Mateus Moreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mateus Moreira
Mártir da Eucaristia
Nascimento  ? em ?
Morte 3 de outubro de 1645 em Uruaçú (São Gonçalo do Amarante)
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 5 de março de 2000, Praça de São Pedro, Vaticano por Beato João Paulo II
Festa litúrgica 3 de outubro
Padroeiro dos Ministros Extraordonários da Comunhão Eucarística
Gloriole.svg Portal dos Santos


Mateus Moreira (? - Uruaçú, São Gonçalo do Amarante, 03 de outubro de 1645) é um mártir católico brasileiro. Beatificado em 05 de março de 2000 juntamente com os restantes Mártires de Cunhaú e Uruaçu.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mateus Moreira era um leigo que estava na missa de 03 de outubro de 1645 quando tropas do governo holândes sob o comando de Jacob Rabbi exterminaram todos os fiéis que estavam na missa dominical, presidida pelo Padre Ambrósio Francisco Ferro que também foi Martirizado. Mateus Moreira teve o coração arrancado pelas costas enquanto exclamava: "Louvado Seja o Santíssimo Sacramento"

Beatificação[editar | editar código-fonte]

A celebração foi realizada na Praça de São Pedro, no Vaticano na presença dos Bispos de Natal, Mossoró e Caicó. E cerca de mil brasileiros presentes na celebração.


Patrono dos Ministros Extraodinários[editar | editar código-fonte]

Na 43ª Assembeia Geral da CNBB, em Itaici/São Paulo em 2005, aprovou o Bem-aventurado Mateus Moreira como “Patrono dos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística”. Em dezembro de 2005, a CNBB comunicou que a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, da Santa Sé, havia aprovado o nome do Beato como patrono dos Ministros.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Página da Arquidiocese de Natal sobre o Beato