Matuê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Matuê
Informação geral
Nome completo Matheus Brasileiro Aguiar
Nascimento 11 de outubro de 1993 (28 anos)
Local de nascimento Fortaleza, Ceará
Origem Brasil
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Período em atividade 2016–presente
Outras ocupações empresário
Gravadora(s) 30PRAUM
Sony Music Brasil

Matheus Brasileiro Aguiar (Fortaleza, 11 de outubro de 1993), mais conhecido como Matuê, é um rapper, cantor e compositor brasileiro. Ficou conhecido com o single "Anos Luz", lançado em 2017. É considerado um símbolo do trap[1][2] brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Matheus Brasileiro Aguiar nasceu em Fortaleza, capital do Ceará. Durante sua infância, aos oito anos de idade, se mudou com seus pais para Oakland, cidade localizada no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Ficando por quatro anos no país, conseguiu se tornar fluente em língua inglesa, até voltar para o Brasil em 2004.[3][4][5]

Estudando em escola pública, Matuê começou a ter contato e se interessar pelo mundo do Rap, mas ainda na sua adolescência passou por momentos difíceis após perder sua avó, que era uma pessoa que sempre apoiava ele.[6] Ele começou a trabalhar como vendedor em uma loja de roupas de um shopping e depois de um tempo, aproveitando sua experiência com a língua inglesa, virou professor particular de inglês. Foi com esse emprego que ele conseguiu juntar um dinheiro para começar a investir na sua carreira musical.[5]

“Foi um privilégio muito grande. Me abriu muitas portas e me possibilitou a dar iniciativa na minha caminhada musical. O outro ponto é que vi a importância do rap lá nos EUA e vi que poderia fazer isso aqui”, diz Matuê sobre o tempo que passou nos Estados Unidos.[4]

Juntamente com Clara Mendes e Lucas Degas, fundou a gravadora e produtora 30PRAUM em 2014.[7]

Em 27 de setembro de 2021, Matuê revelou que se tornou pai durante a pandemia, sem dar muitos detalhes sobre.[8]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Matuê iniciou sua carreira em 2015, lançando seu primeiro e único mixtape de reggae chamado "Reggae", que foi produzido pela sua gravadora 30PRAUM. No entanto, o mixtape não fez sucesso e ele decidiu migrar para área do trap.[9]

Matuê destacou-se na cena nacional já no seu primeiro lançamento no gênero trap, “RBN”, no final de 2016. Sua estreia contou com um clipe de estética ímpar e enorme originalidade musical, o tornando característico pelo seu estilo harmônico vocal.[10]

Desde então, o artista e diretor criativo de seu selo 30PRAUM tem inovado a cada release, superando suas produções anteriores e trazendo novas sonoridades. Sempre apresentando uma variedade de flows e harmonias, diferenciando a cada música mas sem perder a originalidade e qualidade. Matuê tem 3,5 milhões de ouvintes mensais no Spotify, seu álbum "Máquina do Tempo" já passa de 110 milhões de visualizações no YouTube em uma semana. Seu principal hit de 2019 "Kenny G" já conta com mais de 208 milhões de visualizações.[11]

Ele assinou oficialmente um contrato com a Sony Music Brasil sob licença da 30PRAUM em 2020, o que significa que ele provavelmente ainda tem total comando de gestão da sua carreira.[12]

No dia 10 de setembro de 2020, Matuê lançou seu primeiro álbum, Máquina do Tempo, ao vivo no YouTube com sete faixas num total de vinte minutos de música. Matuê impressionou a todos pois não só lançou a "Máquina do Tempo", faixa que era a mais esperada por todos os fãs, como também lançou ainda uma espécie de bônus track dentro dela, intitulada de "A+".

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns
Singles
  • "RBN" (2016)
  • "Boomzin" (2017)
  • "100 Placas" (2017)
  • "De Alta" (2017)
  • "Celine" (2017)
  • "Lama no Copo" (2017)
  • "H.O.R.T.A" (2017)
  • "Anos Luz" (2017)
  • "Luxúria" (2018)
  • "De Peça em Peça" (2018)
  • "Urubus" (2018)
  • "Quem Manda É a 30" (2018)
  • "A Morte do Autotune" (2018)
  • "Banco" (2019)
  • "Kenny G" (2019) (certificada platina dupla)[13]
  • "Mantém" (2019) (certificada ouro)[13]
  • "Cogulândia" (2020)
  • "Antes" (2020)
  • "Gorilla Roxo" (2020)
  • "Vem Chapar" (2020)
  • "777-666" (2020)
  • "É Sal" (2020)
  • "Máquina do Tempo" (2020)
  • "M4" (2021)
  • "Quer Voar" (2021)
  • "Groupies" (2021)
  • "Sem Dó" (2021)
  • "VAMPiro" (2022)

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2019 MTV Millennial Awards Brasil #PRESTATENÇÃONOGÁS Ele mesmo Indicado [14]
2020 Beat BR [15]
2021 Trap na Cena [16]

Certificados[editar | editar código-fonte]

Nome Tipo Ano Certificação
Máquina do Tempo[17] Single 2021 Platinum record icon.svg Platina
Máquina do Tempo Album 2021 Gold record icon.svg Ouro
777-666 Single 2021 Platinum record icon.svg Platina
É Sal Single 2021 Gold record icon.svg Ouro
Mantém Single 2019 Double platinum record icon.svg 2x Platina
Kenny G Single 2019 Double diamond record icon.svg 2x Diamante
Banco Single 2019 Diamond record icon.svg Diamante
A Morte do Autotune Single 2019 Diamond record icon.svg Diamante
Quem Manda é a 30 Single 2018 Double platinum record icon.svg 2x Platina
De Peça em Peça Single 2018 Triple platinum record icon.svg 3x Platina
Anos Luz Single 2017 Diamond record icon.svg Diamante
Lama no Copo Single 2017 Platinum record icon.svg Platina
Boomzim Single 2017 Double platinum record icon.svg 2x Platina

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • Tour USA Matuê com a All Star (2021)

Referências

  1. Brasil Online (3 de agosto de 2018). «Matuê foi a cena de trapstars que estão atualizando o rap nacional». Universo Online. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  2. «Ascensão do trap no Brasil é ilustrada em documentário com Raffa Moreira, Matuê e Sidoka; assista». O Globo. 8 de agosto de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  3. «Matuê dá o sangue para 'vampirizar' ouvintes para o inédito single 'Quer voar'». G1. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  4. a b Izel', 'Adriana (14 de outubro de 2020). «Matuê: Conheça rapper cearense que bateu recorde de audição no streaming». Diversão e Arte. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  5. a b «Matuê conta que antes do Trap dava aulas particulares de Inglês. Confira:». www.portalrapnascaixas.com. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  6. «Conheça a História do Trapper Matuê !!!». Consultado em 24 de agosto de 2021 
  7. «Informações da 30PRAUM». Genius. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  8. «Matuê conta que se tornou pai durante a pandemia». POPline. 28 de setembro de 2021. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  9. «Reggae Mixtape by Matuê». Genius (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2021 
  10. «Cearense Matuê entra em lista da Billboard com 'Quer Voar'; assista clipe - É Hit». Diário do Nordeste. 26 de agosto de 2021. Consultado em 24 de novembro de 2021 
  11. 'Kenny G' X Kenny G: hit de Matuê supera audiência total do saxofonista no YouTube em 2019
  12. «Sony Music Brasil». www.sonymusic.com.br (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2021 
  13. a b Nunes, Caian (29 de novembro de 2019). «Grande revelação do rap nacional, Matuê ganha placa comemorativa pelo smash hit "Kenny G"». POPline. Consultado em 21 de janeiro de 2020 
  14. Portilho, Osmar (4 de julho de 2019). «MTV MIAW 2019: Veja lista completa de vencedores». Universo Online. Consultado em 16 de maio de 2021 
  15. Splash (24 de setembro de 2020). «MTV Miaw 2020: Confira os vencedores da premiação». Universo Online. Consultado em 12 de março de 2021 
  16. Guerrera, Anny Caroline (24 de setembro de 2021). «MTV Miaw 2021: confira a lista completa de vencedores da premiação». Capricho. Consultado em 4 de novembro de 2021 
  17. «Matuê recebe certificados de diamante, ouro e platina». POPline. 25 de novembro de 2020. Consultado em 14 de junho de 2021