Memória estendida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Memória convencional e estendida num IBM PC compatível com UCP 286 ou 386 (obs.: extendida em espanhol é estendida).

Memória estendida (XMS) refere-se à memória acima do primeiro megabyte de espaço de endereçamento num IBM PC com uma UCP 80286 ou posterior.

Características[editar | editar código-fonte]

A memória estendida está disponível somente em PCs baseados no Intel 80286 ou mais avançados. Somente estes chips podem endereçar mais de 1 MiB de RAM. Os antigos microprocessadores 8086/8088 podiam fazer uso de mais de 1 MiB de RAM através do uso de hardware especial para fazer com que partes selecionadas da memória adicional aparecessem como endereços abaixo de 1 MiB, mas isto não constitui memória estendida segundo a definição deste verbete.

Num PC 286 ou melhor, equipado com mais de 640 KiB de RAM, a memória adicional geralmente seria remapeada acima do limite de 1 MiB, visto que a arquitetura do IBM PC determina que haja um "buraco" de 384 KiB entre os 640 KiB e o limite de 1 MiB. Deste modo, toda a memória adicional estaria disponível para programas sendo executados em modo protegido.

A memória estendida está disponível em modo real unicamente através de EMS, UMB, XMS ou HMA; somente aplicativos executando em modo protegido podem usar a memória estendida diretamente. Neste caso, a memória estendida é fornecida por um SO que supervisione o modo protegido, tal como o Microsoft Windows. O processador torna esta memória disponível através da tabela do descritor global (GDT) e de uma ou mais LDTs. A memória é "protegida" no sentido de que os segmentos de memória designam um descritor local que não pode ser acessada por outro programa porque este programa usa uma LDT diferente e um segmento de memória designado por um descritor local pode ter seus direitos de acesso restritos, o que normalmente acarretava uma GPF em caso de violação. Isto evita que programas sendo executados em modo protegido interfiram com o espaço de memória uns dos outros.

Um sistema operacional em modo protegido tal como o Windows também pode executar programas em modo real e providenciar memória expandida para eles. A DPMI é o método prescrito pela Microsoft para que um programa MS-DOS acesse a memória estendida em um ambiente multitarefa.

Especificação de Memória Estendida[editar | editar código-fonte]

A Especificação de Memória Estendida (Extended Memory Specification, ou XMS, em inglês) é a especificação que descreve o uso da memória estendida do IBM PC em modo real para armazenamento de dados (mas não para executar programas nela). A memória é disponibilizada por um software gerenciador (XMM) tal como o HIMEM.SYS. As funções XMM estão disponíveis através da interrupção 2Fh. XMS não deve ser confundida com outra especificação semelhante, a EMS (memória expandida).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]