Maturação (geologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Na geologia do petróleo, a maturação de uma rocha é uma medida de seu estado em termos de geração de hidrocarbonetos. A maturação é estabelecida através de uma combinação de análises geoquímicas e técnicas de modelagem de bacias.

Uma rocha rica em material orgânico (denominada rocha geradora) irá se alterar sob o aumento de temperatura de tal forma que as moléculas orgânicas lentamente amadurecerão em hidrocarbonetos (ver diagênese). As rochas geradoras são, portanto, amplamente classificados como imatura (sem geração de hidrocarboneto), sub-maturada (geração de hidrocarbonetos limitada), madura (ampla geração de hidrocarbonetos) e sobre-maturada (a maioria dos hidrocarbonetos já foram geradas).

A maturação de uma rocha geradora pode ser usada também como um indicador do seu potencial de geração de hidrocarbonetos. Isto é, se uma rocha é sub-maturada, então ela tem um potencial muito mais elevado para gerar hidrocarbonetos do que aquela sub-maturada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • van Krevelen, D.W. (1950). "Graphical-statistical method for the study of structure and reaction processes of coal", Fuel, 29, 269-84.
  • van Krevelen, D.W. and Schuyer, J. (1957) Coal science. Elsevier publishing company.
  • The chemistry and technology of petroleum
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.