Melinda Gates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Melinda Gates
Melinda Gates em Davos, 2009.
Nome completo Melinda Ann French Gates
Nascimento 15 de agosto de 1964 (54 anos)
Dallas, Texas
 Estados Unidos
Progenitores Mãe: Elaine Agnes Amerland
Pai: Raymond Joseph French, Jr
Cônjuge Bill Gates
Filho(s) Jennifer Katharine Gates (1996)
Rory John Gates (1999)
Phoebe Adele Gates (2002)
Ocupação Empresária
Cargo vice-presidente da Fundação Bill e Melinda Gates
Religião Catolicismo[1]
Página oficial
BillandMelindaGatesFoundation

Melinda Ann French Gates (Dallas, 15 de Agosto de 1964) é uma ex-funcionária da Microsoft, também é co-fundadora e co-presidente da Fundação Bill e Melinda Gates. Em 2005 foi considerada a 10ª mulher mais poderosa do mundo segundo a revista Forbes[2]

Em 1994 casou-se com Bill Gates e com ele teve três filhos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Melinda Ann French nasceu e cresceu em Dallas. Era filha de Raymond Joseph French Jr., um engenheiro, e Elaine Agnes Amerland, uma dona-de-casa. Melinda estudou no Colégio St. Monica e era sempre destaque na sua classe. Foi a oradora de sua turma na Ursuline Academy of Dallas em 1982. Em 1986, Melinda se tornou bacharel em Ciência da Computação e economia pela Universidade Duke e mais tarde concluiu seu Mestrado em administração de empresas.

Melinda conheceu Bill Gates em 1987 em um evento cerimonial da Microsoft em Nova Iorque e se casou com ele em Janeiro de 1994 na ilha de Lanai.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Hoje, Melinda participa do Clube de Bilderberg e possui um assento na diretoria do Washington Post. Melinda se afastou da Drugstore.com em Agosto de 2006 para se dedicar melhor a sua fundação de caridade. A família Gates já doou mais de 24 bilhões de dólares para fundações de caridade.[3] Melinda é Católica romana.[1]

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Em Dezembro de 2005, ela e seu marido foram nomeados Pessoa do Ano pela revista Time. O casal Gates também já recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias em Maio de 2006 pelo seu trabalho de caridade.[4]

Melinda ficou na 40ª posição das 100 mulheres mais poderosas do mundo pela revista Forbes em 2008, na 12ª posição em 2006 e em 3° lugar em 2015.

Em 12 de junho de 2009 Melinda e Bill Gates receberam títulos honoris causa da Universidade de Cambridge. Seu beneficiamento de 210 milhões de dólares em 2000 criou a Cambridge Trust Gates que financia estudantes na sua pós-graduação fora do Reino Unido.

Referências

  1. a b New York Times (em inglês)
  2. Melinda Gates
  3. Melinda Gates on Charlie Rose.com
  4. Jason Cowley (22 de maio de 2006). «Heroes of Our time: The Top 50». New Statesman. Consultado em 14 de fevereiro de 2008. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]