Matchstick Men

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Matchstick Men
No Brasil Os Vigaristas[1]
Em Portugal Amigos do Alheio[2]
 Estados Unidos Reino Unido[3]
2003 •  cor •  116[4] min 
Direção Ridley Scott
Produção Ridley Scott
Steve Starkey
Sean Bailey
Jack Rapke
Ted Griffin
Roteiro Ted Griffin
Nicholas Griffin
Baseado em Matchstick Men de Eric Garcia
Elenco Nicolas Cage
Sam Rockwell
Alison Lohman
Bruce McGill
Gênero comédia dramática
Música Hans Zimmer
Cinematografia John Mathieson
Edição Dody Dorn
Companhia(s) produtora(s) ImageMovers
Scott Free Productions
Saturn Films
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Itália 2 de setembro de 2003 (Festival Internacional de Cinema de Veneza)
Estados Unidos 12 de setembro de 2003
Idioma inglês
Orçamento US$ 62 milhões[5]
Receita US$ 65 565 672 [6]
Site oficial

Matchstick Men (br: Os Vigaristas / pt: Amigos do Alheio) é um filme estadunidense de 2003, do gênero comédia dramática, dirigido por Ridley Scott e baseado em romance de mesmo nome de Eric Garcia. O filme é estrelado por Nicolas Cage, Sam Rockwell e Alison Lohman.[7] O filme estreou em 2 de setembro de 2003 no Festival Internacional de Cinema de Veneza e foi lançado nos Estados Unidos em 12 de setembro de 2003. Lançado em 2,711 cinemas nos Estados Unidos e no Canadá, o fim de semana de bilheteria do filme ficou em segundo lugar, com US$ 13 milhões por uma média por cinema de US$ 4,827; em última análise, perdeu a primeira posição para Once Upon a Time in Mexico. O filme arrecadou US$ 36,9 milhões no mercado interno e US$ 65,5 milhões em todo o mundo.[6]

O filme tem uma taxa de aprovação de 82% no Rotten Tomatoes, com base em 186 avaliações, com uma classificação média de 7.07/10.[8] Metacritic dá ao filme uma pontuação média ponderada de 61/100 com base em comentários de 38 críticos, indicando "geralmente favorável comentários".[9]

Roger Ebert classificou o filme de quatro estrelas (em quatro), e descreveu-o como "tão absorvente que, sempre que se afasta do enredo, existe outro plano melhor para recortar". Ele também recomendou o filme para várias indicações ao Oscar, mais notavelmente a performance de Nicolas Cage e o roteiro do filme.[10] James Berardinelli premiou o filme com três estrelas e meia (de quatro), elogiando o filme por seus elementos "astutos, mordazes de humor" e "emocionalmente satisfatórios". Ele também elogiou a atuação do filme e, finalmente, observou que o filme "vale cada centavo" do preço do ingresso.[11]

Alguns críticos não ficaram impressionados. Renee Graham, do The Boston Globe, criticou o filme por seu sentimentalismo, escrevendo que "o diretor Ridley Scott é todo pegajoso nesta adaptação desafinada do romance cínico de Eric Garcia". Apesar de elogiar as performances de Sam Rockwell e Alison Lohman, Graham não gostava de Cage, escrevendo que ele é mais "irritante do que interessante" e que o filme segue um estilo similar.[12] Da mesma forma, Lou Lumenick do New York Post elogiou a atuação do filme, mas observou que o espectador "pode ​​acabar se sentindo tão louco quanto as vítimas de Roy". Lumenick não gostou da reviravolta, acreditando que era um grande detrator do valor do filme.[13]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Roy Walker (Nicolas Cage) é um especialista na arte do crime residente em Los Angeles. Juntamente com seu sócio Frank (Sam Rockwell), ele pensa duas vezes em enganar pessoas em busca de dinheiro fácil. Na sua vida particular, no entanto, Roy padece de vários distúrbios: é hipocondríaco (a falta dos remédios provoca gagueira e piscadelas), não sai de casa pois é agorafóbico com síndrome de Tourette e tem transtorno obsessivo-compulsivo por limpeza e organização. Ele prepara-se para dar um último golpe, quando surge Angela (Alison Lohman), sua filha de 14 anos, que nunca chegou a conhecer. A partir daí, diversas reviravoltas advém deste encontro.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Matchstick Men (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. Matchstick Men (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. «Matchstick Men (2003)». British Film Institute. Consultado em 23 de junho de 2017 
  4. http://www.bbfc.co.uk/releases/matchstick-men
  5. Robbins, Shawn (15 de junho de 2012). «Number Crunch: A Look At Ridley Scott's Career». BoxOffice. Consultado em 28 de outubro de 2015. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2015 
  6. a b «Matchstick Men (2003) - Box Office Mojo» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 27 de agosto de 2015 
  7. Os vigaristas IstoÉ Gente
  8. «Matchstick Men». Rotten Tomatoes. Fandango Media. Consultado em 22 de julho de 2019 
  9. http://www.metacritic.com/movie/matchstick-men
  10. Ebert, Roger (5 de junho de 2013). «:: rogerebert.com :: Reviews :: Matchstick Men (xhtml)». Rogerebert.suntimes.com. Consultado em 10 de junho de 2013 
  11. «Review: Matchstick Men». Reelviews.net. Consultado em 10 de junho de 2013 
  12. Morisi, Jacki. «Matchstick Men Movie Review - Matchstick Men Movie Trailer - The Boston Globe». Boston.com. Consultado em 10 de junho de 2013 
  13. NOT NIC'S BEST FLICK New York Post
  14. Os Vigaristas AdoroCinema

Ligações externas[editar | editar código-fonte]