Memorial de Odivelas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Memorial de Odivelas também conhecido por “cruzeiro de Odivelas” é um marco, presumivelmente do século XIV, que se supõe assinalar a passagem do corpo do Rei D. Dinis, rumo ao mosteiro de Odivelas, onde seria sepultado e onde se encontra o seu túmulo. Construído em calcário Lioz, com quatro pares de colunas dando apoio aos três arcos trilobados, possui também um escudo português medieval, utilizado na Armaria até ao reinado de D. Fernando. Fica no centro histórico de Odivelas e o estilo arquitectónico é o gótico primitivo. Alguns autores também consideram que se trata de uma simples delimitação do couto pertencente ao mosteiro.[1]

O Memorial de Odivelas surge representado no brasão de armas da cidade de Odivelas.
Memorial de Odivelas

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.