Matias da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nascimento
Portugal
Morte 24 de outubro de 1688
Salvador
Nacionalidade Português

Matias da Cunha (PortugalSalvador, BA, 24 de outubro de 1688) foi um administrador colonial português.

Exerceu as funções de Governador da Capitania do Rio de Janeiro, de 1675 a 1679.

Foi governador-geral do Brasil, de 4 de junho de 1687 a 24 de outubro de 1688, quando faleceu, sendo substituído interinamente pelo arcebispo Dom Frei Manuel da Ressurreição e pelo chanceler da Relação, em Salvador. Neste cargo, combateu os indígenas, sobretudo no sertão do Rio Grande do Norte e no da Capitania do Ceará, além do Quilombo dos Palmares.


Precedido por
João da Silva e Sousa
Governador do Rio de Janeiro
1675 — 1679
Sucedido por
Manuel Lobo
Precedido por
António Luís de Sousa Telo de Meneses
Governador-geral do Brasil
1687 — 1688
Sucedido por
Junta governativa: Manuel da Ressurreição (presidente)


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.