Maurice Michael Otunga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maurice Michael Otunga
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Nairobi
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Nairobi
Nomeação 24 de outubro de 1971
Predecessor Dom John Joseph McCarthy
Sucessor Dom Raphael S. Ndingi Mwana a'Nzeki
Mandato 19711997
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 3 de outubro de 1950
por Dom Pietro Fumasoni Biondi
Nomeação episcopal 17 de novembro de 1956
Ordenação episcopal 25 de fevereiro de 1957
por Dom James Robert Knox
Nomeado arcebispo 15 de novembro de 1969
Cardinalato
Criação 5 de março de 1973
por Papa Paulo VI
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Gregório Barbarigo na Tre Fontane
Lema Per Ipsum et cum Ipso et in Ipso
Dados pessoais
Nascimento Chebukwa
31 de janeiro de 1923
Morte Nairobi
6 de setembro de 2003 (80 anos)
Nacionalidade queniano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Maurice Michael Otunga (nascido em 31 de janeiro de 1923 em Chebukwa , Quênia , 6 de setembro de 2003 em Nairobi ) foi Arcebispo de Nairobi .

Vida[editar | editar código-fonte]

Maurice Michael Otunga, filho de um chefe tribal, converteu-se ao catolicismo em 1935 . Estudou no seminário de Kampala e em Roma, os temas da teologia e filosofia católicas e recebeu em 3 de outubro de 1950 o sacramento da Ordem . Depois de mais estudos, ele foi professor de teologia em 1953 no seminário de Kakamega . A partir de 1956, trabalhou na administração diocesana.

Em 17 de novembro de 1956, o Papa Pio XII nomeou-o . a Bishop titular de Tacapae e Bishop auxiliar em Kisumu . A ordenação episcopal doado a ele em 25 de fevereiro de 1957 James Robert Knox , delegado apostólico na África Oriental Britânica ; Os co- consagradores foram John Joseph McCarthy , arcebispo de Nairobi , e Frederick Hall , bispo de Kisumu .

Em 1960, Maurice Michael Otunga tornou-se bispo de Kisii . Ele participou nos anos 1962 a 1965 no Concílio Vaticano II e 1964 bispo militar no Quênia . Em 1969, o papa Paulo VI o nomeou . o Arcebispo titular de Polymartium e Koadjutorerzbischof com direito de sucessão para a Arquidiocese Católica Romana de Nairobi, cuja liderança Maurice Michael Otunga assumiu no 1971 Em 1973, o papa Paulo VI o levou. como padre cardeal com a igreja titular de San Gregorio Barbarigo todos Tre Fontane no Colégio dos Cardeaisdiante. Otunga dirigiu a Conferência Episcopal do Quênia durante muitos anos e foi membro do Comitê Permanente do Conselho das Conferências Episcopais Africana e Malgaxe SECEAM . Em 1994, por razões de idade, ele renunciou ao cargo de diretor da Arquidiocese de Nairobi e mudou-se para uma casa de repouso, onde trabalhou como pastor .

Maurice Michael Otunga faleceu em 6 de setembro de 2003 em Nairobi. Ele foi o primeiro cardeal do Quênia na história. Em 2009, o processo de beatificação foi iniciado por ele.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Margaret A. Ogola, Margaret Roche: Cardeal Otunga. Um dom da graça. Nairobi 1999.

Referências[editar | editar código-fonte]