Mentalidade de caranguejo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caranguejos vivos dentro de um balde

Mentalidade de caranguejo, também conhecida como mentalidade de caranguejos em um balde, é uma maneira de pensar sintetizada pela frase "se eu não posso tê-lo, você também não".[1] A metáfora surge de um padrão comportamental observado nos caranguejos presos num balde. Embora alguns caranguejos sejam capazes de escapar facilmente,[2] um caranguejo em tentativa de fuga é puxado de volta para o balde pelos outros, garantindo a morte coletiva do grupo.[3][4]

A analogia no comportamento humano é que os membros de um grupo tentam reduzir a autoconfiança de qualquer membro que alcança sucesso, seja por inveja, ressentimento, despeito, conspiração ou sentimentos competitivos, a fim de interromper seu progresso.[5][6][7][8]

Impacto no desempenho[editar | editar código-fonte]

A mentalidade de caranguejo afeta o desempenho em uma organização, uma vez que os humanos se comportam dessa maneira especialmente em grupos.[9] O impacto desse fenômeno foi quantificado por um estudo da Nova Zelândia, de 2015, que demonstrou uma melhoria média de até 18% nos resultados das provas dos os alunos quando suas notas foram apresentadas de uma maneira que impedia que outros soubessem sua posição nos rankings.[10]

Referências

  1. L. Douglas Wilder (1 de outubro de 2015). Son of Virginia: A Life in America's Political Arena. Lyons Press. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-4930-1952-6. [Douglas Wilder Resumo divulgativo] Verifique valor |resumo-url= (ajuda) 
  2. Low Robin Boon Peng (2016). Good Intentions Are Not Enough: Why We Fail At Helping Others. World Scientific. [S.l.: s.n.] ISBN 978-981-320-059-3 
  3. Sudipta Sarangi. «Capturing Indian 'Crab' Behaviour». The Hindu 
  4. Massie Santos Ballon. «Crab Mentality». Philippine Daily Inquirer 
  5. Manuel B. Dy (3 de março de 1994). Values in Philippine Culture and Education. Council for Research in Values and Philosophy. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-56518-041-3 
  6. Herbert A. Leibowitz (31 de dezembro de 1994). Parnassus: Twenty Years of Poetry in Review. University of Michigan Press. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-472-06577-6 
  7. Albert Shanker. «Where We Stand: The Crab Bucket Syndrome». The New York Times 
  8. David, E. J. R. (2013). Brown Skin, White Minds: Filipino / American Postcolonial Psychology. Information Age Publishing. Charlotte, NC: [s.n.] 119 páginas. ISBN 978-1-62396-209-8 
  9. Dietrich, David M.; Kenworthy, Michael; Cudney, Elizabeth A. (2019). Additive Manufacturing Change Management: Best Practices. CRC Press. Boca Raton, FL: [s.n.] 44 páginas. ISBN 978-0-367-15207-9 
  10. «Crab Mentality, Cyberbullying and "Name and Shame" Rankings»