Mercado de Ferro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Mercado de Ferro ou Mercado Bolonha de Peixe é um mercado municipal inaugurado em 1901, sendo um dos mercados públicos mais antigos do Brasil, e faz parte do "Complexo do Ver-o-Peso", situado na cidade brasileira de Belém, no estado do Pará, estando localizada na Avenida Boulevard Castilho Franca, Cidade Velha, às margens da baía do Guajará.

É um ponto turístico e cultural da cidade, é considerada a maior feira ao ar livre da América Latina. Foi candidato a uma das 7 Maravilhas do Brasil.[1]

O mercado abastece a cidade com variados tipos de gêneros alimentícios e ervas medicinais proveniente das ilhas de Belém e do interior paraense, fornecidos principalmente por via fluvial.[1]

É conhecido como uma das maravilhas desse estado, atraindo muitos turistas, além de também vender artigos de boa qualidade.

História[editar | editar código-fonte]

A construção do Mercado de Ferro, como inicialmente era conhecido o Mercado Ver-o-Peso, foi autorizada pela lei municipal nº 173, de 30 de dezembro de 1897, e sua edificação, com o projeto de Henrique La Rocque, teve início no ano de 1899. A empresa La Rocque Pinto & Cia venceu, em 1897, a concorrência pública para a construção do Mercado de Ferro, obra que mede 1.197 m², na forma de um dodecágono e cujo peso é estimado em 1.133.389 toneladas, com estrutura metálica de zinco veille-montaine. Toda a estrutura de ferro do Mercado foi trazida da Europa seguindo a tendência francesa de Art Nouveau da Belle Époque,. O conjunto arquitetônico e paisagístico do Ver-o-Peso é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1977.[2]

Toda a estrutura de ferro do mercado foi construída na Europa, seguindo a tendência francesa de Art Nouveau da Belle Époque, e transportado de barco para Belém.[3]

Patrimônio histórico[editar | editar código-fonte]

O Mercado faz parte do complexo arquitetônico e paisagístico do Ver-o-Peso tombado pelo IPHAN, em 1977, que compreende uma área de 35 mil metros quadrados, com uma série de construções históricas,incluindo o Mercado da Carne, a Praça do Relógio, a Doca, a Feira do Açaí, a Ladeira do Castelo e o Solar da Beira e a Praça do Pescador.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Ver-o-Peso da cidade: O mercado, a carne e a cidade no final do século XIX» (PDF). Universidade Federal do Pará. Consultado em 13 de dezembro de 2012 
  2. a b Virgínia Barbosa. «Mercado Ver-o-Peso, Belém, Pará». Portal Pesquisa Escolar. Fundação Joaquim Nabuco - FUNDAJ. Consultado em 20 de junho de 2016 
  3. «Patrimônio Material - Pará». Portal IPHAN. Portal do Governo Federal do Brasil. Consultado em 20 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]