Mercury Seven

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Os sete astronautas em 1960. Atrás: Shepard, Grissom e Cooper. Frente: Schirra, Slayton, Glenn e Carpenter.

O Mercury Seven foi um grupo de sete astronautas anunciado pela Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA) em 9 de abril de 1959 para o Projeto Mercury. Também é chamado de Sete Originais ou Grupo 1 de Astronautas. Eles pilotaram todas as missões tripuladas do Projeto Mercury entre maio de 1961 e maio de 1963. Os sete astronautas escolhidos eram Scott Carpenter, Gordon Cooper, John Glenn, Gus Grissom, Walter Schirra, Alan Shepard e Donald Slayton.

Processo de seleção[editar | editar código-fonte]

Embora a NASA tenha planejado um concurso para os primeiros astronautas, o presidente Dwight D. Eisenhower insistiu que todos os candidatos fossem pilotos de teste. Por causa do espaço pequeno dentro na nave Mercury, os cadidatos não podiam ser mais altos que 1,55m e não podiam pesar mais que 82kg.[1] Outros requisitos incluíam uma idade abaixo dos 40, um [[bacharelato ou equivalência profissional, 1500 horas de voo de experiência e qualificação para voar um Avião a jato.[2]:14

Depois da propaganda entre os pilotos de teste militares, foram recebidas mais de 500 aplicações. NASA pesquisou os registros do pessoal militar em Janeiro de 1959 e identificou 110 pilotos—cinco Fuzileiros Navais, 47 da Marinha e 58 da Força Aérea[3]—que qualificaram-se. Sessenta e nove[4] candidatos foram levados à Washington, DC, em dois grupos; o interesse dos candidatos foi tão grande, apesar dos extensivos exames físicos e mentais de Janeiro á Março, que a aĝencia não chamou o último grupo.[2]:14–15 Os testes incluíam várias horas em esteiras ergométricas e Teste de inclinação ortostática, submergindo seus pés em água gelada, três doses de óleo de rícino, e cinco enemas.[4] Seis candidatos foram rejeitados por serem muito altos para a espaçonave planejada. Outros 33 falharam ou desistiram durante a primeira fase de exames. Quatro mais recusaram-se em participar da segunda rodada de testes, que eliminou mais oito candidatos, deixando 18.[2]:16[5]

Dos 18, os primeiros sete astronautas da NASA foram escolhidos,[6] cada um sendo uma "soberba espécime física" com um QI acima de 130, e a habilidade de funcionar bem tanto como parte de uma equipe e no solo.[4] Grissom, Cooper e Slayton era Pilotos da Força Aérea; Shepard, Carpenter e Schirra eram Pilotos da Marinha e Glenn era um Piloto do Corpo de Fuzileiros Navais

Todos os sete atenderam uma variedade de instituições pós-secundárias nos anos 40. Dos cinco astronautas que completaram cursos de graduação antes de serem selecionados, dois Shepard e Schirra) eram graduados da Academia Naval dos Estados Unidos. Tendo recebido Master of Arts em 1957 no Colégio de Guerra Naval, Shepard era o único selecionado que tinha um diploma avançado. Seguindo uma década de estudos intermitentes, Cooper completou seu grau como um estudante de meio de carreira no curso de graduação do Air Force Institute of Technology em 1956. Grisson também recebeu um segundo diploma de bacharel em Aeromecânica da instituição citada como um estudante de meio de carreira. Glenn e Carpenter, entretanto, tecnicamente não tinham todos os requirimentos escolares (incluindo a finalização do último ano em residência do Glenn e final exame de proeficiência e o curso final de Carpenter em transferência de calor devido ao serviço militar em tempo de guerra.Apesar de ambos terem sido admitidos na base de equivalência profissional, Glenntambém havia completado uma ampla quantidade de cursos como Cadete de aviação da Marinha dos EUA de 1942 até 1943 e como estudante em parte do tempo na Universidade de Maryland de 1956 até 1959. Ambos astronautas foram ultimamente premiados com seus graus de bacharel após seus voos espaciais em 1962.[7][8]

Referências

  1. Slayton, Donald K.; Alan Shepard; Jay Barbree; Howard Benedict (1994). Moon Shot: The Inside Story of America's Race to the Moon. [S.l.]: Turner Publishing. ISBN 1-57036-167-3 
  2. a b c Logsdon, John M. with Roger D. Launius (editors) Exploring the Unknown: Selected Documents in the History of the U.S. Civil Space Program / Volume VII Human Spaceflight: Projects Mercury, Gemini, and Apollo The NASA History Series, 2008.
  3. Nenhum piloto do Exercito que havia atendido a escola de pilotos de teste e tinha as demais qualificações foram encontrados .
  4. a b c Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome time19590420
  5. «Astronaut Selection». Project Mercury Overview. NASA. 30 de Novembro de 2006. Consultado em 11 de Janeiro de 2015 
  6. Carmichael, Mary (Nov–Dez 2007). «Actually, It Is Rocket Science: NASA's Brilliant, Far-Out History». Mental Floss. 6 (6): 42 
  7. (4 October 1983), "College says Glenn degree was deserved", The Day (New London, CT).
  8. Carpenter, Scott; Stoever, Kris (2003). For Spacious Skies: The Uncommon Journey Of A Mercury Astronaut. [S.l.]: NAL Trade. p. 97. ISBN 978-0-451-21105-7. Consultado em 27 de Agosto de 2009 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.