Mesorregião do São Francisco Pernambucano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
São Francisco Pernambucano
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregiões limítrofes Sertão Pernambucano; Vale São-Franciscano da Bahia (BA); Sudeste Piauiense (PI)
Área 24.531,50 km²
População 637.626 hab. IBGE/2015[1]
Densidade 26,99 hab/km²
Indicadores
PIB R$ 6 554 918 mil IBGE/2012[2]
PIB per capita R$ 8 766 68 IBGE/2012[3]

Aspectos físicos[editar | editar código-fonte]

A mesorregião do São Francisco Pernambucano é uma das cinco mesorregiões do estado brasileiro de Pernambuco. É formada por duas microrregiões e abrange 15 municípios.

Petrolina é a capital regional dessa mesorregião, que além de possuir um importante porto fluvial e um aeroporto internacional para exportações, é um polo agroindustrial, financeiro, e comercial.

Localiza-se no centro sul do estado de Pernambuco. Faz divisa com os estados do Piauí, Bahia e Alagoas.

A mesorregião é circundada pela margem esquerda do Rio São Francisco, o qual faz divisa natural com o Estado da Bahia. Graças ao rio, a região apresenta uma desenvolvida agricultura irrigada, a qual põe Pernambuco como um dos maiores produtores e exportadores de frutas do país.

A vegetação nativa é composta por Caatinga.

Os índices pluviométricos da região são muito baixos, entre 400 mm e 800 mm. Os meses mais chuvosos são os do verão, enquanto que os mais secos os da primavera. As temperaturas ficam elevadas todo o ano, com mínimas anuais de 15°C e máximas que podem ultrapassar facilmente os 40°C. Foi no município de Petrolina no dia 3 de janeiro de 1964 onde foi registrada a maior temperatura em Pernambuco, com o valor de 44.1°C. [4]

Economia[editar | editar código-fonte]

Na sua porção mais seca, em que dominam o clima semiárido com rios temporários e vegetação de caatinga, a atividade econômica predominante é a pecuária bovina extensiva de corte. Já na sua porção sul, o Rio São Francisco tem influência marcante. Às suas margens desenvolvem-se culturas irrigadas, utilizando técnicas modernas que aumentam a produtividade. Esse aspecto contribui cada vez mais para a instalação de agroindústrias, principalmente produtora de vinhos. Merece destaque a produção de Cebola (Belém do São Francisco) e Arroz (Cabrobó), e de frutas como manga, uva e melão (Petrolina, Lagoa Grande) para exportação. Nela também está localizada a barragem de Itaparica sendo de grande importância para a região. Segundo uma pesquisa da revista VEJA, Petrolina é uma das 20 futuras metrópoles nacionais[5].

Áreas de fruticultura irrigada em Petrolina.
Uvas no Vale do São Francisco Pernambucano.
Pecuária e Avicultura.

(as principais estão em negrito)

Animal
Asininos
Bovinos
Caprinos
Equinos
Galináceos
Muares
Ovinos
Suínos
Produção Agrícola

(as principais estão em negrito)


Produto
Algodão Alho
Arroz Banana
Batata-doce Cebola
Cana-de-açúcar Coco-da-baía
Feijão Goiaba
Laranja Mamão
Mamona Mandioca
Manga Melancia
Melão Milho
Tomate Uva

Demografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a estimativa de 2015, a população dessa mesorregião totaliza 637.626 habitantes, sendo que mais da metade vive no ambiente urbano. As cidades mais populosas são: Petrolina (331.951), Santa Maria da Boa Vista (41.293), Petrolândia (35.342), Cabrobó (33.247), e Floresta (31.809).

Com a transposição do rio São Francisco, cidades como Cabrobó e Floresta receberam uma grande população e crescimento. Segundo o Censo 2010 a mesorregião poderá ter uma população de pouco mais de 575.000 habitantes. Junto com Juazeiro-BA, Petrolina forma o maior aglomerado urbano do Sertão Nordestino, as quais formam a Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento do Polo Petrolina e Juazeiro juntamente com outras três cidades pernambucanas e três cidades baianas totalizando mais de 812.000 habitantes.

Suas vinte cidades mais populosas segundo a estimativa de 2015:[1]

Cidades mais populosas do São Francisco Pernambucano
Posição Cidade População Posição Cidade População

Petrolina
Petrolina

Petrolândia

Santa Maria da Boa Vista

1 Petrolina 331 951 11 Jatobá 14 587
2 Santa Maria da Boa Vista 41 293 12 Orocó 14 445
3 Petrolândia 35 342 13 Carnaubeira da Penha 12 603
4 Cabrobó 33 247 14 Terra Nova 10 185
5 Floresta 31 809 15 Itacuruba 4 754
6 Lagoa Grande 24 757
7 Tacaratu 24 626
8 Belém do São Francisco 20 675
9 Afrânio 19 031
10 Dormentes 18 321

Transporte[editar | editar código-fonte]

Além de Várias BRs que cortam a região há também, o aeroporto internacional de Petrolina de grande importância regional, a mesorregião também conta com o porto fluvial de Petrolina. O porto de Petrolina é um importante porto Fluvial, situado na margem esquerda do Rio São Francisco. As embarcações que nele atracam servem tanto ao transporte de passageiros como os de produtos para o Sertão Nordestino.

O Aeroporto de Petrolina/Senador Nilo Coelho é um aeroporto que serve ao município de Petrolina, Lagoa Grande, Afrânio e Dormentes, em Pernambuco, e também ao município de Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho e Curaçá, na Bahia. O Aeroporto de Petrolina possui a segunda maior pista de aterissagem do Nordeste com 3.250 metros. Se firma como um dos principais do Nordeste, impulsionado pela produção do Vale do São Francisco, maior exportador de frutas do Brasil e responsável pela maior taxa de crescimento econômico da Região. Os investimentos que a Infraero, administradora de 67 aeroportos, implementou em Petrolina, transformaram o aeroporto no segundo maior do Nordeste.

São quatro as companhias aéreas que operam com voos regulares no aeroporto: a GOL Linhas Aéreas, Avianca Brasil,TRIP Linhas Aérease a TAM Linhas Aéreas. O novo terminal de passageiros do Aeroporto de Petrolina – Senador Nilo Coelho é totalmente climatizado, com equipamentos de segurança modernos, como o circuito interno de TV e o sistema informativo de voo, além de 18 pontos comerciais dentro do conceito de Aeroshopping. O aeroporto tem lanchonetes, restaurante, lojas de artesanato e de produtos regionais, locadoras de veículos e terminal de saque eletrônico. O Aeroporto de Petrolina atende a mais de 53 municípios nos Estados de Pernambuco, Bahia e Piauí. Em 2008, o aeroporto recebeu mais de 207 mil passageiros.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Belém do São Francisco

Casario e conjunto de igrejas do período colonial, bicas, praias fluviais, a Ilha do Caxauí.

Floresta

Reserva Biológica da Serra Negra, os Letreiros de Mãe D'Água (pinturas rupestres), Sítios Arquitetônicos com casarões coloniais, praias fluviais, lagoas, riachos e serras.

Itacuruba

Praias fluviais e trilhas ecológicas.

Petrolândia

Trilhas ecológicas, a praia do Toco, o Mirante do Serrote, furnas, serras, além da Usina Hidroelétrica Luiz Gonzaga (Itaparica).

Tacaratu

Serras, grutas, fontes, cachoeiras, passeios ecológicos, Reserva Indígena Pankararu, casas de farinha, bicas, igrejas, prédios históricos, o artesanato (o distrito de Caraibeiras é centro produtor de tecelagem em teares manuais, cuja produção é distribuída no Brasil e no Exterior), gastronomia típica e folclore.

Petrolina

O Bodódromo, localizado em Petrolina, é o maior complexo gastronômico ao ar livre do nordeste quando o assunto é carne de bode. No Bodódromo, os turistas podem apreciar o principal prato típico da região: bode assado. Com mais de dez restaurantes, o local, situado na Av. São Francisco, ainda dispõe de área para shows musicais, quiosques e lanchonetes.

Um agradável passeio por entre as marcas do passado, presentes em pertences de vultos como Lampião - o rei do cangaço, Dom Malán - primeiro bispo de Petrolina, coronel Quelê - patriarca da família Coelho, Joãozinho do Pharol - pioneiro da imprensa escrita do interior do Nordeste e tantos outros. Um encontro também com as exposições permanentes setorizadas conforme as temáticas: Sala das Carrancas, Casa Nordestina, Rio São Francisco, Cangaço e Ícones nordestinos. Em cada espaço um detalhe novo salta aos olhos do visitante, possibilitando a compreensão e o entendimento das transformações socioculturais e econômicas ocorridas ao longo do tempo, na vida da terra e do homem destes sertões.

River Shopping é um shopping situado na região do Vale do São Francisco, na cidade de Petrolina no estado de Pernambuco, Brasil. É o maior shopping do Sertão Pernambucano. Conta 100 lojas. Nele se encontram as únicas salas de cinema da região, 4 salas da Orient Cinemas. Além das lojas âncora, o River Shopping também abriga algumas lojas de presença nacional como Arezzo, Chilli Beans, Cacau Show, Colcci, Playtoy, Mundo Verde e O Boticário. Por todo o shopping há espalhados quiosques diversos.

Cabrobó

Uma boa dica para quem visita Cabrobó é conhecer as diversas cachoeiras existentes na cidade. Outra opção para o visitante é desfrutar das águas do rio São Francisco. Festa da Cebola e as Vaquejadas também movimentam a cidade. Festa da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição, atrai turistas para a região.

Microrregiões[editar | editar código-fonte]

Itaparica[editar | editar código-fonte]

Petrolina[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Estimativas da população nos municípios brasileiros». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 12 de setembro de 2015. 
  2. «Produto Interno Bruto dos municípios - 2012 » PIB a preços correntes » Comparação entre os municípios: Pernambuco». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 16 dez. 2014. 
  3. «Produto Interno Bruto dos municípios - 2012 » PIB per capita a preços correntes » Comparação entre os municípios: Pernambuco». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 16 dez. 2014. 
  4. INMET. «BDMEP». Consultado em 02 de novembro de 2012. 
  5. ALEPE (Em 26 de setembro 2012). «Emancipação – Festa na cidade de Petrolina». Consultado em 12 de setembro de 2015. 

Economia e Transpote: Geografia de Pernambuco (Célia Siebert).