Messerschmitt Me 163

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Me 16 Komet
Picto infobox Mig 29.png
Descrição
Tipo / Missão Aeronave de interceptação, com motor a foguete, monomotor monoplano
País de origem  Alemanha Nazista
Fabricante Messerschmitt
Período de produção 1941-1945?
Quantidade produzida ~370 unidade(s)
Primeiro voo em Me 163A V4: 1 de setembro de 1941 (73 anos)
Introduzido em 1944
Tripulação 1
Especificações (Modelo: Me 163 B-1)
Dimensões
Comprimento 5,98 m (19,6 ft)
Envergadura 9,33 m (30,6 ft)
Altura 2,75 m (9,02 ft)
Área das asas 18,5  (199 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 1 905 kg (4 200 lb)
Peso carregado 3 950 kg (8 710 lb)
Peso de decolagem 4 310 kg (9 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x motor de foguete a combustível líquido Walter HWK 109-509A-2
Força de empuxo (por motor) 1 723 kgf (16 900 N)
Performance
Velocidade máxima 959 km/h (517 kn)
Alcance (MTOW) 40 km (24,9 mi)
Teto máximo 12 100 m (39 700 ft)
Razão de subida 160 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 2 x canhões Rheinmetall Borsig MK 108 de 30 mm (1,18 in)
Notas
Dados gerais de: Me 163 Komet - Military Factory.com[1]
Dados da razão de subida: Der streng geheime Vogel Me 163[nota 1]

Messerschmitt Me 163 Komet - foi um "avião-foguete" colocado em operação em meados de 1944, em resposta aos constantes bombardeios sofridos pelo III Reich, que a essa altura do conflito já se achava severamente comprometido.

O avião, inicialmente concebido como um avião interceptador local, foi projetado por Alexander Lippisch. Testado como um planador, desprovido de profundor de cauda, foi posteriormente equipado com um motor de foguete durante sua fase de desenvolvimento. O motor utilizava um propelente resultante da mistura de dois componentes fortemente reativos, os quais causaram uma série de acidentes que quase inviabilizaram o projeto. Uma operação especial e extremamente controlada era necessária cada vez que o aparelho era abastecido. Os dois caminhões-tanque, claramente identificados, cada um com um dos reagentes, se aproximavam da aeronave em momentos diferentes, sendo o piso e o avião lavados entre um abastecimento e outro.

O avião, então abastecido, decolava a uma espantosa velocidade, atingia rapidamente altitude e mergulhava sobre os bombardeiros. Como sua autonomia era muito pequena, cerca de oito minutos, o voo prosseguia, após os ataques, como um vôo planado, momento em que se tornava um alvo fácil. Seu pesado armamento podia abater um B-17 com apenas três disparos, no entanto sua velocidade de aproximação era por demais elevada causando dificuldades operacionais aos pilotos, não acostumados a esse desempenho, ainda mais que os pilotos na maioria devido as baixas da Luftwaffe, eram de jovens e pouco treinados. Era um avião extremamente instável mas de concepções inovadoras. A despeito de sua extrema performance apenas 16 bombardeiros foram abatidos por essa aeronave, sendo este um resultado insignificante frente a situação a que se achava a Alemanha ao final do conflito.

É interessante observar que ao final da guerra exemplares deste avião cairam nas mãos dos aliados, sendo este projeto, ou alguns de seus conceitos, utilizados para o projeto "X", cujo aparelho X-1, sob comando de Charles "Chuck" Yeager foi o primeiro aparelho a quebrar a barreira do som no dia 14 de outubro de 1947. A principal série foi a série "B" (Me 163B). Surgiu depois o Me 163C, com maior aerodinâmica graças ao nariz mais longo e mais baixo. Os três protótipos do Me 163C foram destruídos para que não fossem capturados pelos soviéticos. Já o Me 163D (mudado para Messerschmitt Me 263 ou ainda Ju 248) com apenas 1 protótipo que realizou voos planados e outros dois que foram destruídos.

Como curiosidade, o Me 163 utilizava rodas descartáveis para a decolagem. Ao pousar, utilizava-se do próprio fundo do avião, deixando assim, muitos pilotos paraplégicos pelo do choque do avião com o solo.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Detalhe do nariz de um Me 163.
O protótipo Me 163A V4, em 1941.
Walter HWK 109-509:
Motor de foguete usado pelo Messerschmitt Me 163 Komet.
Rodas que auxiliavam sua decolagem. Depois de iniciado o vôo o caça descartava-as.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Wolfgang Späte 2003, p.228

Referências

  1. Me 163 Komet militaryfactory.com (em inglês) - visitada em 22 de agosto de 2015.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Späte, Wolfgang. Der streng geheime Vogel Me 163 (em alemão), "O Pássaro Secreto Me 163". Eggolsheim, Germany: Dörfler im Nebel Verlag GmbH, 2003. ISBN 978-3-89555-142-0.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.