Mateus 8

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jesus curando um leproso, um dos muitos milagres de Jesus em Mateus 8.
1864. Por Jean-Marie Melchior Doze.

Mateus 8 é o oitavo capítulo do Evangelho de Mateus no Novo Testamento da Bíblia. Este capítulo abrange diversos episódios do ministério de Jesus na Galileia antes da morte de João Batista, principalmente milagres.

Milagres[editar | editar código-fonte]

O leproso[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jesus curando um leproso

Este é um dos primeiros milagres de Jesus relatados no Evangelho de Mateus (Mateus 8:1-4) e aparece também em Marcos 1 (Marcos 1:40-45) e Lucas 5 (Lucas 5:12-16). No relato de Mateus, Jesus vinha descendo do Monte das Oliveiras, onde havia proferido o Sermão da Montanha, e encontrou um homem acometido pela lepra. Jesus curou-o e pediu-lhe que fosse ao templo para se apresentar aos sacerdotes e realizar o sacrifício adequado no Templo.

O servo do centurião[editar | editar código-fonte]

Jesus curando a sogra de Pedro.
Entre 1886 e 1894. Por James Tissot, atualmente no Brooklyn Museum, em Nova Iorque.

Jesus seguiu depois para Cafarnaum (Mateus 8:5-13) e lá encontrou um centurião que pediu-lhe que salvasse seu criado, que estava muito doente. Jesus concordou e disse que iria para lá imediatamente. Humildemente, ele respondeu com um trecho que ainda hoje é utilizado em todas as missas católicas:

«Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; porém dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.» (Mateus 8:8)

Admirado com a fé do poderoso romano, Jesus curou o criado à distância por causa disto. Este trecho aparece também Lucas 7 (Lucas 7:1-10) e, em João 4 (João 4:46-53), Jesus curou o filho de um oficial e não o servo de um centurião, o que leva muitos a acreditarem tratar-se de um evento diferente.

Sogra de Pedro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jesus curando a sogra de Pedro

Sem nenhum interlúdio, Jesus foi à casa de Pedro e curou sua sogra, indicando que o apóstolo era casado (Mateus 8:14-15), um relato que aparece ainda em Marcos 1 (Marcos 1:29-31), ddepois de Jesus ter chamado seus primeiros discípulos, e em Lucas 4 (Lucas 4:38-41).

Exorcismo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jesus exorcizando ao pôr-do-sol

Logo depois de curar a sogra de Pedro, em Mateus 8:16-17[1], ao cair da noite, muitos doentes e possuídos por demônios foram trazidos até Jesus, que expulsou-os com uma palavra. Segundo o próprio Mateus, Jesus estaria assim cumprindo a profecia de «Verdadeiramente foi ele quem tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores.» (Isaías 53:4).

Vendo Jesus uma multidão ao redor de si, mandou passar para a outra margem do lago. Chegou um escriba e disse-lhe: Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores. Respondeu-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu pousos; mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.

Jesus acalmando a tempestade, um dos mais famosos milagres de Jesus.
Séc. X. Iluminura no Codex Egberti, em Tréveris, na Alemanha.
Jesus curando um geraseno.
Entre 1886 e 1894. Por James Tissot, atualmente no Brooklyn Museum, em Nova Iorque.

Raposas tem covis...[editar | editar código-fonte]

Ao perceber a grande multidão que voltava, Jesus passou para a outra margem do Mar da Galileia, onde, ao ouvir que um escriba o seguiria para onde fosse, Jesus proferiu uma de suas frases famosas:

«As raposas tem covis, e as aves do céu pousos; mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.» (Mateus 8:20)

A frase aparece ainda no final de Lucas 9 (Lucas 9:58).

...E que os mortos enterrem os seus mortos[editar | editar código-fonte]

Quando outro discípulo afirmou que queria seguir Jesus, mas precisava primeiro enterrar o pai, Jesus novamente respondeu-lhe com uma frase muito famosa:

«Segue-me, e deixa que os mortos enterrem os seus mortos (Mateus 8:21)

Assim como no caso anterior, esta frase aparece também em Lucas 9 (Lucas 9:60).

Novos milagres[editar | editar código-fonte]

Acalmando a tempestade[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jesus acalmando a tempestade

Em Mateus 8:23-27, quando Jesus e seus discípulos atravessavam o Mar da Galileia, à noite, num barco, todos foram surpreendidos por uma tempestade. Jesus estava adormecido, mas seus discípulos o acordaram: «Salva-nos, Senhor, que perecemos.» (Lucas 8:24)[2]. Depois de repreender seus discípulos de "pouca fé", Jesus ordenou e o clima arrefeceu. Os discípulos «...se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?» (Mateus 8:27).

Este mesmo relato aparece em Lucas 8 (Lucas 8:22-25) e Marcos 4 Marcos 4:35-41).

Exorcismo do geraseno[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Jesus exorcizando o geraseno

Já na outra margem, Jesus chegou na terra dos gerasenos (ou gadarenos) e lá encontrou duas pessoas possuídas por demônios. No relato de Mateus (Mateus 8:28-34), Jesus resolveu ter com eles. Avistando uma vara de porcos, Jesus, atendendo ao pedido dos demônios, expulsou-lhes dos endemoniados e os mandou para dentro dos porcos, que rapidamente correram para o mar e se afogaram. A repercussão foi enorme e a cidade inteira veio ter com Jesus e acreditou nele.

Este trecho existe também em Marcos 5 (Marcos 5:1-20) e Lucas 8 (Lucas 8:26-39).

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Mateus 7
Capítulos do Novo Testamento
Evangelho de Mateus
Sucedido por:
Mateus 9

Referências

  1. Clowes, John, 1817, The Miracles of Jesus Christ published by J. Gleave, Manchester, UK p. 36 (em inglês)
  2. The People's New Testament Commentary by M. Eugene Boring and Fred B. Craddock (Oct 1, 2004) ISBN 0664227546 p. 126 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]