Mel Blanc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mel Blanc
Blanc em 1976
Nome completo Melvin Jerome Blanc
Nascimento 30 de maio de 1908
São Francisco, Califórnia
Morte 10 de julho de 1989 (81 anos)
Los Angeles, Califórnia
Nacionalidade  Estados Unidos
Cônjuge Estelle Rosenbaum
Filho(s) Noel Blanc
Ocupação Dublador, comediante
Principais trabalhos Pica-Pau (voz)
Pernalonga (voz)
Patolino (voz)
Gaguinho (voz)
Piu-piu (voz)
Frajola (voz)
Hortelino (voz)
Eufrazino (voz)
Pepé Le Pew (voz)
Frangolino (voz)
Ligeirinho (voz)
Taz (voz)
Marvin, o Marciano (voz)
Barney Rubble (voz)
Dino (voz)
Mr. Spacely (voz)
Tom (voz)

Melvin Jerome "Mel" Blanc (São Francisco, 30 de maio de 1908Los Angeles, 10 de julho de 1989) foi um dublador estadunidense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi membro da Ordem DeMolay. Ganhou fama dando vozes a desenhos animados. Iniciou sua carreira em participações não creditadas em desenhos da Warner em 1937 com Porky's Road Race, depois fez as vozes de Gaguinho e Patolino no desenho Porky's Duck Hunt. Após o sucesso, passou a dar vozes a maioria dos personagens da turma do Pernalonga, incluindo ao próprio pelos cinquenta anos seguintes.

Blanc também deu vozes ao Pica-Pau, de Walter Lantz, em três desenhos em 1940, (do qual, curiosamente, a risada é original do Happy Rabbit, personagem que se tornaria Pernalonga). Blanc só começou a ser creditado nas curtas dos Looney Tunes quando assinou um contrato de exclusividade com a Warner, e por causa disso não pode continuar a trabalhar para Walter Lantz.

Walter Lantz não conseguiu encontrar um ator que reproduzisse a risada para o Pica-pau. Então ele usou a gravação da risada de Blanc nos próximos desenhos que produziu. Isso lhe renderia, mais tarde, processos de Mel Blanc contra Lantz, no entanto, o juíz negou o processo de Blanc ficando do lado de Walter Lantz (devido ao facto de não ter registrado a voz antes de sair dos estúdios Universal).

Durante as décadas de 60 e 70, Blanc também mostrou seu talento em episódios dos desenhos Scooby-Doo, The Flintstones, The Jetsons, The Pink Panther e na série de Tom and Jerry, onde deu voz a Tom na altura em que Chuck Jones estava na produção da série.

As últimas participações que fez foram em 1989, dando vozes a Pernalonga e Patolino ,no especial de 50 anos, e (postumamente) em 1990 como Cosmo Spacely, em Jetsons: The Movie.

Morte[editar | editar código-fonte]

Blanc começou a fumar quando tinha apenas nove anos de idade. Aos 77 anos, foi diagnosticado com enfisema, o que o levou a parar de fumar. Em 19 de maio de 1989, Blanc foi internado no hospital Cedars-Sinai Medical Center por sua família quando notaram que ele teve uma crise de tosse durante a filmagem de um comercial. A saúde de Blanc piorou e os médicos descobriram que ele tinha doença arterial coronariana em estado avançado.

Ele faleceu dia 10 de julho de 1989 no mesmo hospital que foi internado, em Los Angeles, aos 81 anos de idade. Mel está enterrado no cemitério Hollywood Forever "o cemitério das celebridades". Em sua lápide está escrito "Mel Blanc Man of 1000 voices" (em pt. "Mel Blanc homem de 1000 vozes") devido ao seus vários trabalhos de dublagem.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.