Mauricio Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Maurício Negro)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde fevereiro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Mauricio Negro
Mauricio Negro, ilustrador e escritor.
Nome completo Mauricio Negro Silveira
Nascimento 31 de julho de 1968 (51 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Escritor
Principais trabalhos Gente de Cor, Cor de Gente,
Por fora bela viola,
A palavra do grande chefe,
Quem não gosta de fruta é xarope
Gênero literário Picture book
Página oficial
https://about.me/mauricionegro

Mauricio Negro (São Paulo, 31 de julho de 1968) é um artista gráfico, ilustrador e escritor brasileiro. Colaborou com mais de cem livros de escritores brasileiros e estrangeiros ao longo de mais de vinte anos. Participou de diversas exposições e catálogos no Brasil e no exterior. Faz monotipias, colagens e pirogravuras. Usa pigmentos naturais, material reciclado, elementos orgânicos e recursos tecnológicos, em geral motivado pelos conteúdos e contextos narrativos. Como artista costuma flertar com registros rupestres, ancestrais, étnicos, indígenas, populares e relacionado às culturas circulares. Propõe cruzamentos poéticos entre expressões tradicionais de brasilidade e demandas contemporâneas universais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Passou boa parte da infância e juventude entre a mata atlântica 
e o litoral, vivências que marcam sua vida e obra. Em atividade no segmento editorial desde 1992, colaborou com muitas editoras, projetos e livros de escritores como José Lins do Rego, Mário de Andrade, Monteiro Lobato, Luís da Câmara Cascudo, Darcy Ribeiro, Daniel Munduruku, Pepetela, Maria Teresa Andruetto, Ignácio de Loyola Brandão, Castro Alves, Manuel Rui, Gilberto Freyre, João Carlos Marinho, Paulo Lins, Manuel Bandeira, Marco Haurélio, entre outros. Recebeu prêmios, menções e certificações. Participou de diversos eventos, encontros, palestras, exposições e catálogos na Alemanha, Argentina, Brasil, China, Colômbia, Coreia do Sul, Esvoláquia, França, Itália, Japão, México, Rússia, Uruguai, Vietnã, entre outros países.


Escreve, ilustra e projeta também os seus próprios livros, tais como Gente de Cor, Cor de Gente (2017), Por fora bela viola (2014), Jóty, o tamanduá (com Vãngri Kaingáng, 2010), A palavra do grande chefe (com Daniel Munduruku, 2007), Quem não gosta de fruta é xarope (2006), Zum Zum Zum (2004), Balaio de Gato (2000) e Mundo Cão (1998). Em francês, pela Éditions Reflets d'Ailleurs, publicou Jóty le tamanoir e o conto Jurupari, que integra a antologia Contes du Brésil (Coleção Tan Tan, organizada por Pascale Fontaine, 2012).


Desde o retorno de Paris, onde morou por um período de estudo e pesquisa, tem produzido monotipias experimentais, pirogravuras e scratchboards. Também utiliza pigmentos naturais, material alternativo ou reciclado, anilinas e elementos orgânicos. Sua abordagem visual flerta tanto com os registros ancestrais, tradicionais, circulares ou indígenas, quanto com a produção afro-brasileira, imigrante, mestiça, bruta, "popular" ou espontânea. Muitas vezes carregada de referências à temática socioambiental, à sociedade multicultural e pluriétnica brasileira, sua arte busca fintar o etnocentrismo, ao manejar pop art e arte popular, amuletos e patuás, arcos e berimbaus, muiraquitãs e balangandãs, morubixabas e muxarabis, sambas e sambaquis, zarabatanas e ziriguinduns, zumbis e zumbidores, mitos e matos. Motes sempre ressignificados pela novas tecnologias e filtros contemporâneos.

Foi um dos ilustradores cuja produção serviu de mote para a pesquisadora Maria Isabel Frantz Ramos, na dissertação de Mestrado em Ilustração no Instituto Superior de Educação e Ciências em Lisboa-Portugal (Universidade de Évora, 2012), sob o título Influências das culturas popular e tradicional na ilustração brasileira contemporânea, cujo conteúdo aberto está disponível na web.

Membro do conselho diretor da Sociedade dos Ilustradores do Brasil (SIB), Membro do conselho editorial da marca Mestres (Letra e Ponto), Associação dos Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILJ), Organizador do Catálogo Ilustradores SIB: literatura infantil e juvenil (SIB/2AB)e coordenador editorial da coleção Muiraquitãs (Global Editora).

 Bacharel em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, além de ilustrar e escrever, atua como designer gráfico, coordenador e consultor de literatura indígena. Participa de palestras, mesas e oficinas sobre Arte, Ilustração e Literatura em feiras e festas literárias, instituições de ensino e espaços culturais brasileiros e também estrangeiros, tais como a Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha 2014, ao lado de Daniel Munduruku e Ciça Fittipaldi para tratar da Literatura Nativa; e a Feira do Livro de Frankfurt 2015, onde abordou a diversidade cultural brasileira na ilustração de livros infantis.


Obra[editar | editar código-fonte]

Escritas e ilustradas por Mauricio Negro
  • NÓS, uma antologia de literatura indígena, de Lia Minápoty, Aline Ngrejtabare L. Kayapó, Ariabo Kezo, Edson Krenak, Tiago Hakiy, Edson Kayapó, Estevão Carlos Taukane, Cristino Wapichana, Jerá Poty Miri, Rosi Waikhon e Yaguarê Yamã (organização e ilustrações: Mauricio Negro) – Companhia das Letrinhas, 2019
  • Colour of people – Little Island Books, 2018
  • Gente de cor, cor de gente – Editora FTD, 2017
  • Por fora bela viola – Edições SM, 2014
  • Jóty le tamanoir (com Vângri Kaingáng) – Éditions Reflets d'Ailleurs, 2012
  • Jóty, o tamanduá (com Vângri Kaingáng) – Global Editora, 2010
  • Jurupari (Contes de Brésil, réunis par Pascale Fontaine) – Éditions Reflets d'Ailleurs, 2012
  • A palavra do grande chefe (com Daniel Munduruku) – Editora Global, 2007
  • Quem não gosta de fruta é xarope – Editora Global, 2006
  • Zum zum zum – Editors Global, 2004
  • Balaio de gato – Editora Global, 2000
  • Mundo cão – Editora Global, 1998
Ilustradas por Mauricio Negro
  • O mar de dentro, Fernanda de Oliveira, São Paulo: Editora Melhoramentos, 2019  
  • Bichos e lendas do nosso Brasil, Rosana Rios, Rio Grande do Sul: Edelbra Editora, 2019
  • A caverna, Toni Brandão, São Paulo: Global Editora, 2018
  • Caderno sem rimas da Maria, Lázaro Ramos, Rio de Janeiro: Pallas Editora, 2018
  • CD Giramenina, Lisa Kahuna, Milton Storalli, Fernanda de Paul, 2018
  • Shakespeare, uma aventura no sertão, Arievaldo Viana, Fortaleza: Editora IMEPH, 2018
  • A passagem proibida, Mustafa Yazbek, Fortaleza: Editora IMEPH, 2018
  • O menino Nelson Mandela, Viviana Mazza, São Paulo: Melhoramentos, 2017
  • Contos de amor dos cincos continentes, Rogério Andrade Barbosa, São Paulo: Editora do Brasil, 2017
  • Foi ele que escreveu a ventania, Rosana Rios, São Paulo: Pulo do Gato, 2017
  • Apontamentos, Bartolomeu Campos de Queirós, São Paulo: Global Editora, 2017
  • Poemas para ler com as mãos, Edimilson de Almeida Pereira, Belo Horizonte: Mazza Edições, 2017
  • Macunaíma, Mário de Andrade, tradução Baba Ryouji, Kumamoto: Toraisyuppan, 2017
  • Crépuscules - Fogo Morto, José Lins do Rego, Paris: Anacaona Editions, 2016
  • Vaste Monde, Maria Valéria Rezende, Paris: Anacaona Editions, 2016
  • Reconto que passa, Salizete Freire Soares, São Paulo: Paulinas, 2016
  • Amor literário, Luzia de Maria, Rio de Janeiro: Ler & Cultivar, 2016
  • Wahtirã, a lagoa dos mortos, Jaime Diakara Dessana, Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016
  • A passagem proibida, Mustafa Yazbek, Fortaleza: Editora IMEPH, 2016
  • Tem oba oba no baobá - histórias com perfume de África, Claudia Lins, São Paulo: Editora Paulinas, 2016
  • Sertão, Fábio Monteiro, São Paulo: Editora Paulinas, 2016
  • Pelé, l'homme aux pieds d'or, Stéphan Lévy-Kuentz, Paris: Editions A dos d'âne, 2016
  • Maria Bonita, unne femme parmi les bandits, Paola Anacaona, Paris: Editions A dos d'âne, 2016
  • Uala, o amor, Frei Betto, São Paulo: Quinteto Editorial, 2016
  • Briga das pastoras e outras histórias, Mário de Andrade e a busca do popular, Ivan Marques (organizador), São Paulo: Edições SM, 2016
  • Caderno de rimas do João, Lázaro Ramos, Rio de Janeiro: Pallas Editora, 2015
  • Destrava-línguas e outros poemas, Christian Nectoux David, São Paulo: Formato/Saraiva, 2015
  • As meninas e o poeta, Manuel Bandeira, São Paulo: Global Editora, 2015
  • Revista Pessoa Edition Spéciale, Leonardo Tonus (organizador), Paris: Mombak, 2015
  • O Sonho de Borum, Edson Krenak, Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015
  • O Fantasma da Alameda Santos, João Carlos Marinho: Global Editora, 2105
  • Projetos e presepadas de um curumim na Amazônia, Edson Kayapó: Editora Positivo, 2015
  • Conte outra vez! 2, vários autores, São Paulo: Editora Letra e Ponto, 2015
  • Iwapoiáb: o verdadeiro encontro de amor, Tiago Haiky: Editora Edebe Brasil, 2014
  • Noções de Coisas, Darcy Ribeiro – Global Editora, 2014
  • Histórias Populares da Língua Portuguesa, Celso Sisto, Editora Planeta, 2014
  • O que é, o que é? O pajé e as crianças numa aldeia guarani, Luís Donisete Benzi Grupioni, Editora Pitanguá, 2014
  • Sapatos trocados, Cristino Wapichana, Editora Paulinas, 2014
  • Nas garras dos babuínos, um reconto tradicional do povo Zulu, Rogério Andrade Barbosa, Editora Biruta, 2013
  • O amigo de Darwin, um jovem desenhista em Galápagos, Rogério Andrade Barbosa, Editora Melhoramentos, 2013
  • A montanha da água lilás, fábula para todas idades, Pepetela, São Paulo: Editora FTD, 2013
  • Guaynê derrota a cobra grande, Tiago Hakiy, Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013
  • Tirando de letra: Daniel Munduruku e tantas gentes, SESC Ribeirão Preto, 2013
  • Rua do Sol, Orígenes Lessa, São Paulo: Global Editora, 2013
  • Ciranda do Pantanal, Bia Villarinho, São Paulo: Editora LeYa Brasil, 2013
  • Yaguarãboia, a mulher-onça, Yaguarê Yamã, São Paulo: Editora LeYa Brasil, 2013
  • Conchas e búzios, Manuel Rui, São Paulo: Editora FTD, 2013
  • Monstruário, Katia Canton, São Paulo: Editora DCL, 2013
  • O menino coração de tambor, Nilma Lino Gomes, Belo Horizonte, Mazza Edições, 2013
  • Histórias da América Latina, Silvana Salerno, São Paulo: Editora Planeta, 2013
  • Conte outra vez!',' vários autores, São Paulo: Editora Letra e Ponto, 2012
  • Zanzibar, a ilha assombrada, Rogério Andrade Barbosa, São Paulo: Cortez Editora, 2012
  • O dueto dos gatos (e outros duetos), João Carlos Marinho, São Paulo: Global Editora, 2012
  • Um dia na aldeia (uma história munduruku), Daniel Munduruku, São Paulo: Editora Melhoramentos, 2012
  • Pedzeré - linhas e cores, Naná Martins, São Paulo: Editora FTD, 2012
  • As aventuras de Torty, a tartaruga, Sunny, São Paulo: Editora Paulinas, 2012
  • A menina, o coração e a casa, María Teresa Andruetto, São Paulo: Global Editora, 2012
  • Só contado, que visto não se acredita/contos e lendas da Amazônia, Sebastião Amoedo, São Paulo: Paulus Editora, 2012
  • Desde que o samba é samba, Paulo Lins, São Paulo: Editora Planeta, 2012
  • Ubirajara, José de Alencar, São Paulo: Martin Claret, 2012
  • O Guarani, José de Alencar, São Paulo: Martin Claret, 2012
  • A ilha do crocodilo - contos e lendas do Timor-Leste, Geraldo Costa, São Paulo: Editora FTD, 2012
  • Coleção bichos: mar, Estéfane Cardinot Reis, São Paulo: Global Editora, 2012
  • A tatuagem, Rogério Andrade Barbosa, São Paulo: Editora Biruta, 2012
  • Com a noite vem o sono, Lia Minápoty, São Paulo: Editora LeYa Brasil, 2011
  • I-Juca_Pirama, Gonçalves Dias, São Paulo: Martin Claret, 2011
  • Viver é feito à mão, viver é risco em vermelho, Nilma Gonçalves Lacerda, Curitiba: Editora Positivo, 2011
  • Awyató-Pót, Tiago Hakiy, São Paulo: Editora Paulinas, 2011
  • Admirável ovo novo, Paulo Venturelli, Curitiba: Editora Positivo, 2011
  • Fala comigo, pai!, Julio Emílio Braz, Rio de Janeiro: Editora Rovelle, 2011
  • Raio de Sol, Raio de Lua, Celso Sisto, São Paulo: Editora Prumo, 2011
  • A vida dos tubarões e raias, Otto Bismarck Fazzano Gadig e Bianca Encarnação, São Paulo: Global Editora, 2011
  • Ouviram do Ipiranga, Gustavo Duarte, São Paulo: Panda Books, 2011
  • Nós somos só filhos, Sulamy Katy, Rio de Janeiro: Zit Editora, 2010
  • Tekoa: conhecendo uma aldeia indígena, Olívio Jekupé, São Paulo: Global Editora, 2010
  • Ipaty: o curumim da selva, Ely Macuxi, São Paulo: Editora Paulinas, 2010
  • Pode ou não pode? (jovens/adultos), Anna Claudia Ramos, São Paulo, Editora DCL, 2010
  • Virando gente grande: rituais indígenas de passagem, Benedito Prezia, São Paulo: Editora Moderna, 2010
  • Pau-brasil, Luís Pimentel, São Paulo: Editora Moderna, 2010
  • Akpalô (História), Aline Correa, São Paulo: Editora do Brasil, 2010
  • Tempo de Caju, Socorro Acioli, Curitiba: Editora Positivo, 2010
  • A caveira rolante, a mulher lesma e outras histórias indígenas de assustar, Daniel Munduruku, São Paulo: Global Editora, 2010
  • Ópera Brasil de Embolada, Rodrigo Bittencourt, Rio de Janeiro: Pallas Editora, 2010
  • Contos folclóricos brasileiros, Marco Haurélio, São Paulo: Paulus Editora, 2010
  • O karaíba, Daniel Munduruku, São Paulo: Amarilys/Manole, 2009
  • O banquete dos deuses, Daniel Munduruku, São Paulo: Global Editora, 2009
  • Histórias da Índia, Eunice de Souza, São Paulo: Edições SM, 2009
  • Uma história da cultura afro-brasileira, Walter Fraga e Wlamyra R. de Albuquerque, São Paulo: Editora Moderna, 2009
  • Pigmeus, os defensores da floresta, Rogério Andrade Barbosa, São Paulo: Editora DCL, 2009
  • Gente, bicho, planta: o mundo me encanta, Ana Maria Machado, São Paulo: Global Editora, 2009
  • Histórias de terra, Marcia Kupstas, São Paulo: Editora Salesiana, 2009
  • Como se espevita essa bruxa Benedita, Lenice Gomes, São Paulo: Editora DCL, 2009
  • O Brasil de todos nós, vários autores e ilustradores, São Paulo: Editora DCL/Cargill, 2008
  • Pequeno catálogo literário de obras de autores indígenas, NEArIn (Núcleo de escritores e artistas indígenas) e INBRAPI (Instituto indígena brasileiro para propriedade intelectual), 2008
  • Odisseia olímpica, Marcos Abrúcio, São Paulo: Cortez Editora, 2008
  • Navios negreiros, Castro Alves e Heirinch Heine, São Paulo: Edições SM, 2008
  • Contos e lendas da mitologia celta, Christian Léourier, São Paulo: Martins Fontes Editora, 2008
  • Meu tataravô era africano, Georgina Martins e Teresa Silva Telles, São Paulo: Editora DCL, 2008
  • Catimbó, Cana Caiana, Xenhenhém, Ascenso Ferreira, São Paulo: Martins Fontes Editora, 2008
  • Outras tantas histórias indígenas de origem das coisas e do universo, Daniel Munduruku, São Paulo: Global Editora, 2008
  • Leréias, Valdomiro Silveira, São Paulo: Martins Fontes Editora, 2007
  • Projeto Acervo DCL, Sao Paulo: Editora DCL, 2007
  • Guias de Leitura DCL, Sao Paulo: Editora DCL, 2007
  • Maravilhas das mil e uma noites (4 volumes), Luiz Antônio Aguiar, São Paulo: Editora FTD, 2007
  • Brasil-folião, Fátima Miguez, São Paulo: Editora DCL, 2007
  • A Fazenda Distante, Pierre-Marie Beaude, São Paulo: Edições SM, 2007
  • A primeira estrela que vejo é a estrela do meu desejo e outras histórias indígenas de amor, Daniel Munduruku, São Paulo: Global Editora, 2007
  • Coleção Viver, Aprender/Educação de Jovens e Adultos e 2º segmento do ensino fundamental, Ação Educativa do Governo Brasileiro - São Paulo: Global Editora, 2007
  • A Infância de Mozart, Cláudio Galperin, São Paulo: Editora Ática, 2007
  • Educação de Jovens Adultos: Arte 5ª Série, São Paulo: IBEP, 2007
  • Curso Prático de Gramática, Ernani Terra, São Paulo: Editora Scipione, 2007
  • O Disco II - A Catástrofe do Planeta Ebulidor, João Carlos Marinho, São Paulo: Global Editora, 2007
  • Parece que foi ontem, Daniel Munduruku, São Paulo: Global Editora, 2006
  • Cascata de cuspe, João Carlos Marinho, São Paulo: Global Editora, 2006
  • As mil e uma noites, Ruth Rocha, Editora FTD, 2006
  • O Disco I - A Viagem, João Carlos Marinho, São Paulo: Global Editora, 2005
  • Na rota do perigo, Marcos Rey, São Paulo: Global Editora, 2005
  • Gato e sapato, Ana Muylaert, São Paulo: Global Editora, 2005
  • Enciclopédia de Wicca na cozinha, Scott Cunningham, São Paulo: Editora Gaia, 2004
  • Trabalhando com a linguagem, vários autores, São Paulo: Editora FTD, 2004
  • New compact, Wilson Liberato, São Paulo: Editora FTD, 2004
  • O destino de Perseu, Luís Galdino, São Paulo: Editora FTD, 2004
  • Contos de vista, Elisa Lucinda, São Paulo: Global Editora, 2004
  • 40 contribuições pessoais para a sustentabilidade humana, Genebaldo Freire Dias, São Paulo: Global Editora, 2004
  • Ler, escrever e fazer conta de cabeça, Bartolomeu Campos de Queirós, São Paulo: Global, 2004
  • Manual de Comunicação e Meio Ambiente, Vernet de Beltrand et col., São Paulo: Editora Peirópolis/Instituto Nacional de Educação do Brasil/World WildLife Fund, 2004
  • Material Pedagógico CIEJA (Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos) - SENAC/Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo, 2004 et 2003
  • O soldado e a trombeta, Olavo Bilac, São Paulo: Global Editora, 2003
  • Um sonho no caroço de abacate, Moacyr Scliar, São Paulo: Global Editora, 2003
  • Material pedagógico Educação profissional técnica da Fundação Bradesco, São Paulo, 2003
  • Viagem no Tempo, Luca Boal Silber, São Paulo: Global Editora, 2003
  • A travessia budista, Arthur Shaker, São Paulo: Editora Gryphus, 2003
  • Caminho da poesia/A lua no cinema, Paulo Leminski, São Paulo: Global Editora, 2003
  • Material Pedagógico Economia básica e sistema tributário nacional - Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo/Banco Interamericano de Desenvolvimento, 2002
  • Palmada já era, Maria Amélia Azevedo et Viviane Nogueira de Azevedo Guerra, São Paulo: Lacri USP – Universidade de São Paulo, 2002
  • Coleção Jovens Inteligentes com a contribuição de César Landucci, São Paulo: Global Editora, de 1997 a 2002 (aproximadamente 25 títulos)
  • Material Pedagógico Programa de cidadania jovem Banco na Escola - Oficina de Idéias/Ministério da Educação/UNICEF/Instituto Ayrton Senna, 2001/2002
  • O jogo secreto dos alquimistas, João Anzanello Carrascoza, São Paulo: Atual Editora, 2000
  • Relações Internacionais, cenários para o século XXI, Wagner Costa Ribeiro, São Paulo: Editora Scipione, 2000
  • A vida em pequenas doses, Elias José, São Paulo: Global Editora, 2000
  • Infância Roubada, Telma Guimarães et Júlio Emílio Braz, São Paulo: Editora FTD, 2000
  • À procura do encontro, Cristiane Baptista, São Paulo: Quinteto Editorial, 2000
  • Manifesto verde, Ignácio de Loyola Brandão, São Paulo: Global Editora, 1999
  • O gênio do crime, João Carlos Marinho, São Paulo: Global Editora, 1999
  • O mistério do chupa-cabras, Álvaro Cardoso Gomes, São Paulo: Editora FTD, 1999
  • Reinações de Narizinho no Reino das Águas Claras, Monteiro Lobato, São Paulo, Editora Brasiliense, 1998
  • Alemão, Ary Quintella, São Paulo: Global Editora, 1998
  • Detetive fora de série, José Louzeiro, São Paulo: Global Editora, 1998
  • A face e as máscaras, Fernando Vaz: São Paulo: Editora FTD, 1998
  • Na terra dos homens de duas caras, Sílvio Ferreira Leite, São Paulo: Editora FTD, 1997
  • Arca de Noé e outras histórias, Orígenes Lessa, São Paulo: Global Editora, 1997
  • As guerras entre Israel e os árabes, Jayme Brener, São Paulo: Editora Scipione, 1997
  • Os bigodes do palhaço, Wagner Costa, São Paulo: Quinteto Editorial, 1997
  • Perigos na noite escura, Álvaro Cardoso Gomes, São Paulo: Editora FTD, 1997
  • Coração Solitário, Maria Adelaide Amaral, São Paulo: Global Editora, 1996
  • Pesquisar e aprender, Ruth Rocha, São Paulo: Editora Scipione, 1996
  • Florestas: desmatamento e destruição, Maria Elisa M. Helene, São Paulo: Editora Scipione,1996
  • Gamação, Ferreira Gullar, São Paulo: Global Editora, 1996
  • Os dez anõezinhos da tia Verde Água, Lúcia Pimentel Góes, Rio de Janeiro: Vozes, 1994
  • Ladrões de Tênis, Álvaro Cardoso Gomes, São Paulo: Editora FTD, 1993
  • Abram a porta pro papai, Ilsa Lima Monteiro, São Paulo: Editora FTD, 1993
  • As leves asas do rinoceronte, Marco Túlio Costa, São Paulo: Editora FTD, 1992
  • CD Quinto, Marcelo Quintanilha, Casada Canção/Páginas do Mar, 2008
  • CD Melodias de papel, Leandro Bomfim, Bristol Myers-Squibb Brasil S. A., 2003
  • CD Coleção mais natural/sons de natureza, Azul Music Company, 2003
  • CD Coleção pequeninos/músicas para bebê com sons de natureza, Azul Music Company, 2003
  • CD Acoustic Lounge Cafe, Ulisses Rocha, Azul Music Company, 2002
  • CD Metamorfosicamente, Marcelo Quintanilha, Casada Canção/Páginas do Mar, 1995

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • 2017 Selo Distinção Prêmio Cátedra UNESCO de Leitura PUC-Rio, por Foi ele que escreveu a ventania, de Rosana Rios e Mauricio Negro
  • 2016 Seleção Leituraço_Secretaria de Estado de Minas Gerais, por Guaynê derrota a cobra grande: uma história indígena, de Tiago Hakiy
  • 2016 Prêmio AGES - Categoria Infantil, por Destrava-línguas e outros poemas, Christian David
  • 2014 Finalista Prêmio Jabuti, na Categoria Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil, por O amigo de Darwin: um jovem desenhista em Galápagos, de Rogério Andrade Barbosa
  • 2014 Finalista Prêmio Sylvia Orthof, Fundação Biblioteca Nacional, na Categoria Literatura Infantil, por O amigo de Darwin: um jovem desenhista em Galápagos, de Rogério Andrade Barbosa
  • 2013 Seleção Prêmio à ilustração latino-americana - UP (Argentina), Zanzibar, a ilha assombrada, de Rogério Andrade Barbosa
  • 2013 Prêmio Jabuti, na Categoria Infantil, por A ilha do crocodilo, contos e lendas do Timor-Leste, de Geraldo Costa
  • 2013 Finalista Prêmio Jabuti pela capa de Desde que o samba é samba, de Paulo Lins
  • 2012 The Merit Award_Hiii Illustration International Competition (Nanjing, China), por A tatuagem, reconto do povo Luo, de Rogério Andrade Barbosa
  • 2012 Prêmio Ilustração Editorial XX Salão Internacional de Desenho para Imprensa (Porto Alegre, RS) pela ilustração Polifonia.
  • 2012 Finalista 1ª Bienal Continental das Artes Indígenas Contemporâneas, Museu Nacional da Cultura Popular, (México, ME) por Jóty, o tamanduá (com Vângri Kaingáng)
  • 2009 Finalista 1st CJ Picture Book Festival, Sungkok Art Museum (Seul, Coreia do Sul), por A Palavra do Grande Chefe, de Mauricio Negro e Daniel Munduruku
  • 2010 Prêmio Jabuti, na categoria Didático e Paradidático, por Uma história da cultura afro-brasileira, de Walter Fraga e Wlamyra R. de Albuquerque
  • 2009 Finalista CJ Picture Book Festival (Coreia do Sul), por A palavra do grande chefe (com Daniel Munduruku)
  • 2008 Encouragement Prize 16th NOMA Concours for Picture Book Illustrations, Asia/Pacific Cultural Centre for UNESCO ACCU (Tóquio, Japão) por Outras tantas histórias indígenas de origem das coisas e do universo, de Daniel Munduruku
  • 2008, 2004 Seleção XVI Salão Internacional de Desenho para Imprensa (Porto Alegre, RS)
  • 2008 Cartaz finalista América se expressa desenhando, 3ª Encontro Latino-Americano de Design pelo Fórum de Escolas de Design (Palermo, Buenos Aires, Argentina)
  • 2007 Menção Honrosa Editorial XV Salão Internacional de Desenho para Imprensa (Porto Alegre, RS) por Quem não gosta de fruta é xarope, de Mauricio Negro
  • 2009, 2007 Finalista Bienal de Ilustração de Bratislava (República da Eslováquia) por A palavra do grande chefe (com Daniel Munduruku) e por Quem não gosta de fruta é xarope, de Mauricio Negro
  • 2006 Acervo Básico Jovem do Governo Brasileiro, na Categoria Edição Renovada, por O gênio do crime, de João Carlos Marinho
  • 2000 White Ravens: Special Mention, Biblioteca Internacional da Juventude (Munique, Alemanha), por Alemão, de Ary Quintella
  • 1999 Acervo Básico Jovem do Governo Brasileiro, por Mundo Cão, de Mauricio Negro
  • 2018, 2017, 2016, 2015, 2014, 2013, 2009, 2004, 2007, 2006, 2000, 1999, 1995 Certificado Altamente Recomendável - Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, por Foi ele que escreveu a ventania, de Rosana Rios; Briga das pastoras e outras histórias – Mário de Andrade e a busca do popular, organização: Ivan Marques; O Sonho de Borum, de Edson Krenak; O Fantasma da Alameda Santos, João Carlos Marinho; Destrava-línguas e outros poemas, de Christian David; Por fora bela viola, de Mauricio Negro; Zum Zum Zum, de Mauricio Negro; Balaio de gato, de Mauricio Negro; A ilha do crocodilo, contos e lendas do Timor-Leste, de Geraldo Costa; O dueto dos gatos (e outros duetos), de João Carlos Marinho; O amigo de Darwin: um jovem desenhista em Galápagos, de Rogério Andrade Barbosa; A menina, o coração e a casa, de María Teresa Andruetto; Navios negreiros, de Castro Alves e Heirinch Heine; Histórias da Índia, de Eunice de Souza; A primeira estrela que vejo é a estrela do meu desejo e outras histórias indígenas de amor, de Daniel Munduruku; Parece que foi ontem, de Daniel Munduruku; Divina Flor, de Marcos Santarrita; Bicho carpinteiro, de Roberto Athayde; O conde Fruteson, de João Carlos Marinho; Um sonho no caroço de abacate, de Moacyr Scliar; Guaynê derrota a cobra grande: uma história indígena, de Tiago Hakiy; Conchas e Búzios, de Manuel Rui; A montanha da água lilás: fábula para todas idades, de Pepetela.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sítio oficial da Sociedade dos Ilustradores do Brasil

https://blackbox.allyou.net/

http://www.fnlij.org.br/

http://bllij.catedra.puc-rio.br/index.php/selos/selo-2017/