Metrô de Adana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Metrô de Adana
Adana Metro Logo.png
Adana Metro İstiklal Station.jpg
Estação İstiklal
Informações
Proprietário Prefeitura de Adana
Número de linhas 1
Número de estações 13
Funcionamento
Início da construção 12 de janeiro de 1998
Início de funcionamento 18 de março de 2009
Sigla(s) do material circulante LRV
Número de veículos 12 Hyundai Rotem
Dados técnicos
Extensão do sistema 13,5 km
Bitola Bitola padrão/internacional
1 435 mm (4,71 ft)
Eletrificação 750 VCC
Mapa da Rede

Adana Metro.svg

O Metrô de Adana é um sistema de metropolitano que serve a cidade turca de Adana.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O projeto do metrô foi iniciado em 1990, com seu estudo de viabilidade concluído em 1996. As obras do metrô de Adana foram iniciadas em 12 de janeiro de 1998 pelo consórcio formado pelas empresas Alarko, Bombardier e ABB, com um custo inicial de 340 milhões de dólares. Por falta de recursos, o projeto foi paralisado em janeiro de 2001, com 60% de suas obras realizadas. Posteriormente surgiram acusações de corrupção contra as autoridades locais.[2] O governo turco conseguiu um empréstimo adicional de 194 milhões de dólares em julho de 2006 e as obras foram retomadas, com previsão de conclusão para meados de 2009.[3]

A inauguração do primeiro trecho do metrô ocorreu em 18 de março de 2009.[4] A inauguração comercial do sistema ocorreu apenas em 14 de maio de 2010.[5]

Frota[editar | editar código-fonte]

A frota do metrô de Adana é composta por 12 trens (36 carros) fabricados pela empresa Hyundai Rotem.[6] Cada carro possui 27 m de comprimento, 2,65 m de largura e capacidade de transportar 311 passageiros. A velocidade máxima dos trens é de 80 quilômetros por hora.[7]

Imagem Origem Fabricante Ano Frota
(trens/carros)
Adana Metrosu.jpg Coréia do Sul Hyundai Rotem 2009 12/36

Passageiros transportados[editar | editar código-fonte]

Ano Passageiros
2014 13 500 000[8]
2017 9 000 000[9]
2018 9 000 000[10]
2019 8 886 204[11]

Referências

  1. Robert Schwandl. «Adana Metro». Urban Rail. Consultado em 4 de junho de 2022 
  2. «Adana'da vatandaş ne diyor?». Vatan. 15 de março de 2010. Consultado em 4 de junho de 2010 
  3. İhlas Haber Ajansı (3 de setembro de 2007). «Adana Metrosu 2009'da Hizmete Girecek». Haberler. Consultado em 4 de junho de 2022 
  4. International Railway Journal (2009). Adana light metro opens. [S.l.: s.n.] pp. 49: 13. 2021–05–09. ISSN 2161-7376 
  5. «Adana metrosu dualarla açıldı». Hürriyet. 14 de maio de 2010. Consultado em 4 de junho de 2022 
  6. «Adana». Trains of Turkey. Consultado em 4 de junho de 2022 
  7. Adana Büyükşehir Belediyesi. «Adana Rayli Taşima Sistemi Projesi - Adana Metrosu». Internet Archive. Consultado em 4 de junho de 2022 
  8. POJANI, Dorina; STEAD, Dominic (2017). The Urban Transport Crisis in Emerging Economies. [S.l.]: Springer. p. 257. ISBN 9783319438498 
  9. Onur Uysal (13 de abril de 2018). «Highest Ridership». Rail Turkey En. Consultado em 4 de junho de 2022 
  10. Onur Uysal (11 de novembro de 2019). «Highest Ridership». Rail Turkey En. Consultado em 4 de junho de 2022 
  11. L’Union internationale des transports publics (UITP) (2019). «Metro ridership» (PDF). Urban Mobility Report 2020, página 13. Consultado em 4 de junho de 2022 


Ícone de esboço Este artigo sobre transportes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.