Maureles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasão de Maureles
Igreja Santa Maria de Maureles
Rancho Folclórico de Santa Maria de Maureles

Maureles foi uma freguesia portuguesa do concelho de Marco de Canaveses, com 3,21 km² de área[1] e 460 habitantes (2011).[2] Densidade: 143,3 hab/km².

Foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2013,[3] sendo o seu território integrado na freguesia de Vila Boa de Quires e Maureles.

Origem[4][editar | editar código-fonte]

Santa Maria de Maureles, no limite do Concelho do Marco de Canaveses com o de Penafiel, foi durante grande parte da sua história um curato de Abragão, freguesia daquele Concelho. Aliás, o primeiro documento referente a esta povoação, em 1542, aponta exactamente "Samta ,Maria de Meireles (..) he capela de Sam Pedro de Abreguão. " Estranha-se o facto de Maureles ter aparecido tão tardiamente na documentação oficial, e com uma grafia tão diferente. Mas também é verdade que o simples topónimo figura já no século XIII: ..termino de bene vivil in loco qui dicitur maioreliis" - (Inquirições de 1220) e "Maioreles (Inquirições de 1258).

Símbolo Maureles FC

Debruçada com suavidade sobre o rio Tâmega, olha graciosamente para leste. É muito fértil, produzindo em abundância todos os géneros próprios destas regiões.Esta fertilidade das terras de Maureles terá incentivado o povoamento inicial da localidade. E a prova está no surgimento, há alguns anos, de restos de estruturas de granito e uma grande quantidade de "tegulae" romanos. Aconteceu aquando do alargamento do caminho municipal que liga Abragão a Maureles e apontou para a época romana, pelo menos, o início do povoamento desta Freguesia.

Ao longo dos séculos, Maureles esteve sempre anexa a outras Freguesias. Apenas em 1936 logrou obter a ansiada autonomia administrativa e religiosa. Pertenceu ao Concelho do Porto Carreiro, a Penafiel e finalmente ao Marco de Canaveses. Pertenceu também, durante muito tempo, a Vila Boa de Quires e a Abragão. Isto, em termos religiosos. O seu primeiro Pároco, há mais de sessenta anos atrás, foi Belmiro Azevedo Matos, que restaurou a Igreja e construiu a Igreja Paroquial.

A beleza natural da Freguesia é um dos bons cartões de visita. Uma beleza que é sublinhada por numerosos moinhos ao longo do ribeiro de São Paio (nasce em Buriz e desagua em Chão da Mó) e também no rio Tâmega.

Escolas[editar | editar código-fonte]

Portugal Maureles 
  Freguesia portuguesa extinta  
Maureles está localizado em: Portugal Continental
Maureles
Localização de Maureles em Portugal Continental
Coordenadas 41° 10' 37" N 8° 11' 32" O
Concelho primitivo Marco de Canaveses
Concelho (s) atual (is) Marco de Canaveses
Freguesia (s) atual (is) Vila Boa de Quires e Maureles
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 3,21 km²
População (2011)
 - Total 460
    • Densidade 143,3 hab./km²
Gentílico Maurelense
Orago Santa Maria (Nossa Senhora da Assunção)

EB 1 / JI do Cabo Maureles.

Coletividades[editar | editar código-fonte]

- Maureles FC;

- Rancho Folclórico de Santa Maria de Maureles.

Património e Infraestruturas[editar | editar código-fonte]

Igreja de Santa Maria de Maureles;

Cruzeiro;

Casa da Cultura Popular de Maureles;

Junta de Freguesia de Maureles;

Campo de futebol do Maureles FC.

Festas e Romarias[editar | editar código-fonte]

Festival de Folclore - 1º sábado de Agosto;

Festa em Honra de Nossa Senhora da Assunção - 15 de Agosto.

Gastronomia e Artesanato[editar | editar código-fonte]

No que à gastronomia diz respeito, merece salutar destaque o arroz de forno com anho assado e o vinho verde. Por sua vez, no artesanato, tem particular notoriedade as tranças para chapéus e os teares de linho.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Maureles [5]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
376 394 399 389 390 389 438 527 469 471 443 418 450 402 460
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 99 69 190 44 24,6% 17,2% 47,3% 10,9%
2011 118 57 233 52 25,7% 12,4% 50,7% 11,3%

Referências

  1. IGP (2012). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2012.1» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1. Instituto Geográfico Português. Consultado em 30 de julho de 2013. Cópia arquivada em 9 de novembro de 2013 
  2. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_NORTE". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2014 
  3. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  4. «Assembleia Municipal do Marco de Canaveses». Assembleia Municipal do Marco de Canaveses. Consultado em 1 de julho de 2019 
  5. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.