Meclonazepam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Meclonazepam
Alerta sobre risco à saúde
Meclonazepam structure.svg
Nome IUPAC (3S)-5-(2-chlorophenyl)-3-methyl-7-nitro-1,3-dihydro-1,4-benzodiazepin-2-one
Identificadores
Número CAS 58662-84-3
PubChem 3033985
ChemSpider 2298544
SMILES
Propriedades
Fórmula química C16H12ClN3O3
Massa molar 329.72 g mol-1
Farmacologia
Biodisponibilidade ?
Página de dados suplementares
Estrutura e propriedades n, εr, etc.
Dados termodinâmicos Phase behaviour
Solid, liquid, gas
Dados espectrais UV, IV, RMN, EM
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Meclonazepam,[1] também conhecido como (S)-3-metilclonazepam, é uma droga derivada da benzodiazepina com estrutura semelhante ao clonazepam. Foi descoberto por uma equipe da Hoffmann-La Roche nos anos 1970.[2] Tem ações sedativas e ansiolíticas como as de outros benzodiazepínicos,[3] e também tem efeitos antiparasitários contra o verme parasita Schistosoma mansoni.[4]

O meclonazepam nunca foi usado como medicamento e, em vez disso, apareceu online como uma droga sintética.[5][6][7]

Legalidade[editar | editar código-fonte]

Reino Unido[editar | editar código-fonte]

No Reino Unido, o meclonazepam foi classificado como um medicamento da Classe C pela emenda de maio de 2017 ao The Misuse of Drugs Act de 1971, juntamente com vários outros medicamentos benzodiazepínicos.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Patente E.U.A. 4 031 078
  2. The Lundbeck Institute. «Meclonazepam». Psychotropics. Lundbeck 
  3. «Initial study of methylclonazepam in generalized anxiety disorder. Evidence for greater power in the cross-over design». Psychopharmacology. 87: 130–135. 1985. PMID 3931136. doi:10.1007/bf00431795 
  4. «Central Effects in Man of the Novel Schistosomicidal Benzodiazepine Meclonazepam». European Journal of Clinical Pharmacology. 29: 105–108. 1985. PMID 4054198. doi:10.1007/bf00547377 
  5. «Identification of main human urinary metabolites of the designer nitrobenzodiazepines clonazolam, meclonazepam, and nifoxipam by nano-liquid chromatography-high-resolution mass spectrometry for drug testing purposes». Analytical and Bioanalytical Chemistry. 408: 3571–3591. PMID 27071765. doi:10.1007/s00216-016-9439-6 
  6. Pettersson Bergstrand M, Helander A, Hansson T, Beck O (2016). «Detectability of designer benzodiazepines in CEDIA, EMIT II Plus, HEIA, and KIMS II immunochemical screening assays». Drug Test Anal. 9: 640–645. PMID 27366870. doi:10.1002/dta.2003 
  7. «Experimental versus theoretical log D7.4, pKa and plasma protein binding values for benzodiazepines appearing as new psychoactive substances» (PDF). Drug Testing and Analysis. 10: 1258–1269. ISSN 1942-7611. PMID 29582576. doi:10.1002/dta.2387 
  8. «The Misuse of Drugs Act 1971 (Amendment) Order 2017» 


Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.