  e em Educação Musical ( UFPI ), pós graduado em Lingüística e Literatura também pela faculdade IESM, atualmente exerce o Cargo de Coordenador e professor da Escola de Música de Matões, foi co-autor do hino de Matões sendo o responsável pelos arranjos, harmonia e melodia do mesmo, funcionário efetivo do município, evangélico membro da igreja Assembleia de Deus em Matões, exerce também trabalhos sociais voltados para a Musicalização com os públicos  Jovens, Adultos e crianças do município

Hino Oficial de Matões MA ( São José dos Matões)

Religiosidade

A religiosidade está presente em vários ambiente, como no Santuário Divino Espirito Santo que foi construída a centenas de anos e reformada nas ultimas décadas onde ocorre o tradicional festejo do divino onde possui uma praça em torno da Igreja e uma estatua simbólica do santo além palco da Concha Acústica, possui também a Igreja Matriz localizada no centro da cidade. Como também nas religiões evangélicas, tais como: assembleias, quadrangulares, entre diversas denominações. A mesma se encontra em campos da COMADESMA, CIADSETA, entre outros.


Infraestrutura

Saúde

Dispõe de um hospital e três unidade mista de saúde, na zona urbana: Hospital Divino espirito Santo, SAMU-Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, CAPES. e diversas clinicas particulares.

Os hospitais dispõem dos seguintes equipamentos: Análise clínico, eletrocardiograma fonado, Raio X e ultra-sonografia, podendo fazer os seguintes tratamentos: obstétrico, cesariano, laqueadura, ortopedia, otorrino, urologia, leperectomia, apendiclomia, laparotomia, herniarriafias, fisioterapia, ortopedia, ginecologia.

O município dispõe ainda de tratamentos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), cirurgias, obstétrico, Raio X, odontologia, exames laboratoriais, ultra-sonografias, pré-natal, eletrocardiograma, prevenção do câncer do colo do útero, próstata e hanseníase.

Educação

Atualmente, a rede de escolas compreende a zona urbana e rural de Matões. Sendo delas 3 escolas estaduais de Ensino Médio e três escolas privadas na sede do município.

Na educação superior, o Instituto de Ensino Superior Múltiplo atende a diversos alunos nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Fisica, Pedagogia, Letras, além de especializações. O Instituto Estadual do Maranhão-IEMA , a unidade plena Matões está situado nos arredores do residencial Nova Matões II. O mesmo oferece cursos técnicos em: Técnico em Agropecuária, Técnico em Eletroeletrônica, Técnico em Manutenção e Suporte em Informática em forma integrada (ensino médio mais o curso técnico).

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2020». Censo Populacional 2020. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2020. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. «IBGE - cidades@ - Histórico - Matões». ibge.gov.br. Consultado em 9 de junho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.