Merlí (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Merlí
Flag of Spain.svg Espanha
2015 •  50 min 
Direção Héctor Lozano
Roteiro Eduard Cortés
Elenco Francesc Orella
David Solans
Carlos Cuevas
Elisabet Casanovas
Género Comédia dramática
Idioma Catalão
Página no IMDb (em inglês)

Merlí é uma série de televisão produzida pela TV3 sobre um professor de filosofia que, usando alguns métodos pouco ortodoxos, incentiva seus alunos a pensar livremente - dividindo as opiniões de alunos, professores e famílias.

Com certa influência de filmes como Sociedade dos poetas mortos, Merlí tenta deixar a filosofia mais próxima de todos os públicos. Cada episódio se baseia nas ideias de algum pensador ou escola filosófica, como os peripatéticos, Sócrates, Aristóteles, Nietzsche ou Schopenhauer, que acabam servindo de fio condutor para os acontecimentos da série.[1]

No total, a série teve 40 episódios. Cada episódio leva o nome de um filósofo diferente.[2] Criada e escrita por Héctor Lozano e dirigida por Eduard Cortés, Merlí estreou na Catalunha pelo canal TV3 no dia 14 de setembro de 2015 no horário nobre, conseguindo uma audiência de 17,7% de share, com 566.000 espectadores.[3] Ao longo dos episódios seguintes, a série se destacou como um dos grandes sucessos da temporada televisiva, sempre se mantendo como líder da sua faixa de horário. Também foi registrado um número significativo de visualizações on-line.[4]

Depois de ter seus direitos comprados pelo grupo Atresmedia em novembro de 2015, a série foi dublada em espanhol e exibida em outros territórios da Espanha pelo canal LaSexta entre abril e junho de 2016.[5] Internacionalmente, a Netflix comprou os direitos de exibição da primeira temporada na América Latina e nos Estados Unidos em novembro de 2016.[6] No Brasil, a série está sendo exibida pela Netflix desde 1º de dezembro de 2016. Em 23 de dezembro de 2015, a TV3 e o criador da série, Héctor Lozano, confirmaram a exibição de uma segunda temporada.[7] As filmagens começaram em 2 de maio e acabaram em 29 de julho de 2016.[8] A estreia da segunda temporada se deu no dia 19 de setembro de 2016.

Argumento[editar | editar código-fonte]

Primeira temporada[editar | editar código-fonte]

O argumento gira em torno de Merlí Bergeron (Francesc Orella), um professor de Filosofia despejado de seu apartamento que vive com sua mãe, Carmina Calduch (Anna M. Barbany), e que terá que aprender a conviver com seu filho Bruno (David Solans), cuja guarda, até o momento, era de sua ex-esposa. Coincidindo com a chegada de seu filho, Merlí consegue um emprego no instituto Àngel Guimerà. Em suas aulas, ele empregará métodos imprevisíveis para fomentar a reflexão e a discussão. Ele também ajudará seus alunos com seus problemas pessoais, mesmo que com métodos censuráveis.

Merlí não só expõe as ideias de filósofos e pensadores como também aplica suas lições no seu dia a dia para resolver os problemas que vão surgindo.

Seus alunos, os chamados peripatéticos, formam um grupo muito diversificado que terá de enfrentar todo tipo de situações. Pol (Carlos Cuevas) é um aluno rebelde e repetente que logo se entende com Merlí; Tània (Elisabet Casanovas), é uma garota extrovertida e simpática, a melhor amiga de Bruno; Berta (Candela Antón) é uma exibida que, de início, não vai com a cara do professor; Marc (Adrian Grösser) é um personagem amigável e solícito; Ivan (Pau Poch) é um garoto que sofre de agorafobia e por isso não consegue ir à escola; Gerard (Marcos Franz) é um garoto muito enamoradiço, que pedirá conselhos amorosos a Merlí; Joan (Albert Baró) é um garoto estudioso e tímido, com uma família muito rígida; Mònica (Júlia Creus), é uma aluna novata e muito madura; Oliver (Iñaki Mur), também novo na turma, é alegre e divertido, rápido em fazer amizades; e, por fim, Bruno (David Solans), filho gay de Merlí e seu aluno mais complicado.[9]

Segunda temporada[editar | editar código-fonte]

Começa o segundo ano do Ensino Médio no instituto Àngel Guimerà e os alunos recebem Merlí com grande euforia. Em geral, os peripatéticos vem amadurecendo bastante, mas, no fundo, continuam sendo os mesmos adolescentes divertidos e despistados de antes. Entra uma nova aluna, Oksana, que faz com que se estabeleçam novas relações dentro do grupo.

Na sala de professores, Merlí já não é tão bem recebido. Por afloradas que estejam as rivalidades com Eugeni, surge um adversário comum a ambos: Coralina, a nova chefe de estudos. Esta professora de sessenta anos, áspera e autoritária, impõe suas visões a todos e gera grande desconforto entre os professores e alunos.

Com um Merlí combativo, cabe a Toni fazer o que pode para que haja paz. Coralina não é a única novidade entre os professores: Millán, professor de espanhol, e Elisenda, de inglês, também integram a nova equipe docente. Merlí segue ministrando suas aulas de maneira pouco ortodoxa: leva seus alunos para terem aula fora da sala com frequência. Qualquer espaço, mesmo um shopping, pode ser útil para explicar os filósofos cínicos, estoicos, Descartes, Hobbes ou os pré-socráticos. Entre os pensadores abordados nessa temporada, estão também algumas filósofas, tais como Hipárquia de Maronea.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem Temporada
1 2 3
Francesc Orella Merlí Bergeron Regular
David Solans Bruno Bergeron Regular Participação
Carlos Cuevas Pol Rubio Regular
Elisabet Casanovas Tània Illa Regular
Candela Antón Berta Prats Regular
Iñaki Mur Oliver Grau Participação Regular
Adrián Grösser Marc Vilaseca Regular
Pau Poch Ivan Blasco Regular
Marcos Franz Gerard Piguillem Regular
Albert Baró Joan Capdevila Regular
Júlia Creus Mònica de Villamore Regular
Laia Manzanares Oksana Casanoves Regular
Pepa López Coralina Regular
Pau Durá Toni Regular
Marta Marco Gina Castells Regular
Ana María Barbany Carmina Calduch Regular Participação
Pere Ponce Eugeni Bosch Regular
Carlota Olcina Silvana Regular

Secundários

  • Pol Hermoso – Uri
  • Oriol Pla – Oscar Rubio
  • Boris Ruiz – Alfonso Rubio
  • Jordi Martínez – Jaume Capdevila
  • Victòria Pagès – Aurèlia Bonet Capdevila
  • Anna Ycobalzeta – Miriam Blasco
  • León Martínez – Pau Vilaseca
  • Anna Barrachina – Lídia Vilaseca
  • Isaac Alcayde – Ricard Vilaseca
  • Marta Domingo – Elsa García Prats
  • Mar del Hoyo – Laia
  • Ruben de Eguía – Albert
  • Patricia Bargalló – Mireia
  • Assun Planas – Gloria
  • Pep Jové – Santi
  • Sandra Monclús – Elisenda
  • Ferran Rañé – Manel Millan
  • Pau Vinyals – Gabi
  • Marc Arias – Xavi
  • Carlos Vicente – Enric Grau
  • Cristina Genebat – Anna Grau
  • Manel Barceló – Quima

Com as paticipações de:

  • Asunción Balaguer – Iaia Rubio (avó de Pol)
  • Marta Calvó – Bàrbara (mãe de Bruno)

Recepção[editar | editar código-fonte]

Merlí teve uma recepção excelente por parte do público. Sem contar com o último episódio, a primeira temporada alcançou, em média, a marca de 559.000 espectadores, com um share de 18,2%. Entre as faixas etárias entre 13 e 24 anos, Merlí obteve um share de 41,2%. Nas demais faixas, ficou entre 15 e 20%.[10]

Esses resultados colocam Merlí com a segunda série de fição mais bem-sucedida da TV3, ficando atrás apenas da série 13 anys i un dia, que teve uma média de 588.000 seguidores durante a primeira temporada. Por outro lado, Merlí também conta com um bom público on-line, registrando em média 100.000 reproduções.[11]

Segundo uma pesquisa realizada pela empresa GfK, a pedido da TV3, Merlí é uma das séries mais bem avaliadas pelos telespectadores, alcançando uma nota de 8,4 sobre 10.[10]

Capítulos e audiências[editar | editar código-fonte]

Temporada Capítulo Data de exibição Audiência
Início Fim Espectadores Share
1 13 14 de setembro de 2015 7 de dezembro de 2015 561.000 18,3%
2 13 19 de setembro de 2016 12 de dezembro de 2016 512.000 20,2%
Total 26 14 de setembro de 2015 - - -

Temporada 1 (2015)[editar | editar código-fonte]

Núm.
Prog.
Título Direção Data de exibição Espectadores Share
1 Os peripatéticos Eduard Cortés 14 de setembro de 2015 566.000 17,7%
2 Platão Eduard Cortés 21 de setembro de 2015 544.000 17,2%
3 Maquiavel Eduard Cortés 28 de setembro de 2015 556.000 16,7%
4 Aristóteles Eduard Cortés 5 de outubro de 2015 591.000 19,3%
5 Sócrates Eduard Cortés 12 de outubro de 2015 559.000 18,8%[4]
6 Schopenhauer Eduard Cortés 19 de outubro de 2015 538.000 17,0%
7 Foucault Eduard Cortés 26 de outubro de 2015 459.000 15,2%
8 Guy Debord Eduard Cortés 2 de novembro de 2015 555.000 19,1%
9 Epicuro Eduard Cortés 9 de novembro de 2015 559.000 18,3%[12]
10 Os céticos Eduard Cortés 16 de novembro de 2015 577.000 19,6%[13]
11 Os sofistas Eduard Cortés 23 de novembro de 2015 610.000 20,5%[14]
12 Hume Eduard Cortés 30 de novembro de 2015 592.000 19,9%[15]
13 Nietzsche Eduard Cortés 7 de dezembro de 2015 591.000 19,4%

Temporada 2 (2016)[editar | editar código-fonte]

Núm.
Prog.
Título Direção Data de exibição Espectadores Share
1 Os pré-socráticos Eduard Cortés 19 de setembro de 2016 577.000 22,5%[16]
2 Thomas Hobbes Eduard Cortés 26 de setembro de 2016 527.000 22,5%
3 Os estoicos Eduard Cortés 3 de outubro de 2016 559.000 21,3%
4 Kant Eduard Cortés 10 de outubro de 2016 511.000 19,1%
5 Hipárquia Eduard Cortés 17 de outubro de 2016 524.000 18,8%
6 Montaigne Eduard Cortés 24 de outubro de 2016 461.000 17,8%
7 Judith Butler Eduard Cortés 31 de outubro de 2016 308.000 13,1%
8 Freud Eduard Cortés 7 de novembro de 2016 541.000 19,8%
9 Descartes Eduard Cortés 14 de novembro de 2016 531.000 19,6%
10 Engels Eduard Cortés 21 de novembro de 2016 578.000 22,3%
11 Žižek Eduard Cortés 28 de novembro de 2016 562.000 20,2%
12 O taoísmo Eduard Cortés 5 de dezembro de 2016 389.000 15,2%
13 Boécio Eduard Cortés 12 de dezembro de 2016 599.000 21,1%

Episódios especiais[editar | editar código-fonte]

Título Direção Data de exibição Espectadores Share
Merlinades: el 'making of'[17] Héctor Lozano 14 de dezembro de 2015 464.000 15,8%
La nit de Merlí[18] Espartac Peran e Ana Boadas 19 de dezembro de 2016 323.000 12,7%

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Em 21 de novembro de 2015, foi lançado o disco da trilha sonora da série, comercializado em conjunto com o jornal El Periódico.[19]

O disco se estrutura em três blocos:

  • Bloco 1. Com músicas de BachDebussy, uma balada interpretada por Josep Thió (Sopa de Cabra), Lluís Gavaldà (Els Pets), entre outros, que ajudam a sentir os momentos dramáticos e românticos da série.
  • Bloco 2. Se destacam Chopin e Erik Satie. As músicas mais clássicas vão gradativamente se tornando mais animadas.
  • Bloco 3. É o bloco mais animado do disco, com músicas de La Casa Azul, Josep Thió, Pau Vallvé, entre outros.

Também estão inclusas na compilação músicas de Xavi Capellas, compostas especialmente para a série.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Pau Rodríguez, ed. (9 de setembro de 2015). «Merlí: aquest és el professor de filosofia que es colarà al 'prime time' de TV3» 
  2. Olga Lerín, ed. (14 de setembro de 2015). «Les classes de filosofia de 'Merlí' arriben a TV-3» 
  3. Focusmedia, ed. (15 de setembro de 2015). «Datos Audiencia 14 de septiembre de 2015» 
  4. a b Gemma Busquets, ed. (18 de outubro de 2015). «'Merlí', l'èxit de la temporada de TV3». El Punt Avui. Consultado em 22 de novembro de 2015. 
  5. Diari Ara, ed. (6 de novembro de 2015). «Atresmedia emetrà en castellà les sèries de TV3 'Merlí' i 'Cites'» 
  6. Diari Ara (ed.). «Netflix compra els drets de 'Merlí'» 
  7. Adolescents.cat (ed.). «Hi haurà segona temporada de «Merlí»! Confirmat!» 
  8. Corporació Catalana de Mitjans Audiovisuals (ed.). «Arriba l'estiu, "Merlí" torna a la feina» 
  9. EMPORDA.INFO, ed. (8 de junho de 2015). «Visita al rodatge de la sèrie 'Merlí'» 
  10. a b Adolescents.cat, ed. (7 de dezembro de 2015). «Hi haurà 2a temporada de «Merlí»? Avui TV3 n'emet l'últim capítol de la 1a» 
  11. Ara.cat, ed. (7 de dezembro de 2015). «'Merlí' s'acomiada però ja prepara el retorn» 
  12. «Audiencias Autonómicas Merlí consigue un 18,3% en TV3». 17 de novembro de 2015 
  13. «TV3, líder d'audiència dilluns 16/11». 19 de novembro de 2015 
  14. «Twitter @TV3cat». 24 de novembro de 2015 
  15. «Merlí obté la segona millor dada amb el penúltim capítol de la temporadat». 12 de janeiro de 2015 
  16. Ara, ed. (20 de setembro de 2016). «'Merlí' s'estrena amb una quota de pantalla rècord». Consultado em 20 de setembro de 2016. 
  17. El Periódico (ed.). «'Merlí' cierra el curso con la emoción a flor de piel». Consultado em 9 de dezembro de 2015. 
  18. Emporda.info, ed. (12 de dezembro de 2016). «'La nit de Merlí' arriba a la pantalla el 19 de desembre» 
  19. «Aquest dissabte aconsegueix el disc de Merlí amb «El Periodico»!!!» 

Ligações externos[editar | editar código-fonte]