Maximiliano II da Baviera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maximiliano II
Rei da Baviera, Duque da Francônia
Duque na Suábia e Conde Palatino do Reno
Rei da Baviera
Reinado 20 de março de 1848
a 10 de março de 1864
Antecessor(a) Luís I
Sucessor(a) Luís II
 
Esposa Maria da Prússia
Descendência Luís II da Baviera
Oto da Baviera
Casa Wittelsbach
Nome completo Maximiliano José
Nascimento 28 de novembro de 1811
  Munique, Baviera
Morte 10 de março de 1864 (52 anos)
  Munique, Baviera
Enterro Theatinerkirche, Munique, Alemanha
Pai Luís I da Baviera
Mãe Teresa de Saxe-Hildburghausen

Maximiliano II (Munique, 28 de novembro de 1811 – Munique, 10 de março de 1864) foi o Rei da Baviera de 1848 até sua morte. Era o filho mais velho do rei Luís I e sua esposa Teresa de Saxe-Hildburghausen, ascendendo ao torno depois da abdicação do pai.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maximiliano era primogênito do rei Luís I da Baviera e da sua esposa, a duquesa Teresa de Saxe-Hildburghausen. Era primo de primeiro grau da imperatriz Amélia do Brasil. Em resultado do casamento de seus pais em 1810, foi criado para as celebrações o evento conhecido como Oktoberfest, celebrado por vários lugares do mundo.[1]

Depois de concluir seus estudos em Gotinga e Berlim e de uma grand tour pela Alemanha, Itália e Grécia, ele foi apresentado por seu pai ao Conselho de Estado da Baviera em 1836. Desde o início, ele demonstrou grande interesse nos estudos, declarando em uma ocasião que, se não tivesse nascido em uma família real, sua escolha de vida teria sido a da carreira de um professor. Desde então, no Castelo de Hohenschwangau, perto de Füssen, que ele reconstruiu com excelente gosto, cercou-se da companhia de artistas e intelectuais e sacrificou grande parte de seu tempo a estudos científicos e históricos.

Reinado[editar | editar código-fonte]

Quando seu pai, Luís I, abdicou em 20 de março de 1848, Maximiliano ascendeu ao trono. Sua escolha de ministros prometeu um reino liberal.

O período difícil das Revoluções de 1848 na Europa, no entanto, atrasou muitos de seus planos. Ele se opôs fortemente aos planos sindicalistas do Parlamento de Frankfurt, recusou-se a reconhecer a constituição imperial imposta por ele e apoiou a Áustria a restabelecer o governo federal e realizar uma federalização em Hesse e Holstein. Embora, a partir de 1850, seu governo tenha tendido ao absolutismo, amplamente apoiado pelo clero conservador e pelos dos ultramontanos, convidou vários intelectuais (por exemplo, Geibel, Liebig e Sybel) para Munique, independentemente de suas opiniões religiosas. Em 1859, ele demitiu o ministro reacionário de Ludwig Karl Heinrich von der Pfordten, e apoiou os desejos de seu povo por um governo constitucional moderado.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Maximiliano foi descrito como um homem com qualidades pessoais e intelectuais absolutamente amáveis,[nota 1] mas como rei ele não estava muito presente nos assuntos do estado, pois era frequentemente prejudicado por doenças que o obrigavam a longos períodos no exterior para apoiar tratamentos. Sua esposa, Maria da Prússia, era filha do príncipe Guilherme da Prússia, com quem se casou em 1842. O casal teve dois filhos, Luís II da Baviera e Oto da Baviera.

Notas

  1. Hans Christian Andersen visitou o "Rei Max" (como ele o chamava) no seu castelo em Starnberg e o descreveu como um homem jovem e amável. O rei, que havia lido a maioria de suas histórias, confidenciou-lhe que ficara fortemente impressionado com O Improvisador, O bazar de um poeta, A Pequena Sereia e O Jardim do Paraíso. Durante a visita, Andersen também leu O Patinho Feio.[2]

Referências

  1. «Oktoberfestbier». German Beer Institute. Consultado em 16 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 20 de outubro de 2013 
  2. Hans Christian Andersen (1996). Mit Livs Eventyr. II. Dinamarca: Gyldendal (publicado em 1855). ISBN 87-00-24708-1 
Maximiliano II da Baviera
Casa de Wittelsbach
28 de novembro de 1811 – 10 de março de 1864
Precedido por
Luís I
Coat of Arms of the Kingdom of Bavaria 1835-1918.svg
Rei da Baviera
20 de março de 1848 – 10 de março de 1864
Sucedido por
Luís II