Matuê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Matuê
Informação geral
Nome completo Matheus Brasileiro Aguiar
Também conhecido(a) como Tuê, Tuêzin, Matuê, Tuêzin do 085
Nascimento 11 de outubro de 1993 (26 anos)
Local de nascimento Fortaleza, Ceará
Brasil
Gênero(s)
Ocupação(ões)

Matheus Brasileiro Aguiar (Fortaleza, 11 de outubro de 1993), mais conhecido como Matuê, é um rapper, cantor, compositor e empresário brasileiro. Ficou conhecido com o single "RBN", lançado em novembro de 2016. É considerado um dos maiores nomes do trap brasileiro. [1][2] Um de seus maiores sucessos são: Kenny G, Banco, Anos luz, RBN entre outros sucessos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Matheus Brasileiro Aguiar nasceu na cidade de Fortaleza em 11 de outubro de 1993. Foi criado em Oakland, na Califórnia. Desde criança, a música sempre esteve muito presente em sua vida, tendo crescido numa família musical. Sua avó teve uma influência muito forte em seu crescimento e aprendizado, além de motivá-lo sempre a se expressar através do som. Ela acabou falecendo quando ele tinha 13 anos e isso teve um impacto muito forte na vida do artista, que passou a ficar muito mais tempo fora de casa arranjando muitos problemas. Em meio a tudo isso, a música se fez como uma amiga, e ele desenvolveu um laço muito forte com ela.

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Matuê destacou-se na cena nacional já no seu primeiro lançamento, “RBN”, no final de 2016. Sua estreia contou com um clipe de estética ímpar e enorme originalidade musical, o tornando característico pelo seu estilo harmônico vocal.

Desde então, o artista e diretor criativo de seu selo 30PRAUM tem inovado a cada release, superando suas produções anteriores e trazendo novas sonoridades. Sempre apresentando uma variedade de flows e harmonias, diferenciando a cada música mas sem perder a originalidade e qualidade. Matuê tem 3,5 milhões de ouvintes mensais no Spotify, seu hit "Anos luz" já passa de 81.000.000 milhões de visualizações no Youtube em 2 anos. Seu mais novo hit de 2019 "Kenny G" já conta com mais de 76 milhões de visualizações.[3]

  • "RBN" (2016)
  • "Boomzin" (2017)
  • "100 Placas" (2017)
  • "De Alta" (2017)
  • "Sefezdedoida" (2017)
  • "Celine" (2017)
  • "Lama no Copo" (2017)
  • "H.O.R.T.A" (2017)
  • "Anos Luz" (2017)
  • "Luxúria" (2018)
  • "De Peça em Peça" (2018)
  • "Urubus" (2018)
  • "Quem Manda É a 30" (2018)
  • "A Morte do Autotune" (2018)
  • "Banco" (2019)
  • "Kenny G" (2019) (certificada Platina Dupla[4])
  • "Mantém" (2019) (certificada Ouro[4])

Referências