Maymand

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pix.gif Paisagem Cultural de Maymand *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Maymand village.jpg
Vila de Maymand
País  Irão
Tipo Cultural
Critérios v
Referência 1423
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 30° 10′ 05″ N, 55° 22′ 32″ L
Histórico de inscrição
Inscrição 2015  (39ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Maymand, Meymand ou Maimand (em persa: ميمند, é uma cidade no Condado de Shahr-e Babak, Província de Kerman, Irã. No censo de 2006 tinha uma população de 673, com 181 famílias.

História[editar | editar código-fonte]

Maymand é uma cidade muito antiga, acredita-se que serve de lar para humanos desde 12.000 anos atrás. Muitos dos residentes vivem no meio das rochas, algumas habitadas por mais de 3.000 anos. Esculturas na rocha são datadas de cerca de 10.000 anos, com alguns depósitos contendo fragmentos de cerâmica com 6.000 anos de idade, sendo este um dos assentamentos mais antigos do mundo todo.

A origem destas estruturas tem duas teorias distintas:[1] De acordo com a primeira, esta cidade foi construída por um grupo de Arianos cerca de 800 a 700 a.C., ao mesmo tempo da Era Meda. É possível que as estruturas do penhasco de Maymand foram construídas com propósitos religiosos. Adoradores de Mithras acreditavam que o sol era invencível e isto os fazia crer que as montanhas eram sagradas. Por isso os carpinteiros de pedra e arquitetos de Maymand seguiam estas crenças na construção de suas habitações.

A segunda teoria da cidade data entre o segundo e terceiro século antes de Cristo. Durante a Era Arsácida, diferentes tribos do sul de Kerman migraram em diferentes direções. Estas tribos encontraram ótimos lugares para viverem e se estabeleceram naquelas áreas construindo seus abrigos que com o tempo foram se desenvolvendo nas habitações existentes. A existência de um local conhecido como fortaleza de Maymand, próxima à cidade, onde foram encontrados mais de 150 ossários do Período Sassânida foram encontrados, reforça esta teoria.

As condições de vida em Maymand são duras devido a aridez da terra e às altas temperaturas no verão e muito frias no inverno. O idioma local contém muitas palavras do antigo pálavi[2]

UNESCO[editar | editar código-fonte]

A UNESCO inscreveu Maymand como Patrimônio Mundial por "ser exemplo de um sistema que parece estar muito ligado ao passado com o movimento tanto das pessoas quanto dos animais"[3][4]

Em 2005, Maymand recebeu US$20,000 da UNESCO, através do Prêmio Melina Mercouri, pela capacidade de preservação das paisagens culturais[5]

Referências

  1. Siamak Hashemi, 2013, The Magnificence of Civilization in Depths of Ground (A Review of Underground Structures in Iran – Past to Present), Shadrang Printing and Publishing Co., Tehran.
  2. میمنـــد
  3. Maymand. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês ; em espanhol. Páginas visitadas em 13/09/2015.
  4. http://whc.unesco.org/en/news/1314/
  5. http://whc.unesco.org/en/activities/511

Ligações externas[editar | editar código-fonte]