Max Wertheimer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Max Wertheimer
Nome nativo Max Wertheimer
Nascimento 15 de abril de 1880
Praga
Morte 12 de outubro de 1943 (63 anos)
New Rochelle
Cidadania Áustria-Hungria, República de Weimar, Estados Unidos
Alma mater Universidade Carolina
Ocupação psicólogo, professor universitário
Empregador Universidade de Frankfurt, Universidade Humboldt de Berlim

Max Wertheimer (Praga, 15 de abril de 1880New Rochelle, 12 de outubro de 1943) foi um psicólogo checo, um dos fundadores da Teoria da Gestalt juntamente com Kurt Koffka e Wolfgang Köhler.

Nascido numa família judaica germanófona, durante sua juventude pensava em seguir carreira como músico; estudou violino, composição de música de câmara e sinfônica.

Em 1900, começou estudar na Universidade de Praga. Um ano após, mudou de curso, passando a estudar psicologia na Universidade de Berlin, sob a tutela de Carl Stumpf. Em 1904, recebeu seu doutorado na Universidade de Würzburg. Esta tese trata de um detector de mentiras empregando o método de associação de palavras.

Em 1910 interessou-se pela percepção do movimento. Com a ajuda de um estroboscopio descobre que, iluminando duas linhas por um breve período de tempo, tem-se a sensação de ver só uma. A este fenômeno chamou de fenômeno phi.

Em 1933 imigrou para os Estados Unidos para fugir da perseguição Nazi. Trabalhou como professor em Nova York, onde passou os últimos anos de vida. Sua obra só foi descoberta postumamente, em 1945.

Wertheimer foi um critico do sistema educacional de sua época, baseado na lógica tradicional e na associação de ideias.

Para ele, a verdade consiste em determinar a estrutura total de experiência e não em captá-la por sensações e percepções singulares associadas.