Matriz de Fock

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mecânica quântica
Princípio da Incerteza
Introducão a...

Formulação matemática

Na mecânica quântica, a Matriz de Fock é uma aproximação da matriz do operador energético do elétron de um dado sistema quântico. Seu nome deve-se ao físico Vladimir Fock.

A matriz de Fock é mais comumente utilizada na química computacional ao tentar solucionar as equações de Roothaan para um átomo ou um sistema molecular. A matriz de Fock é na realidade uma aproximação do operador hamiltoniano do sistema quântico. Ela inclui os efeitos de repulsão da lei de Coulomb apenas de uma forma aproximada.

A matriz de Fock é definida pelo operador de Fock. Para o caso particular em que assume-se orbitais fechadas e funções de onda com determinante único, o operador de Fock para o enésimo (i) elétron é dado por

onde

é o operador de Fock para o enésimo (i) elétron no sistema,

é o elétron hamiltoniano para o enésimo (i) elétron,

é o número total das orbitais ocupadas no sistema (igual à parte inteira de , onde é o número de elétrons),

é o operador de Coulomb que define a força de repulsão entre os elétrons j e i no sistema,

é o operador de troca, define o efeito quântico produzido pela troca de dois elétrons.

Leitura recomendada[editar | editar código-fonte]

  • Glaesemann, Kurt R.; Schmidt, Michael S. (2010). «On the Ordering of Orbital Energies in High-Spin ROHF». J. Phys. Chem. A [S.l.: s.n.] ASAP: 100505124959092. doi:10.1021/jp101758y. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.