Maze Runner: Correr ou Morrer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela sequência do filme, veja Maze Runner: The Scorch Trials.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo primeiro livro da série escrita por James Dashner, veja Maze Runner: Correr ou Morrer (Livro).
The Maze Runner
Maze Runner: Correr ou Morrer (PT/BR)
Pôster oficial.
 Estados Unidos
2014 •  cor •  125 min 
Direção Wes Ball
Produção Ellen Goldsmith-Vein
Marty Bowen
Wyck Godfrey
Lee Stollman
Roteiro Noah Oppenheim
Baseado em Maze Runner: Correr ou Morrer
(o primeiro livro da série Maze Runner, escrito em 2009 por James Dashner)
Elenco Dylan O'Brien
Ki Hong Lee
Thomas Sangster
Kaya Scodelario
Blake Cooper
Will Poulter
Aml Ameen
Gênero Ação
Ficção científica
Mistério
Música John Paesano
Cinematografia Enrique Chediak
Edição Dan Zimmerman
Companhia(s) produtora(s) Temple Hill Entertainment
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento BrasilPortugal18 de setembro de 2014
Estados Unidos 19 de setembro de 2014
Idioma Inglês
Orçamento US$ 34 milhões[1]
Receita US$ 348,319,861[1]
Cronologia
Maze Runner: The Scorch Trials
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Maze Runner (no Brasil e em Portugal, Maze Runner: Correr ou Morrer) é uma adaptação americana de ação, ficção científica e mistério, baseada no primeiro livro da série escrita por James Dashner. Com direção de Wes Ball e roteiro de Noah Oppenheim, o elenco tem como destaque Dylan O'Brien, Ki Hong Lee, Thomas Sangster, Kaya Scodelario, Blake Cooper, Will Poulter e Aml Ameen.[2]

O filme estreou nos Estados Unidos em 19 de setembro de 2014. No Brasil e em Portugal, o lançamento ocorreu no dia 18 de setembro de 2014.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme mostra um jovem (Dylan O'Brien), que vai parar em um lugar desconhecido e sem memória que o leva até um labirinto gigante quase impossível de escapar.

Produção[editar | editar código-fonte]

Quando o primeiro livro da série The Maze Runner saiu, o autor James Dashner logo vendeu os direitos à 20th Century Fox, que se pronunciou imediatamente. Eles já tinham um diretor e roteiro, mas optaram por ter uma direção diferente. Assim, por cerca de um ano, ficou parado um pouco, até que finalmente decidiram escolher um novo diretor, eles escolheram Wes Ball.

Wes Ball só entrou em cena quando ele lançou seu curta-metragem Ruin, animação computadorizada em 3D que rapidamente se tornou uma sensação na internet e foi apresentado em Hollywood para a 20th Century Fox, que adotou Ruin para um longa-metragem, bem como a contratação de Ball para o filme 'Maze Runner'.[4]

O autor James Dashner afirmou em entrevista: "Eles poderiam ter feito tudo isso sem mim. Fui realmente abençoado por Wes [Ball], Wyck [Godfrey] e todo o povo da Fox que tomou a decisão de ter me envolvido desde o início. Então, eles pediram minha opinião, eu ajudei um pouco com o script. Wes entrou em contato comigo várias vezes com perguntas. Isso realmente significou muito para mim, quão envolvido eles queriam que eu estivesse."[5]

O desenhista Ken Barthelmey foi quem projetou os monstros chamados Grievers para o filme, entre outras coisas. Ele falou em entrevista sobre os trabalhos: "Depois que terminei o projeto Griever, o diretor Wes Ball perguntou se eu queria estar em outros projetos. A partir de então, eu também trabalhei em algumas partes importantes do labirinto, adereços, etc. Eu tenho trabalhado em quase tudo a cerca de oito meses. Eu tive uma pequena conversa com o autor James Dashner. Ele adorava o desenho Griever e disse que era a perfeita transmissão do livro para a tela grande. Isso significou muito para mim.[6] .[7]

Feita por John Paesano, a trilha sonora é composta por 21 faixas e foi lançado em 01 de setembro de 2014.

O Labirinto e a Clareira[editar | editar código-fonte]

Ball começou desenhando sua própria renderização do labirinto completo.

Um trecho da entrevista com Wes Ball: "James o descreve basicamente como um monte de caixas dispostas como um quadrado". "Eu tive essa ideia que achei muito legal, com o labirinto parecendo um relógio." (Ball é intensamente modesto quando se trata de suas proezas e atividades artísticas de conseguir visualizar, reproduzir e criar mundos inteiros, sendo que este seu desenho serviu como base para criar uma pequena maquete real do labirinto, que é utilizada no filme como um dos instrumentos dos garotos para mapear o misterioso local)

E apesar do orçamento limitado, o diretor abraçou a missão de elaborar um labirinto o mais real possível. "Eu queria faze-lo de forma crível, sem parecer algo mágico," diz. "Este não é como o labirinto de Harry Potter, tentamos cria-lo com o máximo de realismo possível."

Ele diz então que começou com a altura das paredes. "No livro consta que elas tem aproximadamente 120 metros de altura. Quando comecei a fazer minhas previsões eu poderia projetar paredes deste tamanho, mas o que eu pensei foi... se elas tivessem 120 metros, não seria possível coloca-las nos quadros da filmagem, e isso não seria uma experiência visualmente interessante," diz ele. "Acabamos ficando na zona dos 30/40 metros, e isso já pareceu grande o suficiente para você se sentir como se estivesse numa prisão, mas não tão grande para fazer com que durante o filme você só veja concreto." Segundo ele, o labirinto torna-se mais ameaçador e imponente sem que as paredes atinjam uma altura excessiva.

Talvez o acontecido mais inovador sobre a filmagem de Wes Ball é o fato de ele optar pelo máximo de autenticidade possível. Claro, o filme depende de muitos efeitos visuais e tem algumas cenas gravadas em tela verde, mas a clareira é um campo verdadeiro construído na cidade de Baton Rouge em Los Angeles, onde também construíram cabanas e jardins para recriar o mundo em que os garotos vivem no livro. Ball também encontrou uma fundação de hotel demolido onde a equipe de produção montou um labirinto improvisado e pequenos marcações para que eles pudessem filmar em luz solar real e no concreto verdadeiro. E onde eles não tiveram capacidade de recriar uma pequena seção do labirinto, Ball chegou a experimentar novos ângulos de câmera e fez algumas das sequências de ação mais elaboradas do filme, abordando novos pontos de visão como se os jovens estivessem correndo em torno de um número infinito de diferentes cantos do labirinto.[8]

Escolha do Personagem Principal[editar | editar código-fonte]

O diretor Wes Ball falou sobre a escolha para papel de Thomas: "No início, eu não achei que ele (Dylan O'Brien) seria o cara para mim. Eu tinha uma ideia muito diferente na minha cabeça do que Thomas ia ser. Ele ia ser esse garoto vulnerável que aparece neste lugar, que está emocionalmente fraco e com medo. No final do filme, ele se torna este homem corajoso, ou pelo menos, jovem. Eu sabia que o Dylan poderia ser um personagem muito forte e envolvente, mas ele poderia ser essa pessoa vulnerável? Será que ele chegaria até lá? Felizmente, ele conseguiu. Ele tem a variação e é um ator incrível – deixando de lado o fato de que todas as meninas o amam porque ele é um cara muito bonito. Ele é um ator muito bom e é incrivelmente humilde. Ele trabalha mais do que ninguém. Você não poderia pedir nada melhor do que isso e nós realmente tiramos a sorte grande com Dylan, porque nós estávamos procurando tudo isso para o nosso Thomas. Ele tem aquela coisa que você só quer assistir. E isso é o que é necessário, porque a história é realmente contada através de seus olhos."[9]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

A filmagem principal começou em Baton Rouge, Louisiana, em 13 de maio de 2013[10] e terminou oficialmente em 12 de julho de 2013.[11]

Término da Produção[editar | editar código-fonte]

O filme foi concluído em junho de 2014.

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Foi lançado onze cartazes dos personagens do filme em julho de 2013. A partir de janeiro de 2014, o diretor Wes Ball começou a liberar uma imagem do filme à cada semana, levando até a trailer oficial em 17 de março de 2014.[12]

Uma campanha de marketing viral começou em 16 de abril de 2014, no site da WCKD chamado "wckdisgood.com". [13]

Em 26 de junho 2014, Dylan O'Brien twittou que o primeiro livro da série seria relançado com uma nova capa, baseado no cartaz do filme.[14]

Foi revelado na página oficial do filme no Facebook, que um segundo trailer seria lançado em 29 de julho de 2014, o que promoveu ainda mais o lançamento do longa.[15]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Salas de cinema[editar | editar código-fonte]

Em 05 de outubro de 2013 o filme foi adiado.[16] Previsto então para ser lançado em 14 de fevereiro de 2014, mas a IMAX só lançou o filme em 19 de setembro, nos Estados Unidos.[17]

No Brasil e em Portugal o lançamento ocorreu no dia 18 de setembro de 2014.[18]

DVD & Blu-ray[editar | editar código-fonte]

The Maze Runner foi lançado em Região 1 como DVD e pacote combo Blu-ray, no dia 16 de dezembro de 2014. O pacote combo inclui duas horas de bônus e extras, bem como uma história em quadrinhos exclusiva.[19]

O lançamento no Brasil foi no dia 14 de janeiro de 2015.[20]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheterias[editar | editar código-fonte]

O filme foi um dos mais rentáveis ​​de 2014, ganhando em torno de 10 vezes mais do que foi gasto em seu orçamento de produção (S$ 34.000.000,00 / R$ 97.937.002,66). No total ele arrecadou:[21]

  • América do Norte - US$ 102.427.864,00 / R$ 295.043.470,26.
  • Exterior - US$ 238.322.784,00 / R$ 686.488.797,95.
  • Total - US$ 340.750.656,00 / R$ 981.532.291,26.

América do Norte[editar | editar código-fonte]

Na América do Norte, The Maze Runner é o filme de ficção científica com a décima maior bilheteria entre os filmes baseados em livros e a vigésima primeira maior bilheteria de uma adaptação de livros para jovens adultos. Antes de seu lançamento nos Estados Unidos e Canadá, analistas previram que o filme seria um sucesso de bilheteria, citando marketing eficaz, boa publicidade boca-a-boca e uma data de lançamento sólido. Relatórios preliminares previam que o filme iria abrir com lucros de mais de US$ 30.000.000,00 - US$ 32.000.00,00 na América do Norte.[22][23][24][25] De acordo com o website de venda de ingresso "Fandango", The Maze Runner foi responsável por mais de 50% dos primeiros bilhetes de vendas.[26] O filme foi lançado em 19 de setembro, nos Estados Unidos e no Canadá em 3.604 locais e mais de 350 IMAX teatros, ganhando US$ 11.250.000,00 no dia da abertura.[27][28]

Exterior[editar | editar código-fonte]

O filme estreou em cinco mercados estrangeiros, uma semana antes do lançamento norte-americano e ganhou US$ 8,3 milhões.[29] Teve um sucesso semelhante no exterior durante sua semana de estreia, ganhando 38 milhões de dólares em 51 mercados. Ele liderou as bilheterias em 50 países (47 mercados).[30] Na Coreia do Sul arrecadou 5,5 milhões de dólares, que é mais elevado do que as aberturas de The Hunger Games e Divergent. No Reino Unido, estreou em segundo com 3,4 milhões de dólares, ficando somente atrás de Gone Girl. Foi inaugurado na China com 14,5 milhões de dólares, onde também ficou em segundo, seguido de Teenage Mutant Ninja Turtles (26,5 milhões de dólares).[31]

Outras aberturas em alta incluem a Rússia (5,5 milhões de dólares), França (5,2 milhões de dólares), Austrália (3,3 milhões de dólares), México (2,6 milhões de dólares), Taiwan (2,2 milhões de dólares) e Brasil (2 milhões de dólares). O filme passou as marcas de 200 milhões de dólares internacionalmente em seu oitavo fim de semana, 51 dias após seu lançamento.

Na Malásia, se tornou o terceiro com maior bilheteria de todos os tempos pela 20th Century Fox, ficando atrás de Avatar e X-Men: Days of Future Past.

No Japão, está previsto para ser lançado em maio de 2015, o que vai aumentar sua receita ainda mais.[32]

Críticas[editar | editar código-fonte]

The Maze Runner foi muito bem recebido pela crítica especializada, particularmente elogiando a atuação, a premissa intrigante e o tom refrescantemente sombrio, considerando-o até a melhor adaptação dos livros distópicos para jovens adultos, enquanto outros criticaram o roteiro. Com base de 32 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 56% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 7.2, usada para avaliar a recepção do público.[33] O site Rotten Tomatoes deu 63% de aprovação para o filme. O consenso diz: "Com forte atuação, uma premissa sólida e uma abordagem refrescante e escura para seu cenário distópico, The Maze Runner destaca-se do campo cheio de aventuras de ficção científica de YA."[34]

Sequência[editar | editar código-fonte]

Em 11 de outubro de 2013, foi relatado que a 20th Century Fox adquiriu os direitos de The Scorch Trials, o segundo livro da série. O roteiro será escrito por T.S. Nowlin, com supervisão do diretor Wes Ball.[35]

Em 17 de setembro de 2015, Maze Runner: The Scorch Trials será lançado no Brasil e em Portugal. Já nos Estados Unidos, tem estreia prevista para 18 de setembro de 2015.[36]

Referências

  1. a b «The Maze Runner» (em inglês). Box Office Mojo 
  2. «The Maze Runner News» (em inglês). TheArtofKen. Consultado em 1 de outubro de 2014 
  3. «'Teen Wolf' star Dylan O'Brien to star in 'The Maze Runner' movie». IMDb 
  4. «[CURIOSIDADE] CONHEÇA O DIRETOR DA FRANQUIA: WES BALL». TMRBR. 27 de julho de 2014  Parâmetro desconhecido |data de acesso= ignorado (ajuda)
  5. «ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JAMES DASHNER – PAGE TO PREMIERE». TMRBR. 28 de julho de 2014  Parâmetro desconhecido |data de acesso= ignorado (ajuda)
  6. «Luxembourg Monster Desiger Ken Barthelmey "The Maze Runner" is the absolute jackpot». wort.lu. 4 de novembro de 2014 
  7. «Ken Barthelmey - Gallery: The Maze Runner» (em inglês). KEN BARTHELMEY. Consultado em 29 de julho de 2014 
  8. «UAU! ENTENDA COMO FUNCIONA O LABIRINTO DE "MAZE RUNNER: CORRER OU MORRER"». Sagas Brasil. 18 de dezembro de 2014  Parâmetro desconhecido |data de acesso= ignorado (ajuda)
  9. «Wes Ball diz que acertou em cheio com Dylan O'Brien». Dylan O'Brien Brasil. 24 de dezembro de 2014  Parâmetro desconhecido |data de acesso= ignorado (ajuda)
  10. «Maze Runner Movie Set». jamesdashner.com. Consultado em 12 de setembro de 2014 
  11. «The Maze Runner Movie Release Date, News, and Updates: 2 New Clips Released in Anticipation of The Premiere». hallels.com. Consultado em 12 de setembro de 2014 
  12. Zalben, Alex (17 de março de 2014). «'The Maze Runner': Watch The Full Trailer Now». mtv.com. Consultado em 19 de março de 2014 
  13. «Thomas» (em inglês). WCKD. Consultado em 29 de julho de 2014 
  14. «Congratulations @jamesdashner on the new book cover! Thank you for creating this story brother». @dylanobrien. Consultado em 13 de setembro de 2014 
  15. «The Maze Runner». Omelete. Consultado em 29 de julho de 2014 
  16. «Fault in Our Stars Gets Release Date, Maze Runner Pushed Back» (em inglês). COMINGSOOM.NET / EDWARD DOUGLAS. Consultado em 29 de julho de 2014 
  17. Vlessing, Etan (26 de agosto de 2014). «Imax to Release Fox's 'The Maze Runner'». hollywoodreporter.com. Consultado em 27 de agosto de 2014 
  18. «'Teen Wolf' star Dylan O'Brien to star in 'The Maze Runner' movie». IMDb 
  19. «'The Maze Runner' on home media». twitter.com. 28 de outubro de 2014. Consultado em 28 de outubro de 2014 
  20. «INFORMAÇÕES SOBRE DVD DE MAZE RUNNER». The Maze Runner Brasil. 15 de janeiro de 2015. Consultado em 28 de outubro de 2014 
  21. The Maze Runner (em inglês) no Box Office Mojo
  22. Anita Busch (20 de setembro de 2014). «Box Office Friday: 'Maze Runner' Over $30M; Liam's Leisurely 'Walk' To $14M; 'Where I Leave You' Stays Put At No. 3». Deadline.com. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  23. Scott Mendelson (20 de setembro de 2014). «Box Office: 'Maze Runner' Sprints To $11.25M Friday, $30M+ Weekend». Forbes. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  24. Maane Khatchatourin (20 de setembro de 2014). «Box Office: 'Maze Runner' Outpaces Liam Neeson on Way to $31 Million Debut». Variety. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  25. Ray Subers (20 de setembro de 2014). «Friday Report: 'Maze Runner' Quick Out of the Gate». Box Office Mojo. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  26. Dorothy Pomerantz (19 de setembro de 2014). «Does 'The Maze Runner' Mark The Beginning Of The End Of The YA Movie Craze?». Forbes. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  27. Brent Lang (17 de setembro de 2014). «Box Office: 'Maze Runner' Will Outrace 'Walk Among the Tombstones'». Variety. Consultado em 19 de setembro de 2014 
  28. Anita Busch (18 de setembro de 2014). «Box Office Preview: 'Maze Runner' To Put 'Tombstones' In Ground; 'This Is Where I Leave You' Debuts». Deadline.com. Consultado em 19 de setembro de 2014 
  29. Lang, Brent (15 de setembro de 2014). «'Maze Runner' Off to Fast Start at Foreign Box Office». Variety.com. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  30. Nancy Tartaglione (21 de setembro de 2014). «'Maze Runner' Adds $38M Internationally With No. 1s In 50 Countries; 'Apes' Crosses $100M In China». Deadline.com. Consultado em 22 de setembro de 2014 
  31. Nancy Tartaglione (2 de novembro de 2014). «'Turtles', 'Maze Runner' Top Int'l Box Office Ahead Of 'Interstellar' Start: FINAL». Deadline.com. Consultado em 3 de novembro de 2014 
  32. Nancy Tartaglione (26 de outubro de 2014). «Int'l Box Office: 'Annabelle' Still A Doll With $26.5M Frame; 'Fury' Wages $11.2M; 'Lucy' Outmuscles 'Hercules' In China; 'Guardians' Warps To #3 On 2014 Global Hit List; More». Deadline.com. Consultado em 27 de outubro de 2014 
  33. «The Maze Runner» (em inglês). Metacritic. Consultado em 1 de outubro de 2014 
  34. «Maze Runner» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 11 de novembro de 2014 
  35. Chitwood, Adam (11 de outubro de 2013). «Fox Hires Writer to Start Work on MAZE RUNNER Sequel THE SCORCH TRIALS». Collider. Consultado em 11 de outubro de 2013 
  36. «'Maze Runner' lidera bilheterias em 50 países e confirma sequência». Revista Veja. 22 de setembro de 2014  Parâmetro desconhecido |data de acesso= ignorado (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maze Runner: Correr ou Morrer