Melissa Garcia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Melissa Garcia
Nome completo Melissa de Carvalho Garcia[1]
Nascimento 10 de julho de 1980 (36 anos)
Santo André,  São Paulo
Nacionalidade  brasileira
Ocupação atriz, dubladora, diretora de dublagem

Melissa de Carvalho Garcia (Santo André, 10 de julho de 1980) é uma dubladora e atriz brasileira. Melissa começou a dublar com 17 anos[2] e seu primeiro trabalho como dubladora foi como a Super Modelo Mindi em Ana Pimentinha.[1] A partir da começou a fazer várias dublagens, ficando conhecida, principalmente, por trabalhos em animes, como Téa Gardner em Yu-Gi-Oh (mais tarde substituída por Samira Fernandes, pela sua licença-maternidade),[3] Videl em Dragon Ball Z,[1] Ami/Sailor Mercúrio em Sailor Moon (da fase R em diante), Orihime Inoue em Bleach,[4] Skuld em Ah! Megami-sama[1] e Sakura em Sakura Wars, pelo qual ganhou o Prêmio Yamato de Melhor Revelação em 2006.[5] Também atuou como diretora de dublagem de séries para Disney XD.[6]

Atuou também como Mariemaia em Gundam Wing,[1] Naru Narusegawa em Love Hina,[7] Ryosama em Popolocrois,[1] Seika em Os Cavaleiros do Zodíaco,[8] Celas Victoria em Hellsing,[8] Diva em Blood +[8] e Erika em Medabots.[2] Além das dublagens em animes, também dublou Casey McDonald em Minha Vida Com Derek,[6] Fiona Phillips em Sinistro,[1] Karina Rios em Gata Selvagem (mais tarde, substituída por Daniela Piquet)[3] e Kim Bauer em 24.[9] Além de dublar Demi Lovato como Mitchie Torres e Sunny Munroe em Camp Rock 2 e em Sunny entre Estrelas, respectivamente.[9][8] Melissa também dublou Riven na versão brasileira do jogo League of Legends.[10]. Em filmes, sua dublagem mais conhecida e elogiada é a personagem Haley Graham (Missy Peregrym), no filme Virada Radical, de 2006. Ela também é diretora de voz nas animações nacionais Irmão do Jorel e Sítio do Picapau Amarelo.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Além de dubladora, ela também é atriz e, participou da peça A Sessão da Tarde ou Você Não Soube Me Amar.[7] Ela também faz narrativas em um programa do site infantil criado pela Rádio Pipoca,[11] que ganhou o Prêmio APCA de melhor programa de rádio.[12]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «Melissa Garcia - ela é nossa popstar!». Henshin!. 20 de julho de 2005. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  2. a b c «Melissa Garcia - a dubladora do momento». Henshin!. 20 de junho de 2005. Consultado em 10 de julho de 2012. 
  3. a b c Lobão, David Denis (24 de junho de 2004). «Dubladora de Sailor Mercury gravida». ohaYO!. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  4. a b c d «Saiba quem é quem em Bleach». Henshin!. 22 de junho de 2007. Consultado em 10 de julho de 2012. 
  5. Lobão, David Denis (22 de junho de 2009). «História do Oscar da dublagem 2009». ohaYO!. Consultado em 30 de novembro de 2012. 
  6. a b c Padrão, Márcio (13 de dezembro de 2010). «Entrevista: Melissa Garcia - Parte 2». Quadrisônico. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  7. a b c «Naru Narusegawa no teatro». Henshin!. 18 de junho de 2007. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  8. a b c d e f g h Padrão, Márcio (6 de dezembro de 2010). «Entrevista: Melissa Garcia - Parte 1». Quadrisônico. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  9. a b c d «Dubladores brasileiros lutam pelo reconhecimento profissional e encaram demanda crescente». BOL. 28 de junho de 2012. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  10. Guerra, Rodrigo (27 de julho de 2012). «Atores contam como foi o processo de localização de "League of Legends"; assista». Universo Online. Consultado em 30 de novembro de 2012. 
  11. «Rádio online conta histórias e ensina de forma lúdica». Portal Aprendiz. 6 de junho de 2008. Consultado em 11 de julho de 2012. 
  12. «Confira a lista dos vencedores do prêmio APCA 2009». Estadão.com. 10 de dezembro de 200. Consultado em 11 de julho de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) dublador(a), integrado ao projeto sobre dublagem é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.